quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Monumento Bertussi e Indiada em Criúva

Deixei o camping onde fica a cascata e segui ao Cânion dos Palanquinhos. Esta foi a grande indiada do dia. Segue-se pela mesma estrada da cascata. No caminho, logo após o camping, fica o Memorial aos Irmãos Bertussi.

Placa indicando o acesso ao Cânion Palanquinho e a rocha.
Placa indicando o acesso ao Cânion
Palanquinho e a rocha.

Continuação de...
Trekking até a Cascata do Rio da Mulada

O Memorial Irmãos Bertussi fica junto à estrada de terra. Ele homenageia a família de músicos que ficou conhecida como o “Cancioneiro das Coxilhas”. No local, há um obelisco e uma estátua representando os Irmãos Bertolussi.

Segui pela estrada de terra e passei do acesso ao Cânion dos Palanquinhos. Fiquei sabendo que deveria ter cruzado por uma porteira não sinalizada. Quer dizer, só chegaria lá se estivesse com alguém que conhecesse o local.


Perdi o Acesso ao Cânion
Como estava dizendo, passei do acesso. Percebi que estava no local errado quando, numa bifurcação, ia para uma fazenda ou para uma usina. O acesso à fazenda era fechado por porteira de ferro e cadeado.

Sem conseguir manobrar, tive de retornar de ré pelo estreito acesso. Por sorte, só uns 50 ou 60 metros. Sabia que o acesso à usina era terrível. Assim, decidi deixar o carro num pequeno gramado, antes da bifurcação.


Carro Atolado na Estrada
Aí começou o drama! O pneu dianteiro do passageiro atolou. Tentei dar ré e o pneu fez um pequeno buraco. Tentei tirar o carro empurrando morro acima. Sem chance. A solução era procurar por ajuda.

Caminhei por uns 10 minutos na direção da usina. Declive acentuado, pedra solta e nenhum sinal de vida. Passei pela fazenda, que imaginava estar deserta. Confirmei a impressão inicial ao pular a porteira...

Memorial dos Irmãos Bertussi: o da esquerda tocando acordeão. O da direita com o pé sobre o acordeão.
Memorial dos Irmãos Bertussi


Decisão de Seguir Caminhando
Eram 12h10 e decidi retornar caminhando em direção ao camping. Sem sinal de celular e casas por perto, tinha a certeza de que no camping encontraria ajuda. Calculei uns 15 km de caminhada. Depois, vi que eram 17 km.

Nesses momentos, o melhor é ser pessimista. Calculei umas três horas de trekking, num ritmo de 5 km/h. Levei 2L de Sprite, um leite condensado, medicamentos, um casaco de lona e uma capa de chuva.


Em Busca de Resgate
Programei o alarme para tocar a cada 5 min, marcando o ritmo. Começo a ingerir líquidos com 1h de trekking. No caso, comecei a beber com 30 minutos, por ter feito antes o trekking da cascata.

Após pouco mais de 1 km de caminhada, percebi que era melhor colocar a capa de chuva. Por dois motivos: para proteger do sol e ser visto. Mas sabia que, com isso, precisaria me hidratar mais seguidamente. Iria suar mais...

A capa de chuva serviu para os dois fins. Eram 12h30. O sol estava a pino! E alguns metros à frente, umas 15 vacas resolveram me seguir. Fiquei com a impressão que a capa de chuva ajudou a mantê-las longe.

Vacas em meio à estrada, em Criúva.
Vacas em meio à estrada, em Criúva.


O Resgate do Carro
Por sorte, encontrei uma casa com moradores após 5 km de caminhada. Havia só mulheres e crianças. Uma foi chamar o marido, o cunhado e o irmão. Eles seguiram comigo até o local onde eu havia deixado o carro.

Um pediu para manobrar o carro. Disse que costuma andar em estradas de terra e atoleiros. E rapidamente, tirou o carro. Mas disse que se estivesse sozinho não tentaria. Se desse errado, o carro só sairia com jipe ou trator...

O relato segue com...
Igreja Matriz e Ponte dos Korff em Criúva

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design