quarta-feira, 19 de abril de 2017

Murais e Vitrais de Igrejas de Porto Alegre

As igrejas mais antigas de Porto Alegre têm cerca de 200 anos. A decoração é, porém, mais recente. A maior parte dos murais e vitrais são do século XX. Registro os trabalhos de quatro diferentes igrejas da capital gaúcha.

Vitrais no Altar da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
Vitrais no Altar da Igreja Santo Antônio


Igreja das Dores e Aldo Locatelli
A Igreja Nossa Senhora das Dores é a mais antiga dentre as remanescentes do período colonial. Trata-se de uma construção do início do século XIX. E com murais que datam das três primeiras décadas do século XX.

A Promessa do Santo - Vitral da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
A Promessa do Santo

Ao longo de 2016, visitei igrejas com murais do pintor italiano Aldo Locatelli. Seguidor da escola renascentista, criou alguns dos mais belos exemplares de arte sacra da cidade. Veja o Roteiro Aldo Locatelli em Porto Alegre.

A Eucaristia - Vitral da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
A Eucaristia


Capela de Nosso Senhor dos Passos
Fica na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. E a construção iniciou em 1819, ainda no período colonial. A conclusão da Capela de Nosso Senhor dos Passos só ocorreu em 1835, após a Independência do Brasil.

Murais de Emílio Sessa na Capela Senhor dos Passos, Porto Alegre
Murais de Emílio Sessa

No interior da capela, destacam-se os vitrais da Casa Genta. Judith Fortes e P. Max Dobmeier criaram os vitrais de 1941 a 1943. E na década de 1960, o italiano Emílio Sessa confeccionou os murais do pequeno templo.

Vitral da Capela Senhor dos Passos, Porto Alegre
Vitral da Capela Senhor dos Passos


Igreja de São João Batista
A construção da primeira capela ocorreu em 1874. Iniciativa de Felicidade Maira e Clara, as “irmãs fumaça”. Em torno da capela, surgiu o Bairro São João. No local, construiu-se a atual igreja, entre 1923 e 1926.

Mural de Marciano Schmitz na Igreja São João Batista, Porto Alegre
Mural de Marciano Schmitz

Os vitrais são da Casa Genta. Max Dobmeier confeccionou-os em 1944. Em 1967, Selso Dall Bello pintou um mural. E Marciano Schmitz, em 1989. Este, de temática escatológica, mostra a Ressurreição de Jesus.

Anjo Mensageiro - Vitral da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
Anjo Mensageiro


Igreja de Santo Antônio
O Coronel Arruda construiu a capela em 1876. No Areal do Partenon. E tinha Santo Antônio como padroeiro. Em 1903, chegam os capuchinhos. Em 1911, forma-se a paróquia. E em 1927, inicia a construção da igreja.

O Batismo de Jesus - Vitral da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
O Batismo de Jesus

A primeira missa na atual estrutura ocorreu em 1952. A conclusão da Igreja Santo Antônio ocorreu, porém, apenas em 1961. E Círio Simon pintou os murais em 1970, cujo tema é a Volta de Jesus Cristo.

O Batismo Indígena - Vitral da Igreja Santo Antônio, Porto Alegre
O Batismo Indígena


Igreja de São Pedro
A construção da capela ocorreu em 1887. Na segunda década do século XX, iniciou-se a construção da Igreja de São Pedro. O padroeiro é o apóstolo que Jesus escolheu para conduzir os passos iniciais da igreja católica.

Altar da Igreja São Pedro, Porto Alegre
Altar da Igreja São Pedro

Curci pintou o mural da Igreja São Pedro em 1946. Ele representa a morte dos santos. Os vitrais da mostram o nascimento e a morte de Jesus Cristo. Ficam nas laterais da igreja e no altar.

Crucificação de São Pedro na Igreja São Pedro, Porto Alegre
Crucificação de São Pedro

12 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Lenda do Escravo Josino +++

A Igreja das Dores é o mais antigo templo católico de Porto Alegre.
A construção iniciou em 1807, durante a escravatura.
A conclusão da igreja ocorreu em 1901.
Ou seja, quase um século depois do início das obras.

Uma lenda busca explicar a demora na construção.
Acusaram Josino de roubar materiais da construção.
O escravo alegou que as acusações eram injustiças.
Mesmo assim, ele recebeu a condenação à forca.

Para provar sua inocência, Josino rogou uma praga.
Contra Domingos José Lopes, seu acusador.
Disse que ele jamais veria a conclusão das torres da Igreja.
Esse seria o castigo por sua crueldade e injustiça.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Igreja das Dores: Um Conjunto Notável +++

Julius Weise elaborou o projeto.
A construção durou quase um século.
Diferentes profissionais participaram do projeto.
Apesar disso, o conjunto é notável.

A fachada eclética confere monumentalidade ao templo.
Ainda hoje, a Igreja das Dores destaca-se à distância.
Seja a partir da Rua da Praia. Seja do Lago Guaíba.
As duas altas torres contrastam com a tradição colonial.

A Igreja possui um aspecto cenográfico singular.
Pela verticalidade da fachada.
E pelo posicionamento ao fim de uma grande escadaria.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Mistura de Estilos na Igreja das Dores +++

A fachada de Wiese diferencia-se do corpo da igreja barroca.
Mas não introduz desarmonia.
Pois não se vê a parte mais antiga a partir da Rua da Praia.
As três portas originais inserem-se na trama de pilastras clássicas.
Esta respeita as duas subdivisões horizontais da fachada antiga.
Que correspondem às portas e às janelas do coro.
A segunda faixa tem altura pequena.
E gera uma ordem coríntia diminuta.
Acima destas duas faixas, há uma terceira.
Nela, há separação entre o corpo central e as torres.
Isso evidencia o caráter de acabamento mural, que oculta o oitão.
As torres ainda apresentam um quarto nível de pilastras.
E seguem de uma terminação aguda em pirâmide de base octogonal.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ As Ordens Clássicas na Igreja das Dores +++

Quanto às ordens clássicas, notamos algo curioso.
O arquiteto usou ordens diferentes.
As torres alcançam 35 metros de altura.
E nelas, evidenciam-se as características jônicas.
No corpo central, percebem-se os traços coríntios.
Essa é uma liberdade típica do ecletismo.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Nave da Igreja das Dores +++

A nave tem cerca de 30 metros de comprimento.
Esta é também a dimensão da escadaria de acesso.
E mostra a intenção de ordenar os espaços interno e externo.

A ampla nave única é coberta por uma abóboda de madeira.
Com foco na capela-mor emoldurada por arco cruzeiro.
Este arco apoia-se em pilastras.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Altares Laterais da Igreja das Dores +++

Nas laterais, há seis altares.
Eles possuem talhas de pouca profundidade.
São similares no desenho.
E criam uma ideia rítmica.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Composição Interior da Igreja das Dores +++

O português João Couto e Silva projetou o espaço interno.
Tanto na organização geral como nos detalhes decorativos.
Ele combina a tipologia das igrejas coloniais portuguesas.
Com a simplificação do neoclassicismo imperial brasileiro.
Também incorpora a ordenação do neoclassicismo local.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Ricos e Pobres no Centro do Século XIX +++

A Rua João Manoel era uma divisora de territórios.
Dali até a Volta do Gasômetro ficava a população mais pobre.
Da Rua João Manoel até a Santa Casa, os mais ricos.

Apolinário Porto Alegre ilustra isso no conto “Mandinga” (1867).
Os bagadus representavam os desvalidos de sorte.
E os tinteiros, as crianças que sabiam ler e escrever.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Porto Alegre na Virada do Século XX +++

Um bonde puxado a burro ia do Centro para o Menino Deus.
No caminho, este bonde passava pela Ponta da Cadeia.
No local, hoje fica o Centro Cultural Usina do Gasômetro.
Dali, ele seguia pelo Caminho de Belas (Praia de Belas).
Até o Asilo da Mendicidade, que ainda hoje existe.
Ele fica quase em frente ao Estádio Beira-Rio.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Ideia da Capela da Santa Casa +++

Em 1803, criou-se a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.
A ideia da construção de uma capela na nasceu na mesma época.
Hospital de Caridade era uma instituição de caráter religioso.
E a edificação de um templo seria apenas uma questão de tempo.

Logo, o templo tornou-se local de encontro da sociedade porto-alegrense.
Em casamentos, batizados, comunhões e velórios.
Celebrações de Páscoa, Natal e Ano Novo.
Assim como no aniversário da Santa Casa.

Nosso Senhor dos Passos, o padroeiro, dá nome à Capela.
Os fiéis trouxeram a imagem do Rio de Janeiro em 1806.
E usaram-na nas procissões organizadas da comunidade católica.
Antes mesmo da conclusão da primeira Capela.

Fonte: site da Santa Casa.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reformas da Capela Senhor dos Passos +++

O estilo original da fachada era colonial português.
Com apenas uma torre.
Nos séculos XIX e XX, a Capela passou por várias reformas.
Entre ampliações e pinturas da estrutura original.
O que levou ao aumento do espaço reservado aos fiéis.

Com as obras, o templo recebeu traços góticos.
E adicionou-se outra torre à Capela.

O acesso, originalmente, dava-se por amplas escadarias.
Até o alto patamar situado ao longo da fachada da Santa Casa.
Na década de 1940, ocorreu a urbanização da cidade.
E houve a remoção da antiga escadaria.
Construiu-se uma nova entrada lateral, abrigada e mais suave.

A Capela também recebeu imagens sacras e adornos.

Alguns dos seus ornamentos ainda existem.
E compõem o acervo museológico da Instituição.

Fonte: site da Santa Casa.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reformas da Capela Senhor dos Passos +++

A restauração ocorreu em 2003.
Esta revitalizou a pintura de Emílio Sessa.
O italiano confeccionou o mural na década de 1960.

Hoje, a Capela constitui-se em patrimônio histórico.

Fonte: site da Santa Casa.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design