quarta-feira, 22 de abril de 2015

Passeio pelos Molhes de Rio Grande e pela Praia do Cassino após Atravessar Lagoa dos Patos de Balsa, em São José do Norte

Deixei Tavares rumo a São José do Norte, onde pegaria a balsa para Rio Grande. E ao chegar a Rio Grande, segui para os molhes. Depois, conheci a Praia Cassino, que sustenta a fama de ser a maior praia do mundo.

Vagoneta nos Molhes de Rio Grande
Vagoneta nos Molhes de Rio Grande

Deixei Tavares, às 7h30. A previsão era de que a balsa saísse às 10h de São José do Norte para Rio Grande. Como é recomendado chegar uma hora antes e o trecho de Tavares a São José leva 1h30, tudo daria certo.


Travessia de Balsa pela Lagoa dos Patos
Cheguei a São José do Norte às 8h48. E fiquei sabendo que a balsa partiria às 9h. A fila era pequena, mas os caminhões sobem primeiro. Consegui uma vaga e cheguei a Rio Grande às 10h. Uma hora antes do previsto.

Molhes da Barra de São José do Norte
Molhes da Barra de São José do Norte.
  
Uma curiosidade é que a travessia é feita na parte final da Lagoa dos Patos. O canal de Rio Grande já é formado pelo oceano. E o oceano acaba salgando parcialmente a água da Lagoa dos Patos. Na verdade, laguna.


Chegada a Rio Grande
Segui para o Mercado Público, onde fica o Centro de Informações. Ali, consegui dois mapas da cidade. E algumas dicas para facilitar minha ida até os molhes. E à Praia do Cassino, que inicia junto aos molhes.

Lagoa dos Patos e cidade de Rio Grande visto da balsa vinda de São José do Norte
Lagoa dos Patos e cidade de Rio Grande
visto da balsa vinda de São José do Norte.

Rio Grande lembrou-me, em diversos aspectos, Itajaí, cidade portuária catarinense. A sujeira e o fedor de peixe nas ruas próximas ao cais do porto. Muitos prédios mal conservados na região central da cidade.


Os Molhes de Rio Grande
Os molhes invadem 4 km de oceano. E você poderá percorrer os 4 km caminhando ou sentado sobre as vagonetas. Independente disso, você terá o canal, à esquerda e a Praia do Cassino, à direita.

Navio cruzando o canal entre os molhes de Rio Grande
Navio cruzando o canal entre os molhes.

O curioso é que, do outro lado do canal, estão os molhes de São José do Norte. Eles têm a mesma apresentação. E também possuem um pequeno farol na extremidade. A impressão é que eles invadem mais o oceano.


Praia do Cassino
Deixei os molhes e peguei a rodovia para chegar à área central da Praia do Cassino. Pode-se ir pela areia da praia, junto aos molhes. Porém prefiro circular o mínimo na areia salgada, pelos estragos que faz ao carro.

Imagem de Iemanjá na Praia do Cassino, em Rio Grande
Imagem de Iemanjá na Praia do Cassino.

O sol estava muito forte. Já havia me queimado bem, caminhando sobre os molhes. Comprei uma Fanta e elaborei um roteiro para percorrer no centro de Rio Grande. Só então fui à beira da praia, passando pela Iemanjá.

O relato segue com...
Centro Histórico de Rio Grande

1 comentários:

Waldemar da Costa disse...

como rio grandinho não poderia, de tecer meus elogios a esta bela cidade do rio grande e também a maior praia do mundo, vavá.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design