sábado, 14 de novembro de 2015

Circuito Turístico Especial da Usina Hidrelétrica de Itaipu - Foz do Iguaçu

O Circuito Turístico Especial é a maneira mais completa para se conhecer a Usina de Itaipu. A visita contempla a parte externa e interna da hidrelétrica. A usina frequentemente é recordista mundial em produção de energia.

Vertedouro da Usina Hidrelétrica de Itaipu e Lago de Itaipu.
A Usina Hidrelétrica de Itaipu é a recordista
mundial em produção de energia elétrica.


Circuito Especial: Opção para Dias Chuvosos
Havia adquirido pela internet o passeio ao Refúgio Ecológico. Em função das fortes chuvas, o passeio foi suspenso. A opção dada foi estornar o valor pago. Mas preferi pagar a diferença e fazer o Circuito Turístico Especial.

Usina Hidrelétrica de Itaipu, Foz do Iguaçu, Paraná.
A Usina de Itaipu começou a ser construída,
em 1974, numa parceria de Brasil e Paraguai.

Na verdade, pretendia fazer o Circuito Turístico Especial na parte da tarde. Como a chuva comprometia os passeios externos, optei fazê-lo pela manhã. Assim, apenas precisei rearranjar as atividades ao longo do dia.


Vídeo sobre a Usina de Itaipu
O passeio começa com uma apresentação sobre a Usina Hidrelétrica de Itaipu. O vídeo é visto com o pessoal que faz a Visita Panorâmica. Porém, a Visita Panorâmica é restrita à parte externa de Itaipu.

Usina Hidrelétrica de Itaipu e prédio de controle central.
Itaipu começou a produzir energia em 1984.
Abastece 80% do Paraguai e 17% do Brasil.

A energia gerada em Itaipu abastece cerca de 80% do território paraguaio e 17% do Brasil. Praticamente toda a energia destinada ao Brasil vai para o Sudeste. Esta região possui o maior polo industrial da América Latina.


Parte Externa da Usina Hidrelétrica
Após o vídeo, inicia a visita. A primeira parada é no vertedouro. Ali, não se desce do ônibus. O vertedouro é o local por onde escorre a água se o seu nível está alto. Isso ocorre em, no máximo, 10% dos dias no ano.

Prédio de Controle Central da Usina Hidrelétrica de Itaipu e Rio Paraná.
Vista do Prédio de Controle e do Rio Paraná.

A segunda parada é sobre a barragem. Dali, vemos o Lago de Itaipu de um lado e o Rio Paraná de outro. O Rio Parará nasce no Triângulo Mineiro. O nível do rio apenas aumenta se chove muito em sua nascente.

Lago de Itaipu, Usina Hidrelétrica de Itaipu - Divisa de Brasil e Paraguai.
O Lago de Itaipu foi formado em 1982.
E possui 66 ilhas e diversas praias.
 


Construção da Usina de Itaipu
Junto à barragem ficavam as fábricas de gelo. Nelas, eram produzidas 54 toneladas de gelo por dia. O gelo era misturado à cal e ao cimento para o processo de cura do concreto. Isso evitava que ele secasse e rachasse.

Canos por onde passa a água para a geração de energia elétrica na Usina Hidrelétrica de Itaipu.
A água que passa pelas turbinas da Usina
de Itaipu sai a 40 metros de profundidade.

Na construção de Itaipu, trabalharam 110 mil operários, os barrageiros. E em todo o processo de construção foram registradas 138 mortes. Quanto à mão de obra, 50% era brasileira, 30% paraguaia e 20% estrangeira.

Usina Hidrelétrica de Itaipu, Foz do Iguaçu, Paraná.
A construção de Itaipu envolveu 110 mil
operários. Metade deles era do Brasil.


A Água e a Geração de Energia
A água que passa nas turbinas sai a 40 metros de profundidade. E é lançada para cima. Apesar da profundidade, podem-se ver pequenos redemoinhos no rio. A água vista na barragem é a usada no resfriamento das turbinas.


A Usina Hidrelétrica de Itaipu somente gera a energia. A distribuição é feita por Furnas. Conforme acordo, 50% da energia gerada fica para o Brasil e 50% para o Paraguai. Mas o Paraguai revende o excedente para o Brasil.

Interior da Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Construção como um grande túnel com iluminação nas laterais.
Interior da Usina Hidrelétrica de Itaipu.


Visita Interna da Usina Hidrelétrica
Na visita interna, veem-se as mesas de controle. Ali, há quatro engenheiros. À esquerda, dois brasileiros. À direita, dois paraguaios. O engenheiro chefe, na mesa central, por vezes é brasileiro. Por vezes, paraguaio.

Sala de Controle Central da Usina Hidrelétrica de Itaipu. Dois engenheiros brasileiros.
Sala de Controle Central: controle de produção
de energia. Dois engenheiros brasileiros.
 

Também é possível ver uma turbina em movimento. Essas turbinas vieram de três empresas distintas. Duas delas alemãs e uma suíça. A Siemens é a mais conhecida. As turbinas foram instaladas ao longo de vários anos.

O relato segue com...
Ecomuseu de Itaipu

Eixo de uma turbina da Usina Hidrelétrica de Itaipu em movimento.
As turbinas de Itaipu foram produzidas por
duas empresas alemãs e uma suíça.
 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design