sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Golbery do Couto e Silva

Golbery do Couto e Silva, geopolítico brasileiro, nasceu em Rio Grande, em 21/08/1911. Faleceu, em São Paulo, em 18/09/1987. O militar é considerado um dos principais articuladores do Golpe de Estado no Brasil em 1964.

Golbery do Couto e Silva
Golbery do Couto e Silva


Escola de Guerra e Getúlio Vargas
Golbery foi um dos principais teóricos da doutrina de segurança nacional, elaborada nos anos 1950 pelos militares da Escola Superior de Guerra. Ele defendia a associação do Estado à iniciativa privada pelo apoio tecnocrático.

Em fevereiro de 1954, redigiu o Manifesto dos Coronéis. Nele, questionava o presidente Getúlio Vargas pelo aumento de 100% no salário mínimo. Como resultado, João Goulart, então Ministro do Trabalho, foi demitido.

Em 1955, Golbery do Couto e Silva opôs-se à posse de Juscelino Kubitschek, cujo vice era João Goulart. Apoiou Jânio Quadros e foi nomeado o chefe de gabinete da Secretaria Geral do Conselho de Segurança Nacional.


Criação e Direção do IPES e do SNI
Em 1961, passou à reserva, sendo promovido general. E em 1962, criou e dirigiu o Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (IPES). Este teve um papel de destaque na preparação do movimento que depôs João Goulart.

O IPES, financiado pelo governo e por empresas privadas, montou extensa rede de informações. E estas foram transferidas ao Serviço Nacional de Informações (SNI), em 1964. O SNI foi idealizado e dirigido por Golbery.

Porém, ele retirou-se do governo com a posse de Costa e Silva. E de 1968 a 1973, presidiu a filial da empresa norte-americana Dow Chemical. Golbery retornou à vida pública durante o governo do presidente Ernesto Geisel.


Participação na Abertura Política
Foi Chefe da Casa Civil nos governos Geisel e Figueiredo. Golbery destacou-se na política de distensão, que marcou o início da abertura política. Nesta época, surgiram o PDS, o PMDB, o PT, o PTB e o PDT.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design