terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Museu Antropológico Caldas Júnior, em Santo Antônio da Patrulha

O Museu Antropológico Caldas Júnior tem como destaque o prédio que o abriga. Em estilo colonial português, a construção de 1820 possui paredes externas grossas, de pedras irregulares, barro e cal.

Museu Antropológico Caldas Júnior, Santo Antônio da Patrulha
Museu Antropológico Caldas Júnior
  
O primeiro proprietário foi o Alferes e Vereador Francisco Xavier da Luz. Ali, residia o Presidente da Câmara de Vereadores. Em 1826, o Imperador Dom Pedro I hospedou-se no local. E plantou uma Palmeira Imperial.

Em 1873, a família do Juiz Francisco Antônio Viera Caldas passou a viver na casa. O filho, Caldas Júnior, morou ali dos quatro até os doze anos. Tempos depois, Caldas Júnior fundaria o jornal Correio do Povo, em Porto Alegre.

Palmeira Imperial no Museu Antropológico Caldas Júnior, Santo Antônio da Patrulha
Palmeira Imperial

2 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Caldas Júnior – Filiação e Educação +++

Francisco Antônio Vieira Caldas Júnior nasceu em 13/22/1869.
Na localidade de Porteiras, em Vila Nova, no Sergipe.
Era filho de Francisco Antônio Vieira Caldas.
E de Maria Emília Wanderley Caldas.

O pai era bacharel em Direito.
E em 1872, ele foi nomeado Juiz Municipal e Órfãos.
Da Comarca de Santo Antônio da Patrulha.
Até 1880, ele residiu com a família, na cidade.
Na casa onde hoje fica o Museu Antropológico Caldas Júnior.

Em Santo Antônio, Caldas Júnior aprendeu as primeiras letras.
O professor foi Joaquim Pereira do Lago.
Depois, frequentou a escola de Guilhermina Bernardina de Lima.
Então, Caldas Júnior transferiu-se para Porto Alegre.
E estudou no Colégio São Pedro e no Instituto Brasileiro de Ensino.

Leonardo Brocker disse...

+++ Caldas Júnior – Jornalista e Poeta +++

De 1885 a 1888, foi revisor e noticiarista do jornal “A Reforma”.
E diretor deste jornal até 1891, quando ele deixou de circular.
Também foi funcionário da Assembleia Provincial até 1889.

De 1891 a 1895, Caldas Júnior trabalhou no Jornal do Comércio.

Em 1895, fundou um dos maiores órgãos da imprensa do Brasil.
A primeira edição do Correio do Povo circulou em 01/10/1895.

Além de jornalista, Caldas Júnior foi poeta.
“Versos Escolhidos” é uma publicação póstuma de 1913.
O escritor faleceu em 09/04/1913, em Porto Alegre.

Caldas Júnior também foi um membro ativo do Clube Gaúcho.
Foi um dos primeiros cultivadores das tradições gaúchas.
Apesar de não ser gaúcho de nascimento.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design