sexta-feira, 21 de julho de 2017

Passeio de Barco no Delta do Paraná [Tigre]

Tigre fica a 33 km da capital federal, Buenos Aires. E tem como principal atrativo o Delta do Paraná. No rio, vemos barcos de passeio. Nas margens, clubes, que atraem famílias e atletas de esportes náuticos.

Barco no Rio Sarmiento, Delta do Tigre, Buenos Aires, Argentina
Barco no Rio Sarmiento, Delta do Tigre

Junto ao rio, vemos, agora, o Parque de La Costa. Um popular parque de diversões. Ao lado, o Casino Trilenium. E o Puerto de Frutos, uma feira de artesanatos. Com tudo isso, hoje, Tigre ferve, nos finais de semanas...

Parque de La Costa, em Tigre, Buenos Aires, Argentina
Parque de La Costa, em Tigre

  
Viagem com os Pais...
Viajava com os pais. E a ideia era o tradicional passeio de barco. A data, Sexta-feira Santa, era a certeza de que a cidade estaria cheia. E o receio era de que isso prejudicasse nossa experiência em Tigre...

Buenos Aires Rowing Club - Isla Rufino de Elizalde, Tigre, Buenos Aires, Argentina
Buenos Aires Rowing Club


O Trem de Buenos Aires a Tigre
O dia amanheceu convidativo. Deixamos Buenos Aires e fizemos uma breve parada em San Isidro. Com os museus fechados, logo seguimos para Tigre. E a multidão, na estação ferroviária, confirmou nossas previsões...

Ainda na estação, peguei o panfleto de uma empresa que fazia passeios de barco. Cruzamos a ponte sobre o Rio Tigre. E fomos a River Tours. Depois, retornamos, para pesquisar o preço em outras empresas.

Passeio de Barco, no Delta do Tigre, Buenos Aires, Argentina
Passeio de Barco, no Delta do Tigre


O Centro de Informações de Tigre
Passei no Centro de Informações, junto à Estação Fluvial. Vi que o preço era maior nas demais empresas. Assim, meus pais comprariam os ingressos na River Tours. E eu compraria água em algum mercado.

Trapiche do Rio Sarmiento, Delta do Tigre, Buenos Aires, Argentina
Trapiche do Rio Sarmiento


Dica para Comprar Água
Uma dica para comprar água na Argentina é observar o custo por litro. As garrafas têm diversos volumes: 1L; 1,25L. Veja na etiqueta do preço o valor por litro. Isso facilita a rápida comparação entre diversas marcas.

Após rápida análise, comprei uma marca de água gelada por menos de metade do valor de outra em temperatura ambiente. Considerando o calor daquele dia, foi um ótimo negócio em todos os sentidos...

Camping El Galeón de Oro, Tigre, Buenos Aires, Argentina
Camping El Galeón de Oro



O Golpe Argentino do Troco
Animado, encontrei meus pais com 4,5L de água na mochila... E vi minha mãe fula da vida. Por mais que soubesse, caiu no golpe argentino. Deu 500 pesos. A caixa disse que recebeu 400. E minha mãe amargou o prejuízo...


Parque de La Costa e Puerto de Frutos
Pois bem... Pouco após as 14h, iniciou o passeio. E seguimos pelo Rio Tigre até o Rio Lujan. Logo, o Parque de La Costa chama a atenção, à margem direita do rio. O Puerto de Frutos fica um pouco à frente.

Jet Ski, no Delta do Tigre, Buenos Aires, Argentina
Jet Ski, no Delta do Tigre

O parque e a feira de artesanatos são empreendimentos maiores. E ficam próximos à Estação Fluvial. O que mais impressiona, porém, é a quantidade de atracadouros de madeira às margens do Rio Lujan.


Clubes e Camping à Margem do Rio
Alguns pertencem a clubes, como o Buenos Aires Rowing Club. Há o camping El Galeón de Oro. Mas a maior parte é de particulares, mesmo. Há, ainda, os balneários. E até um museu, o “Museo Casa Domingo Sarmiento”.

'Museo Casa' Domingo F. Sarmiento, Tigre, Buenos Aires, Argentina
'Museo Casa' Domingo F. Sarmiento

Enfim, o proveito que eles fazem do rio é de dar inveja. Transformaram o local num belo ponto de lazer e turismo. Sem falar no parque, no cassino e na feira, que sem dúvida, movimentam a economia da cidade...

Veja também...
Emoções no Passeio de Barco pelo Delta do Paraná

10 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ As Casas de Fim de Semana +++

Em 1865, a ferrovia cobriu o 28 km até o Retiro.
E Tigre tornou-se um lugar de veraneio.
E de esticadas em fins de semana.
Em especial, aos portenhos bem-nascidos.
Estes construíram, ali, mansões extravagantes.
E clubes de remo nas margens do Rio Luján.
E de outros afluentes.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ O Renascimento de Tigre +++

Veio a Grande Depressão dos anos 1930.
E Tigre sofreu uma série de reveses.
Até pouco tempo atrás

O renascimento veio com líderes progressistas.
E com amplo investimento.
Hoje, a área tem cerca de 300 mil habitantes.

E voltou a ser uma comunidade aprazível.
A quem trabalha na capital e pode pegar a linha de trens Mitre.
E para portenhos de todos os níveis econômicos.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Delta do Paraná +++

A cidade de Tigre é o ponto de partida das excursões ao Delta.
Este é um conjunto de ilhas de vegetação exuberante.
Em cujas margens alinham-se casas sobre pilotis.
E por entre as quais cruzam os braços de rio.

Fonte: Argentina – Rough Guide, Publifolha, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Piratas no Delta do Paraná +++

Piratas invadiram o Delta do Paraná no período colonial.
Os contrabandistas circulavam pelos canais e ilhas locais.
Tal como aconteceu com o Mississipi.
Na época de dominação espanhola e francesa.

O único comércio legítimo então era o de carvão vegetal.
Este provinha das matas ciliares.
E o transporte ocorria a partir do porto Tigre.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Lazer no Delta do Paraná +++

O turista pode passar uma tarde ou um fim de semana em Tigre.
Os clubes de remo ainda existem.
Mas os visitantes também podem circular em caiaques.
Ou em ostensivos barcos particulares.
Lanchas de passageiros operam como ônibus urbanos.
E deixam passageiros no ancoradouro de casas.
Ou hotéis e restaurantes nos diversos canais do rio.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Estación Fluvial de Tigre +++

Da estação, partem os passeios de barco pelo Delta.
A estação fica na extremidade leste da cidade.
E ao norte da ponte sobre o Rio Tigre.
É o ponto de contato entre as ilhas e o continente.

Nos fins de semana, a Estação Fluvial fervilha.
Quando turistas e moradores entregam suas bagagens.
À tripulação dos barcos que os esperam.

Fonte: Argentina – Rough Guide, Publifolha, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Estación Fluvial +++

Fica no Rio Tigre.
Em frente à estação de trem.
E logo acima da confluência com o Rio Luján.
A estação é a porta de entrada para o Delta do Paraná.
E o ponto de partida aos catamarãs.
Estes vão para a Isla Martín Garcia.
E para o porto uruguaio de Carmelo.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Puerto de Frutos +++

Fica ao longo do Rio Luján.
O maior atrativo do mercado são os artesanatos.
Eles ocupam o lugar das frutas como principal produto.
Principalmente, as cestas.

Fonte: Argentina – Rough Guide, Publifolha, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Puerto de Frutos +++

Uma das atrações mais interessantes do Tigre.
Aonde chega toda a produção do Delta.
No mesmo local, há um bom mercado de artesanato.
E de parrillas (churrascarias).
Interessante para visitantes que vão passar o dia.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo Dormingo Faustino Sarmiento +++

Hoje, protegido com vidro.
Era o refúgio do ex-presidente na ilha.
Sarmiento construiu-o com caixotes de frutas.
Lanchas levam e apanham passageiros ali.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design