terça-feira, 5 de janeiro de 2016

São Borja e A Guerra do Paraguai

São Borja é conhecida como a “Terra dos Presidentes”. E muitos sabem que ela é um dos Sete Povos das Missões. Poucos conhecem, porém, seu papel na Guerra do Paraguai. Em São Borja ocorreram importantes batalhas.

Segundo Regimento de Cavalaria Mecanizado: local onde ocorreu a Batalha de São Borja.
Segundo Regimento de Cavalaria Mecanizado:
local onde ocorreu a Batalha de São Borja.
 

Continuação de...
A Redução Jesuíta de São Borja


Cais do Porto no Rio Uruguai
Após deixar o Cemitério da Paz, segui para o Cais do Porto de São Borja. E o local causou estranheza. Esperava ver armazéns, guindastes, navios. Não há nada que se pareça com isso no local, junto ao Rio Uruguai.

Imagem de quadro que retrata a Resistência de São Borja, durante a Guerra do Paraguai.
Guerra do Paraguai: Resistência de São Borja.

Após fotografar o rio e a Ponte da Integração, conversei com um casal que estava tomando chimarrão. O Paulo e a Patrícia comentaram que ali nunca houve navios. O rio não tem profundidade para embarcações maiores.

O porto, na verdade, era um ponto de partida e chegada da balsa que ia até Santo Tomé, na Argentina. Os dois apontaram para o prédio branco, do lado argentino. O local era o ponto de chegada e saída de balsas.

Quadro com imagem de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro.
Duque de Caxias, patrono do Exército.


Cemitério Paraguaio em São Borja
Não lembro bem como a conversa tomou este rumo, mas logo falávamos da Guerra do Paraguai. Ao Paraguai, opuseram-se Brasil, Argentina e Uruguai. Em 1865, portanto, há 150 anos os paraguaios invadiram São Borja.

O Paulo perguntou se eu já havia ouvido falar sobre o cemitério paraguaio em São Borja. Neste cemitério abandonado, estão os corpos de paraguaios mortos nas batalhas ocorridas em São Borja, há 150 anos.

Cruz marca o Cemitério Paraguaio de Borja.
Cruz marca o Cemitério Paraguaio de Borja.

Museu do Exército
O Museu do Exército do 2º RC MEC reúne algumas armas usadas durante a Guerra do Paraguai. Uma cruz, exposta no local, marcava o local da Batalha de Resistência de São Borja, ocorrida em 10 de junho de 1865.

Cruz marcava o local onde ocorreu a  Batalha de Resistência de São Borja.
Cruz marcava o local onde ocorreu a
Batalha de Resistência de São Borja.

No museu, há também a flâmula usada pelo primeiro corpo de Voluntários da Pátria. Eles foram comandados pelo coronel João Manoel Menna Barreto na referida batalha. Por isso, o 2º RC MEC é chamado de João Manoel.

No mesmo local, hoje há o Monumento em Homenagem aos Heróis da Resistência de São Borja. E em sua base, estão os restos mortais de Menna Barreto. Eles foram trazidos do Pantheon dos Heróis, em Porto Alegre.

Busto do Coronel João Manoel Menna Barreto, em São Borja.
Busto de João Manoel Menna Barreto
(* 21/01/1821   + 22/08/1869)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design