quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Clássicos do Rock Nacional: Fabrício Beck canta Titãs, Paralamas do Sucesso e Lulu Santos

Fabrício Beck, vocalista da banda Vera Loca, iniciou o concerto “Clássicos do Rock Nacional”. Com o acompanhamento da Orquestra de Câmara da Ulbra, Fabrício Beck cantou grandes sucessos de Roberto Carlos, Titãs, Paralamas do Sucesso, Lulu Santos e Léo Jaime.

O concerto Clássicos do Rock Nacional ocorreu no Auditório Araújo Vianna.
O concerto Clássicos do Rock Nacional
ocorreu no Auditório Araújo Vianna.


O concerto aconteceu no Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre, no dia 20 de novembro de 2015. Menos de metade das cadeiras do auditório estavam ocupadas. E foi assim que a apresentação iniciou, com certo atraso, por volta das 21h15...


Roberto Carlos
Fabrício Beck cantaria cinco músicas. A primeira foi “Quero Que Vá Tudo pro Inferno”, sucesso da fase roqueira de Roberto Carlos. Não sei se a ideia era essa, mas a apresentação iniciou com a música mais antiga dentre as quinze cantadas durante aquela noite.

Fabrício Beck, da banda Vera Loca, iniciou a participação no concerto Clássicos do Rock Nacional cantando Roberto Carlos.
Fabrício Beck, da banda Vera Loca, iniciou
a participação cantando Roberto Carlos.

A música “Quero Que Vá Tudo pro Inferno” foi composta por Roberto Carlos e Erasmo Carlos, em 1965. Roberto escreveu a letra da música movido pela saudade que sentia de Magda. A namorada de Roberto Carlos estudava nos Estados Unidos, na época.


Titãs
Fabrício Beck dá, então, um salto de duas décadas. E canta, na sequência, uma dobradinha dos Titãs. “Cabeça Dinossauro” e “Polícia” foram as músicas mais pesadas da noite. As duas fazem parte do disco “Cabeça Dinossauro”, um dos melhores do rock nacional.

Fabrício Beck, da banda Vera Loca, no concerto Clássicos do Rock Nacional.
Fabrício Beck cantou sucessos de Titãs,
Paralamas, Lulu Santos e Léo Jaime.

A canção “Cabeça Dinossauro” foi composta por Arnaldo Antunes, Paulo Miklos e Branco Mello. Ela surgiu de uma brincadeira no ônibus, durante uma turnê. A batida de bateria desta música foi inspirada no “Cerimonial para Afugentar Maus Espíritos”, dos Índios do Xingu.

Já a música “Polícia” foi composta pelo guitarrista Tony Bellotto logo após sua prisão e de Arnaldo Antunes por porte de heroína. Este punk rock foi inspirado em “Police and Thieves”, gravado pelo Clash. E só foi gravada para Sérgio Britto não cantar apenas duas músicas no disco.



Os Paralamas do Sucesso
“Lanterna dos Afogados”, dos Paralamas do Sucesso, quebrou o ritmo mais forte. Esta música é quase naturalmente acústica. Assim, a adaptação para a orquestra de câmara também soa natural. “Lanterna dos Afogados” fez parte do disco Big Bang, lançado em 1989.

Herbert Vianna compôs a música inspirado pelo capítulo do livro “Jubiabá”, de Jorge Amado, que fala do Bar Cais de Porto. Neste bar, as mulheres dos pescadores esperavam os maridos com lanternas. Assim, buscavam ajudá-los a encontrar o caminho certo em meio à noite.



Lulu Santos
A música seguinte é um clássico de Lulu Santos, um dos maiores hitmakers do pop nacional. “Toda a Forma de Amor” foi cantada por parte da plateia. A música foi lançada em 1988. Fazia parte do álbum homônimo, que também trazia “Satisfação” e “A Cura”.

“Toda a Forma de Amor” foi cantada no encerramento da Festa Nacional da Música de 2015, um mês antes. A grande surpresa é que no concerto Clássicos do Rock Nacional, o vocal do início da música (“Ná-Ná-Naná, “Ná-Ná-Naná”) foi feito na guitarra solo...



Léo Jaime
Fabrício Beck encerrou a participação no concerto cantando “Eu Vou Comer a Madonna”. Esta música de Léo Jaime fez parte do primeiro disco do grupo Vera Loca. A ideia do grupo, de acordo com Fabrício, era homenagear uma composição representativa dos anos 80.

6 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno" +++
(Erasmo Carlos / Roberto Carlos)


De que vale o céu azul e o sol sempre a brilhar
Se você não vem e eu estou a lhe esperar
Só tenho você no meu pensamento
E a sua ausência é todo o meu tormento
Quero que você me aqueça nesse inverno
E que tudo mais vá pro inferno

De que vale a minha boa vida de playboy
Se entro no meu carro e a solidão me dói
Onde quer que eu ande tudo é tão triste
Não me interessa o que de mais existe
Quero que você me aqueça nesse inverno
E que tudo mais vá pro inferno

Não suporto mais você longe de mim
Quero até morrer do que viver assim
Só quero que você me aqueça nesse inverno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno

Não suporto mais você longe de mim
Quero até morrer do que viver assim
Só quero que você me aqueça nesse inverno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno
E que tudo mais vá pro inferno

Leonardo Brocker disse...

+++ "Cabeça Dinossauro" (Arnaldo Antunes / Paulo Miklos / Branco Mello) +++

Cabeça dinossauro
Cabeça dinossauro
Cabeça, cabeça
Cabeça dinossauro

Pança de mamute
Pança de mamute
Pança, pança
Pança de mamute

Espírito de porco
Espírito de porco
Espírito de porco

Leonardo Brocker disse...

+++ Polícia (Tony Bellotto) +++

Dizem que ela existe
Pra ajudar!
Dizem que ela existe
Pra proteger!
Eu sei que ela pode
Te parar!
Eu sei que ela pode
Te prender!

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Dizem pra você
Obedecer!
Dizem pra você
Responder!
Dizem pra você
Cooperar!
Dizem pra você
Respeitar!

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Dizem que ela existe
Pra ajudar!
Dizem que ela existe
Pra proteger!
Eu sei que ela pode
Te parar!
Eu sei que ela pode
Te prender!

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Dizem pra você
Obedecer!
Dizem pra você
Responder!
Dizem pra você
Cooperar!
Dizem pra você
Respeitar!

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia

Leonardo Brocker disse...

+++ "Lanterna dos Afogados" (Herbert Vianna) +++

Quando tá escuro
E ninguém te ouve
Quando chega a noite
E você pode chorar

Há uma luz no túnel
Dos desesperados
Há um cais de porto
Pra quem precisa chegar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar

E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mas ainda sei me virar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar

Leonardo Brocker disse...

+++ "Toda a Forma de Amor" (Lulu Santos) +++

Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias

Eu tô plugado na vida
Eu tô curando a ferida
Às vezes eu me sinto
Uma mola encolhida

Você é bem como eu
Conhece o que é ser assim
Só que dessa história
Ninguém sabe o fim

Você não leva pra casa
E só traz o que quer
Eu sou teu homem
Você é minha mulher

E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor

Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias

Você não leva pra casa
E só traz o que quer
Eu sou teu homem
Você é minha mulher

E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor

Leonardo Brocker disse...

+++ "Eu Vou Comer a Madonna" (Léo Jaime) +++

Quando eu crescer eu não vou ser bombeiro
Eu não vou ser polícia, eu não vou ser doutor
Quando eu crescer eu não vou mais na escola
Só vou comer besteira e não vou sentir dor
Quando eu crescer e for o rei da chinfra
Mulher nenhuma vai poder me resistir
E eu vou ter um coração de ouro
Vou ter até dinheiro pra distribuir

Eu vou fazer buchincho, eu vou dar trabalho
E vão dar fortunas pelo meu diário
A minha vida não vai ser bundona
Mamãe, quando eu crescer...
Você vai ver!

Quando eu crescer eu vou ganhar o Nobel
Vou ter encontrado a fórmula do amor
E o cinema vai me descobrir
Vou recusar o Oscar de melhor ator
Quando eu crescer e for jogar no Grêmio
De tanto fazer gol eu vou pra seleção
E faturar a copa como artilheiro
Com gol de bicicleta e até gol de mão

Eu vou fazer buchincho, eu vou dar trabalho
E vão dar fortunas pelo meu diário
A minha vida não vai ser bundona
Mamãe, quando eu crescer...
Eu vou comer a Madonna!
Eu vou comer a Madonna!

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design