sábado, 25 de março de 2017

Instituto Pão dos Pobres, Porto Alegre

A Fundação Pão dos Pobres surgiu em 1855. Com a missão de acolher os pobres. A construção do prédio, porém, iniciou apenas em 1904. Num terreno onde ficava o solar da Baronesa do Gravataí.

Instituto Pão dos Pobres, Porto Alegre
Instituto Pão dos Pobres, Porto Alegre

Localização: Rua da República, 801, Cidade Baixa, Porto Alegre.
Fonte: “Viva o Centro a Pé”, publicação da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Veja também...
Atrações de Porto Alegre por Categoria
Atrações de Porto Alegre por Localização
Relatos de Porto Alegre

Santa Casa de Misericórdia e Avenida Borges de Medeiros

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ A Arquitetura do Pão dos Pobres +++

Joseph Lutzenberger, arquiteto alemão, projetou o prédio.
Ele também projetou a Igreja São José e o Palácio do Comércio.

Lutzenberger criou um projeto em sóbrio estilo eclético.
E preocupou-se em preservar o portal do antigo palacete.
Um maciço conjunto de quatro pavimentos.
Com destaque ao frontispício arrematado por frontão triangular.
Ali, encontra-se o grupo escultório.
E nele, vemos Santo Antônio distribuir pão às crianças pobres.
Atrás do frontão, eleva-se o pequeno campanário.

Em 2000, a Prefeitura tombou o prédio patrimônio cultural.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Proclamação da República +++

Com a Proclamação da República ocorreram mudanças.
Nos nomes de avenidas, praças e ruas de Porto Alegre.
Seguem exemplos com o antigo nome e o atual:

+ Praça Conde D’Eu, hoje Praça 15 de Novembro;
+ Praça Dom Pedro II, hoje Praça Marechal Deodoro;
+ Rua do Imperador, hoje Rua da República;
+ Rua Dona Isabel, hoje Rua Demétrio Ribeiro;
+ Rua Imperatriz, hoje Rua Venâncio Aires;
+ Rua Imperial, hoje Rua Benjamin Constant.

Também vieram as homenagens aos positivistas:

+ Avenida Assis Brasil;
+ Avenida Borges de Medeiros;
+ Monumento a Júlio de Castilhos;
+ Praça Júlio de Castilhos;
+ Praça Otávio Rocha;
+ Rua Alberto Bins;
+ Rua Júlio de Castilhos;
+ Viaduto Otávio Rocha.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cidade Baixa +++

A região apresentava características de zona rural.
Sujeita às frequentes enchentes do Arroio Dilúvio.
E servia inclusive para refúgio de escravos.
Ao menos, até a metade do século XIX.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design