sábado, 4 de junho de 2016

Visita à Casa do Imigrante Alemão da Feitoria, em São Leopoldo

São Leopoldo foi o ponto de chegada dos imigrantes alemães, em 1824. E, a partir dali, colonizaram o Vale do Sinos. A Casa do Imigrante foi o local onde o Governo Português instalou os primeiros imigrantes.

Casa do Imigrante, São Leopoldo
Casa do Imigrante, São Leopoldo

Continuação de...
Centro Histórico de São Leopoldo


A Casa do Imigrante
A Casa do Imigrante, na Feitoria, fechou há três anos. O antigo prédio não resistiu ao intenso trânsito de ônibus e caminhões. O telhado deteriorou. E goteiras são a rotina quando a chuva vem com mais força.

Armário com Portas de Vidro na Casa do Imigrante, São Leopoldo
Armário com Portas de Vidro

A visita à Casa do Imigrante foi de ocasião. Cheguei ao Museu Histórico, de manhã, quando ele era fechado. A curadora disse que, à tarde, haveria uma matéria com o jornal VS, na Casa. Perguntou se eu topava...

Fogão Colonial na Casa do Imigrante, São Leopoldo
Fogão Colonial

No meio tempo, circulei pelo Centro Histórico de São Leopoldo. Ao deixar o Museu do Trem, retornei pela Rua Grande (Independência). Nela, chama a atenção o antigo Theatro Independência.


Visita à Casa do Imigrante
Cheguei ao Museu Histórico Visconde de São Leopoldo um pouco antes da curadora. Foi o tempo para circular rápido pela instituição. Assim que a curadora chegou, saímos em direção à Casa do Imigrante, na Feitoria.

Roupeiro na Casa do Imigrante, São Leopoldo
Roupeiro na Casa do Imigrante

O bairro é o mais antigo núcleo urbano da região. O casarão português serviu como hospedagem aos imigrantes alemães, a partir de 1824. Cerca de cem anos depois, o prédio recebeu os típicos traços enxaimel.

Lápide na Casa do Imigrante, São Leopoldo
Lápide dos Primeiros Imigrantes

Hoje, a Casa do Imigrante abriga poucos móveis e painéis. Parte do acervo foi para o Museu Histórico. Restam as lápides dos primeiros imigrantes na área mais alta do terreno. Algumas delas são de municípios vizinhos.


Entrevista para o VS
A senhora Ingrid, curadora do museu, e a senhora Virgínia, coordenadora da Casa do Imigrante, concederam entrevista ao Jornal VS. E pediram que eu fotografasse a entrevista. Para registrar na página do museu, na internet.

Estante de Farmácia na Casa do Imigrante, São Leopoldo
Armário de Farmácia

A matéria, de acordo com a jornalista, era sobre o estado de marcos da imigração alemã. A Casa do Imigrante encontra-se em mau estado. E conta mais com a ajuda informal do que com a contribuição oficial.

Pintura Campesina em Porta de Armário da Casa do Imigrante, São Leopoldo
Pintura Campesina em Porta de Armário

Com frequência, as senhoras conferem o interior do prédio. E a frequência aumenta nos períodos chuvosos. Mutirões eventuais limpam as inscrições de lápides. Quanto ao serviço de jardinagem, depende-se de patrocinadores.

O relato segue com...
História de São Leopoldo no Museu

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design