sábado, 13 de fevereiro de 2016

Dona Francisca, Rio Grande do Sul

O município fica na região central do Estado. A 70 km de Santa Maria. E destaca-se pela quantidade de fósseis do Período Triássico. Em 2008, foi encontrado um crânio de cinodonte, com 242 milhões de anos.

Cidade de Dona Francisca, no mapa do Rio Grande do Sul
Dona Francisca, Rio Grande do Sul

No centro de Dona Francisca, destacam-se a Praça José Iop e o Porto do Rio Jacuí. Em frente à praça, fica a Igreja Matriz São José. Já o rio, hoje, é usado para lazer e práticas esportivas.

Italianos e alemães colonizaram a cidade. E são lembrados, com almoços e jantares típicos, durante a Semana do Município. O evento ocorre em julho. E comemora a emancipação de Dona Francisca.

Mapa de Dona Francisca adaptado do Wikipedia.

Cristo e Anjos - Igreja Matriz, Dona Francisca (RS)
Cristo e Anjos na Igreja Matriz


Histórico de Dona Francisca
Manoel José Gonçalves Mostardeiro avaliou a então Fazenda Santo Antônio. E ficou entusiasmado com a riqueza local. Em 1881, estabeleceu-se na propriedade. Assim, colonizou e fundou Dona Francisca.

A cidade emancipou-se em 17 de julho de 1965. E o colonizador não foi esquecido. O nome da cidade homenageia a esposa de Manoel. Francisca Pereira Gonçalves Mostardeiro era conhecida como Dona Francisca.

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Murais da Igreja de São José +++

Angelo Lazzarini confeccionou os murais da Igreja, em 1956.
Temática dos murais:
+ A Ascensão de Cristo;
+ A Glória dos Santos;
+ A Morte de Cristo;
+ Temática Escatológica.

Fonte: "A Morte e O Além", Altamir Moreira (2006)

Leonardo Brocker disse...


+++ Vitrais da Igreja de São José +++

Hans Veit confeccionou os vitrais da Igreja, em 1956.
Ateliê: Vitreaux H. Veit.

Fonte: "A Morte e O Além", Altamir Moreira (2006)

Leonardo Brocker disse...

+++ A Origem do Rio Grande do Sul +++

O Memorial do Rio Grande do Sul fala sobre a origem do RS.
Ou seja: as Missões Jesuíticas.
Historiadores comentam sobre a Guerra Guaranítica.
E o massacre dos índios.
Um dado reafirma este episódio como marco fundador.
Porto Alegre surge da espera dos açorianos pelo fim da guerra.
Afinal, os imigrantes povoariam a região missioneira.
Após a expulsão dos índios.
Enfim: a Guerra Guaranítica gerou Porto Alegre.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design