quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Museu Militar Mallet, em Santa Maria

Santa Maria é a segunda cidade do Brasil em número de quartéis. Apenas o Rio de Janeiro a supera. E o Museu Mallet registra uma parte significativa do histórico militar do país. Destaque para a Guerra do Paraguai.

Canhão La Hitte - Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Canhão La Hitte

Continuação de...
Centro Histórico de Santa Maria


Salas com Armamentos
A primeira sala do museu é a de armamentos leves, usados na Guerra do Paraguai, na Primeira e Segunda Guerra Mundial. São fuzis, metralhadoras e pistolas. Os armamentos desta sala não podem ser fotografados.

Boi de Botas, no Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Boi de Botas

Os da sala seguinte, sim. Ali há bazucas e foguetes. Outra sala reúne os patronos do Exército Brasileiro. Chama a atenção a imagem de uma mulher. Maria Quitéria já despertara minha curiosidade no Museu Paulista.

Maria Quitéria - Heroína da Guerra da Independência, Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Maria Quitéria, a heroína da
Guerra da Independência.

A sala seguinte abriga armamentos da Aeronáutica e da Marinha. Na última sala de armamentos, há réplicas de armamentos dos séculos XII e XIII. Ali, estão armas como a balestra, semelhante à besta, e a catapulta.

Granada Lança Rojão 3,5 Pol, Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Granada Lança Rojão


Guerra do Paraguai
A primeira sala do segundo andar é dedicada à Guerra do Paraguai. Com destaque à reprodução da Batalha de Tuiuti, a mais sangrenta da América do Sul. A batalha é representada em pintura e maquete.

Guarnição do La Hitte - Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Guarnição do La Hitte

A estratégia vencedora foi elaborada pelo Marechal Emílio Luiz Mallet. Na véspera, seus soldados cavaram uma vala em meio ao campo. A artilharia ficou a postos, esperando a cavalaria paraguaia. Foi um massacre...

Guerra do Paraguai - Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Guerra do Paraguai

Na época, o Regimento de Cavalaria, o mais antigo do Brasil, ficava em São Gabriel. Após a Guerra do Paraguai, o regimento foi transferido para Santa Maria. Este regimento é também o com maior número de diplomas.


General Mallet
Uma sala do Museu Mallet dedica-se ao registro da biografia do marechal, nascido na França. O Marechal pretendia ser professor. Em razão do porte físico (2,01 metros), Mallet foi influenciado a seguir a carreira militar.

Mausoléu do Marechal Mallet - Museu Mallet, Santa Maria (RS)
Mausoléu do Marechal Mallet

Faz parte do Museu Mallet o mausoléu com os restos mortais do Marechal e da esposa. O Marechal Emílio Luiz Mallet nasceu em Dunquerque, França, em 10/06/1801. E faleceu, no Rio de Janeiro, em 02/01/1886.

Santuário de Schoenstatt - Santa Maria (RS)
Santuário de Schoenstatt


Santuário de Schoenstatt
Ao deixar o Museu Mallet, retornei à Casa de Retiro, onde estava hospedado. Na chegada, fotografei a Capela do Santuário de Schoenstatt. O santuário de Santa Maria é o segundo mais antigo fora da Alemanha.

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Memorial Marllet +++

Fazem parte do Memorial Marllet:
+ Museu Histórico;
+ Mausoléu do General Mallet;
+ Carro Histórico "Duque de Caxias";
+ Museu a Céu Aberto.

Funcionamento: 3a a domingo, das 8h às 17h.

Leonardo Brocker disse...

+++ Lenda do Boi de Botas +++

Guerra contra Oribe e Rosas.
De 1851 a 1852.
Território uruguaio.
O Exército marchava no frio e na chuva.
Sem estradas, atravessava banhados e arroios.
Assim, os soldados cruzaram os rios Yi e Negro.
A temperatura chegou a -5º C.
Somente os bois conseguiam puxar as carretas.
Os condutores usavam perneiras de couro.
Eram compridas e pesadas.
As guarnições prendiam-se às pernas.
Isso atrasava o passo.
Fazia lembrar o dos bois que puxavam as carretas.
Os condutores ganharam o apelido de “Boi de Botas”.
Logo, o apelido generalizou-se aos artilheiros.
E estende-se, até hoje, aos integrantes do Regimento Mallet.

Leonardo Brocker disse...

+++ O Padre Joseph Kentenich +++

Nasceu em 16/11/1885, em Gymnich, na Alemanha.
Aos oito anos, a mãe consagrou-o a Nossa Senhora.
E esta consagração marcou-o por toda a vida.

Quando jovem sacerdote, Joseph adoeceu gravemente.
Mas não desanimou durante a doença.
Distinguiu-se pelo grande zelo apostólico.

Em 18/10/1914, selou a Aliança de Amor com Maria.
No Santuário de Schoenstatt.
E este se transformou em um lugar de graças.

O Padre Kentenich não se cansou de anunciar a Mãe de Deus.
Como Auxiliar Permanente de Jesus na obra da Redenção.
Obra que ajuda a reconduzir os filhos ao coração de Deus.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Padre Kentenich foi preso.
Enviaram-no ao campo de concentração de Dachau.
Lá, passou quatro anos, sem perder a confiança em Maria.

Faleceu, em 15/09/1968, aos 83 anos, em Schoenstatt.
Os restos mortais estão na Igreja da Santíssima Trindade
Sobre o túmulo, lê-se “Dilexit Ecclesiam” (Ele amou a Igreja).

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design