sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Vila do IAPI, Porto Alegre

O Governo Federal implantou o Conjunto Habitacional Passo d’Areia, entre 1942 e 1954, em Porto Alegre. O conjunto ficou conhecido como Vila do IAPI. O Instituto de Aposentadoria e Pensão dos Industriários.

Prédio Marrom na Rua Veranópolis - Vila IAPI, Porto Alegre
Prédio Marrom na Rua Veranópolis

O plano urbanístico do engenheiro Marcos Kruter previu: 2.446 moradias, 31 lojas, onze praças e três escolas. Além de um posto de saúde, uma igreja e uma estação de tratamento de esgoto.

Prédio Azul da Rua Veranópolis - Vila IAPI, Porto Alegre
Prédio Azul da Rua Veranópolis


Atrações da Vila do IAPI


Fonte: “Viva o Centro a Pé”, publicação da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Veja também...
Elis Regina e Chopin na Vila do IAPI
Prédios, Parque e Praças da Vila do IAPI

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Autonomia em Relação à Cidade +++

A ênfase no aspecto social repercutiu na autonomia do conjunto.
E no fortalecimento das relações comunitárias locais.
Outro aspecto importante foi a pré-definição das habitações.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Cidade Jardim +++

A Vila do IAPI aproxima-se do conceito de cidade-jardim.
Este surgiu na Europa, no final do século XIX.
Na Vila, vemos isso no traçado viário orgânico.
E na imersão das edificações no verde.

Em Porto Alegre, vemos isso em empreendimentos privados.
Como Vila Assunção, Vila Conceição, Vila Jardim e Belém Novo.
A Vila do IAPI, como obra pública, constitui exceção à regra.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Projeto Arquitetônico da Vila do IAPI +++

O arquiteto Edmundo Gardolinski projetou a Vila do IAPI.
Concebeu 27 variações de prédios.
Incluiu repertórios relacionados à arquitetura neocolonial.
Assim como, à déco e à modernista.
A estratégia foi diversificar a tipologia.
E a linguagem arquitetônica.
A intenção era personificar as moradias.
E reforçar a imagem da Vila do IAPI.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design