segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Cemitério Amaral Ribeiro, Sapiranga

Nas comunidades de origem alemã, tais como Sapiranga, os cemitérios têm grande significado. Eles são considerados campo santo. Um lugar sagrado. Em tais comunidades, o respeito aos antepassados é muito importante.

Cemitério Amaral Ribeiro, Sapiranga
Cemitério Amaral Ribeiro, Sapiranga

O Cemitério Amaral Ribeiro mantém os túmulos de quatro moradores de Sapiranga mortos no conflito com os Mucker. As inscrições nas lápides do século XIX reúnem traços culturais e religiosos da comunidade.

Theodor Meinhard, Heinrich Hoffmann, Heinrich Linn e Phillip Kirsch foram mortos, em 26 de julho de 1874, no combate contra os Mucker. Naquele combate, estava o sub-delegado acompanhado de 150 voluntários civis. 


Veja também...
Caminhos de Jacobina em Sapiranga

1 comentários:

Leonardo Brocker disse...

O Massacre Final


Outubro de 1873 a Abril de 1874

Em outubro, o comerciante Jacó Kramer é encontrado morto.
O colono João Pedro Hirt enforca-se após visita de João Jorge Maurer.
Atribui-se a culpa aos Mucker.
Em 22/11/1873, o inspetor João Lehn é baleado.
Os Mucker Jacó e Rodolfo Sehn são os suspeitos.
Em 30/04, dois mascarados matam Jorge Haubert.
O Mucker Jorge Robinson é um dos suspeitos.


A Chacina da família Kassel

Martinho Kassel era um ex-Mucker arrependido.
E transformou-se em ativo propagandista anti-Mucker.
Resolve recorrer à polícia por suspeitas de represália.
Em 15/06, vai a São Leopoldo fazer a denúncia.
Naquela noite, a família de Martinho Kassel é chacinada.
Vizinhos ouviram nove ou dez tiros.
Depois, perceberam que a casa havia sido incendiada.
A esposa e os cinco filhos do casal faleceram.
Martinho Kassel sobreviveu pois estava em São Leopoldo.


Repercussão da Chacina da Família Kassel

Em 16/06, o presidente da província envia homens à região.
Carlos Einsfeld e Jorge Robinson são presos.
Foram acusados de responsáveis pela chacina.
No 23/06, é expedida nova ordem de prisão preventiva.
Contra João Jorge Maurer, Jacobina Maurer e João Jorge Klein.
Foram acusados de mandantes da chacina.
Em 24/06, Klein foi preso e enviado a Porto Alegre.


A Violência Explode na Colônia

Em 25/06, crimes são praticados em Sapiranga e Campo Bom.
No dia seguinte, ocorre o revide.
Casas são incendiadas em Linha Nova e Picada do Hortêncio.
Mais forças chegam da capital após os crimes e incêndios.
Os colonos formam um exército de paisanos.
Cercam casas de Mucker e prendem mulheres e crianças.

Fonte: "Jacobina Maurer", Elma Sant'Ana.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design