terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Cataratas do Parque Nacional do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu são um dos mais impressionantes atrativos naturais. Isso mesmo em âmbito mundial. Há uma sequência infindável de quedas. E um volume assustador de água. Trata-se de uma atração fabulosa.

Cataratas do Iguaçu, Parque Nacional do Iguaçu. Pequena quantidade de vegetação em primeiro plano. E volumosa queda d'água, no segundo plano.
Cataratas do Iguaçu, Parque Nacional do Iguaçu

Queda d'água vista Mirante do Elevador Panorâmico - Parque Nacional de Iguaçu.
Queda d'água vista do Mirante do Elevador
Panorâmico - Parque Nacional de Iguaçu.


Continuação de...
Três Momentos no Macuco Safári: Trem, Trilha e Bote


Trilha do Poço Preto e Passeio Macuco
Concluí o Passeio Macuco e segui até o Porto Canoas. Ali estão os mirantes para as quedas d’água. A contemplação das quedas é imperdível. Restringir a sua visita só isso, porém, é desperdiçar boa parte dos atrativos do parque.


Cabeceira das quedas vistas no Mirante do Elevador Panorâmico - Parque Nacional de Iguaçu.
Cabeceira das quedas vistas no Mirante

Eu fiz dois passeios opcionais: Trilha do Poço Preto e Passeio Macuco. São atividades que proporcionam um maior contato com a natureza. Os mirantes estão distantes das quedas. Muitos deles a mais de 500 metros.

Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu. Vista de queda d'água em meio à vegetação.
Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu



Vantagens de Fazer Trilhas pela Manhã
Escolhi começar pela trilha de manhã, quando o calor é menor. Há outro fator: o cansaço físico. Deixei o parque bem cansado. Se tivesse deixado para fazer a trilha por último iria penar para caminhar.

Mirante do Elevador Panorâmico, Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu.
Mirante do Elevador Panorâmico


O problema de ter feito as trilhas pela manhã foi o sol contra nas quedas, à tarde. Se soubesse desse detalhe, talvez tivesse feito as quedas pela manhã e as trilhas à tarde. Até porque elas podem ser feitas de “trenzinho”.

Vapor d'água das quedas visto a partir do Mirante do Elevador, em Foz do Iguaçu.
Vapor d'água das quedas visto a partir do
Mirante do Elevador, em Foz do Iguaçu.


Parque Brasileiro e Parque Argentino
Quanto às quedas, do Parque Nacional do Iguaçu temos uma visão frontal da maior parte das cataratas. Essa visão, porém, é de uma distância maior que a observada no Parque Nacional de Iguazú, na Argentina.

Passarela em meio ao Rio Iguaçu. Parque Nacional de Iguaçu.
Passarela em meio ao Rio Iguaçu.



A propósito, do parque de Foz do Iguaçu, tem-se uma vista panorâmica das quedas de Puerto Iguazú. Começando pelos saltos Dos Hermanas e Bossetti. Só não se consegue ver as duas principais quedas do parque argentino.

Ônibus do Parque Nacional de Iguaçu.
Ônibus do Parque Nacional de Iguaçu.

Mirante do Elevador: vista lateral de queda d'água, no Parque Nacional de Iguaçu.
Mirante do Elevador: vista de queda d'água.


Salto Bossetti no Parque Nacional de Iguazú
O parque argentino possui uma queda fabulosa, a Garganta do Diabo. Dela, só se observam as nuvens de água. O Salto San Martin fica coberto. O Salto Bossetti é o único, dentre os maiores, completamente visível.

Salto Bossetti e Adão e Eva, em Puerto Iguazú.
Salto Bossetti e Adão e Eva: Puerto Iguazú.

Parque Nacional de Iguazú: Salto Bossetti (direita) e Saltos Adão e Eva (centro da imagem).
Parque de Iguazú: Salto Bossetti (direita)
e Saltos Adão e Eva (centro da imagem).

São questões de solução impossível. E o grande motivo para visitar o parque argentino. O que não dá para compreender é a ausência de placas indicando o nome dos saltos. Isso poderia ser feito através de painéis fotográficos.

Salto Bossetti, Parque Nacional de Iguazú.
Salto Bossetti, Parque Nacional de Iguazú.


Botes do Passeio Macuco
Do lado brasileiro, é possível ver os botes, como os do Passeio Macuco, sob as quedas d’água. Do elevador veem-se as quedas em diferentes níveis. Pena que os mirantes acima do elevador são fechados...

Bote Inflável no Passeio Macuco, no Parque Nacional de Iguaçu.
Bote Inflável no Passeio Macuco


Pequenos Animais no Parque Nacional
Durante a caminhada pelas plataformas que ligam os mirantes, eu observei alguns animais. Dentre eles, dois lagartos. Próximo ao elevador, um quati junto à parede da queda d’água. Ali, também vi uma aranha.

Lagarto em escadaria do Parque Nacional de Iguaçu
Lagarto em escadaria do Parque Nacional de Iguaçu

Quando saía do Parque Nacional do Iguaçu, eu vi um pequeno veado junto à pista. Ele fugiu correndo.

Aranha no Mirante do Elevador Panorâmico.
Aranha no Mirante do Elevador Panorâmico.

2 comentários:

Leonardo Brocker disse...

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939.
E abriga o maior remanescente de Floresta Atlântica do Brasil.
É unido pelo Rio Iguaçu ao Parque Nacional Iguazú (Argentina).
E integra o mais importante contínuo ecológico Centro-Sul da América do Sul.
Em 1986, tornou-se Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO.


O parque protege espécies representativas da flora e da fauna.
Algumas delas estão ameaçadas de extinção, como:
# Onça-pintada (Panthera onca);
# Puma (Puma concolor);
# Jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris);
# Papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea);
# Gavião-real (Harpia harpyja);
# Peroba-rosa (Aspidosperma polyneutron);
# Ariticum (Rollinia salicifolia);
# Araucária (Araucaria augustifolia).

Leonardo Brocker disse...

A palavra Iguaçu, de origem tupi-guarani, significa "água grande".
"Y" = água ou rio e "guasu" ou "guaçu" = grande.

As Cataratas do Iguaçu são formadas pelas águas do Rio Iguaçu.
Elas originaram-se há cerca de 150 milhões de anos.
E possuem, em média, 275 quedas d´água.
O volume das quedas é maior em outubro e menor em abril.

O Rio Iguaçu nasce na parte leste de Curitiba (PR).
E deságua, no Rio Paraná, na Bacia do Prata.
Percorre, no sentido leste-oeste, 1.320 km até a foz, em Foz do Iguaçu.

A Trilha das Cataratas é uma caminhada moderada de 1.200 metros.
Ela proporciona visão panorâmicas das Cataratas do Iguaçu.
No percurso, mirantes tornam a visão das quedas mais próxima.

Durante a trilha, é importante tomar cuidado com o quati.
Ele pode atacar, em busca de comida.
Esses animais podem transmitir a raiva humana.
Através de mordida, arranhões ou lambida.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design