sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Ruínas de São Nicolau, Rio Grande do Sul

A redução de São Nicolau havia sido estabelecida, inicialmente, em 1626. Porém, o ataque dos bandeirantes fez com que a população abandonasse o local. Em 1687, a redução foi reconstruída, no atual local.

Ruínas do cabildo de São Nicolau.
Ruínas do cabildo de São Nicolau.

Deixei São Miguel das Missões, exatamente às 7h. Havia estabelecido esse horário como meta. O objetivo era visitar as ruínas de São Nicolau e seguir para a Argentina, via Porto Xavier. Assim, lutava contra o relógio.

Antiga casa indígena, junto ao Museu Municipal de São Nicolau.
Antiga casa indígena, junto ao Museu.

A estrada entre São Miguel das Missões e São Luiz Gonzaga estava em reformas. O horário, neste caso, contou a meu favor. Quando passei por ali, os operários ainda não haviam começado as suas atividades.

Parte de pia batismal jesuíta, no Museu Municipal de São Nicolau.
Parte de pia batismal jesuíta, no Museu.

A segunda questão era um mal inevitável. A estrada entre Dezesseis de Novembro e São Nicolau é terrível. São mais de 20 km infernais. Em alguns trechos precisa-se parar o carro e escolher o menor buraco para passar.

Ruínas da antiga igreja de São Nicolau.
Ruínas da antiga igreja de São Nicolau.

Pois bem: em São Nicolau, restam poucos vestígios da redução jesuíta. E eles estão na praça principal da cidade. Dessa maneira, as ruínas podem ser contempladas a qualquer hora do dia ou da noite.

Escultura do Senhor dos Passos, na Igreja Matriz de São Nicolau. Escultura em madeira policromada, século 17 ou 18. Santo caminha com o braço esquerdo erguido e o direito em frente ao abdômen.
Escultura do Senhor dos Passos,
na Igreja Matriz de São Nicolau.

Na praça, você encontrará uma parte do cabildo e uma parede da igreja. No interior da nova igreja, há três imagens de santos da antiga redução. Junto à Secretaria de Turismo, há um pequeno museu.

O Cabildo de São Nicolau.
O Cabildo de São Nicolau.

A umas quatro quadras da praça principal você verá a Casa Silva, construída com materiais remanescentes da redução. Eu deixei São Nicolau, rumo à Pirapó, seguindo pela rua que passa em frente à Casa Silva.

Casa Silva, em São Nicolau.
Casa Silva, em São Nicolau.

Em Pirapó peguei a balsa para Roque Gonzalez. Esta custou R$ 12,00. Dali, segui à cidade de Porto Xavier de onde peguei a balsa para San Javier, na Argentina. Esta custou R$ 30,00 e uma parada nas duas aduanas.

O relato segue com...
Ruínas de Santa Maria La Mayor

4 comentários:

Leonardo Brocker disse...

O Sobrado da Família Silva foi cenário de recepções e reuniões festivas.
Ali, também ocorreram reuniões que culminaram na Coluna Prestes.

Leonardo Brocker disse...

O Sítio Arqueológico da Redução de São Nicolau fica no local da antiga igreja.
Há vestígio do piso e das paredes externas, em arenito.
Também podem ser vistas as colunas de sustentação.
Há, por fim, os remanescentes do Cabildo, a adega e o sistema de esgoto.
No Cabildo, funcionava a sede administrativa da redução.

Leonardo Brocker disse...

A Praça Roque Gonzales de Santa Cruz fica no Sítio Arqueológico.
Foi projetada, em 1981, pela arquiteta Glenda Pereirada Cruz.
Possui as dimensões aproximadas da antiga praça da redução.
Ela comunicava a antiga igreja e o Cabildo.
Os espaços são compostos por materiais naturais e vegetação regional.

Leonardo Brocker disse...

O museu, na verdade, é a Sala de Exposição "Fragmentos de Uma Civilização".
A exposição foi criada, em 1988, pela arqueóloga Vera Thadeu.
É totalmente voltada para a arte guaranítica.
E reúne peças encontradas nas escavações do IPHAN, em 1979.
Há cerâmica, duas pias batismais e amostras de pisos e de lápides.
As peças de ferro provém da fundição jesuítica.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design