segunda-feira, 9 de março de 2015

O Maestro Quincy Jones e Os Seis Solistas do Single "We Are the World"

Quincy Jones
Quincy Jones é mais conhecido pela sua parceria com Michael Jackson. E produziu dois dos maiores recordistas de vendas da indústria fonográfica: o álbum “Thriller” (1982), de Michael Jackson, e a canção "We Are the World".

Quincy Jones e Michael Jackson na gravação de "We Are the World"
Quincy Jones e Michael Jackson
  
Quincy Jones fez os arranjos do disco “The Genious of Ray Charles” (1959), de Ray Charles. Em 1977, conheceu Michael Jackson nos ensaios do musical The Wiz. Além de “Thriller” produziu “Of the Wall” (1979) e “Bad” (1987).

Em mais de 50 anos dedicados à indústria do entretenimento, foi indicado 79 vezes ao Grammy Award, sendo premiado em 27. Também foi indicado 7 vezes ao Oscar, três delas pela filme “A Cor Púrpura”, de 1985.


Stevie Wonder
Com onze anos ele começou a gravar (sob o pseudônimo de Little Stevie Wonder). E tornou-se um dos mais bem sucedidos artistas da gravadora Motown. Alguns dos maiores sucessos de sua carreira são:

Smokey Robinson & Stevie Wonder na gravação de "We Are the World"
Smokey Robinson & Stevie Wonder

1963: "Fingertips - Part 2"
1968: "For Once in My Life"
1972: "Superstition" (“Talking Book”)
1973: "You Are the Sunshine of My Life" (“Talking Book”)
1974: "You Haven't Done Nothin'" (com The Jackson 5)
1977: "I Wish"
1977: "Sir Duke" (“Songs in the Key of Live”)
1982: "Ebony and Ivory" (com Paul McCartney)
1984: "I Just Called to Say I Love You"
1985: "Part-Time Lover"


As canções de Stevie Wonder já foram incluídas nas trilhas sonoras de cerca de 350 filmes. E em 1985, recebeu o Oscar de Melhor Canção Original, por "I Just Called to Say I Love You", do filme “A Dama de Vermelho”.


James Ingram
James Ingram recebeu, em 1982, o Grammy Awards de Melhor Performance Vocal Masculina em R&B, pela música "One Hundred Ways" (com Quincy Jones) (1981). Outros destaques:

1982: "Baby, Come to Me" (com Patti Austin)
1984: "What About Me?" (com Kenny Rogers & Kim Carnes)
1986: "Somewhere Out There" (com Linda Ronstadt)
1990: "I Don't Have the Heart"


Ingram participou da trilha sonora de “A Cor Púrpura” (1985). "Somewhere Out There" foi incluída na trilha de “Um Tira da Pesada 2” (1987). Ingram recebeu duas indicações ao Oscar: “Beethoven 2” (1993) e “Junior” (1994).


Michael Jackson
Michael começou a cantar e a dançar aos cinco anos. A carreira profissional iniciou aos onze, como vocalista do grupo Jackson 5. E em 1971, iniciou a carreira solo, permanecendo, porém, como membro do grupo.

Michael Jackson nas gravações do single "We Are the World"
Michael Jackson nas gravações
do single "We Are the World".

Os Grandes Álbuns de Michael
Cinco dos álbuns de Michael figuram entre os mais vendidos da história: “Off the Wall” (1979), Thriller (1982), Bad (1987), Dangerous (1991) e HIStory (1995). O álbum “Thriller” é até hoje o mais vendido da história.

Michael Jackson passou sete anos sem emplacar um sucesso. “Off the Wall” recolocou o cantor em evidência. O álbum marcou o início da parceria com Quincy Jones. O destaque foi a frenética "Don't Stop 'Til You Get Enough".




“Triller” Criou o “Rei do Pop”
“Triller” tem ao menos três grandes destaques. A faixa-título resultou no videoclipe mais elaborado da história da música. “Beat It” contou com a participação de Eddie Van Halen. “Billie Jean” mudou a história de Michael...

Durante a divulgação de “Thriller, na noite de 16/05/1983, cerca de três mil celebridades lotaram um teatro, em Los Angeles. Nele, ocorria o show dos 25 anos da gravadora Motown (Motown 25: Yesterday, Today, Forever).



Michael começou a cantar "Billie Jean", sucesso do álbum lançado 6 meses antes. De repente, parou de cantar, andou até o canto do palco e voltou deslizando de costas. Naquela noite, ele consagrou-se como o “Rei do Pop”.


“Bad”: Mais Ousado e Malvado que “Triller”

“Bad” teve a difícil de tarefa de ser lançado após “Triller”, o álbum mais vendido da história. E marcou o fim do garoto sorridente. O “Rei do Pop” agora era visto como uma celebridade extravagante.

A máscula "Bad" e a sensual "The Way You Make Me Feel" são boas para as pistas de dança. E estão entre as melhores composições de Michael Jackson. "Dirty Diana" parece obscena e soa como um recado para seu rival, Prince.



Alguns de seus maiores sucessos:
1979: "Don't Stop 'Til You Get Enough"
1979: "Rock with You"
1982: "The Girl Is Mine" (com Paul McCartney)
1983: "Billie Jean"
1983: "Beat It"
1983: "Thriller"
1987: "I Just Can't Stop Loving You" (com Siedah Garrett)
1987: "Bad"
1987: "The Way You Make Me Feel"
1988: "Man in the Mirror"
1988: "Dirty Diana"
1991: "Black or White"
1995: "You Are Not Alone"


Bruce Springsteen
É considerado um renovador do chamado "rock ortodoxo", nos EUA. A temática das canções espelha as preocupações da classe média americana. Bruce Springsteen, porém, abandona o chamado sonho americano.

Bruce Springsteen nas gravações do single "We Are the World"
Bruce Springsteen

Tudo começou com “Born to Run” (1975). O sucesso foi monumental. Veio a avassaladora fama obtida nas apresentações ao vivo. E também a maré crescente de exposição na mídia. Quem ganhou foi o público.

“Born in the USA” (1984) assumiu o lugar de “Thriller” no Top 5 da Billboard. Born in the USA” é uma tempestade corrosiva. E "Dancing in the Dark" fala sobre a frustração por ter de compor um grande sucesso.

Em 1994, Springsteen recebeu o Oscar de Melhor Canção Original por "Streets of Philadelphia", tema do filme “Filadélfia” (1993). Em 1996, foi indicado ao Oscar por “Os Últimos Passos de um Homem” (1995).


Alguns destaques da carreira:
1975: "Born to Run"
1980: "Hungry Heart"
1981: "Fade Away"
1981: "Ramrod"
1984: "Dancing in the Dark"
1984: "Born in the U.S.A."
1984: "I'm on Fire"
1984: "Glory Days"
1986: "Because the Night"
1987: "Tunnel of Love"
1994: "Streets of Philadelphia"


Bob Dylan
Bob Dylan foi o cantor de música folk, que melhor incorporou as tensões dos anos 60. É considerado um dos maiores cantores e um dos maiores artistas de todos os tempos. Foi regravado por inúmeros artistas.

Bruce Springsteen e Bob Dylan nas gravações do single "We Are the World"
Bruce Springsteen e Bob Dylan

“The Freewheelin’ Bob Dylan” (1963) traz "Blowin' In The Wind", sua canção mais duradoura. "Like A Rolling Stone", a música de abertura de “Highway 61 Revisited” (1965), é um hino que marcou a sua estréia no rock’ n’ roll.

Mais de 500 filmes já incluíram em suas trilhas músicas de Bob Dylan. Em 2000, ele recebeu o Oscar de Melhor Canção Original e o Globo de Ouro por "Things Have Changed", tema do filme “Garotos Incríveis” (2000).



Eis alguns de seus maiores sucessos:
1963: "Blowin' In The Wind"
1965: "Like A Rolling Stone"
1965: “Mr. Tambourine Man
1965: "Positively 4th Street"
1966: "Rainy Day Women #12 & 35"
1969: "Lay Lady Lay"


Ray Charles
Outro nome na lista dos maiores músicos de todos os tempos. Iniciou a carreira na década de 1950. Ray parecia não conseguir sentar ao piano sem inventar um novo estilo de música. Fundiu blues, jazz, R&B e gospel.

Ray Charles na gravação de "We Are the World"

Ray Charles compôs e gravou inúmeros sucessos. Faleceu em 2004, ano em que foi lançado o filme “Ray”. O filme concorreu a seis Oscar e recebeu dois. As músicas grifadas com asterisco fizeram parte da trilha sonora.
1955: "I Got a Woman" *
1955: "A Fool for You"
1956: "Mary Ann" *
1956: "Drown in My Own Tears" *
1959: "What'd I Say" *
1960: "Georgia On My Mind" *
1961: "Hit the Road Jack" *
1961: "One Mint Julep"


1962: "Unchain My Heart" *       
1962: "I Can't Stop Loving You" *
1962: "You Don't Know Me" *
1962: "You Are My Sunshine"
1963: "Busted"
1963: "Take These Chains from My Heart"
1966: "Crying Time"


Observação: os vídeos postados de todos os artistas representam sucessos gravados antes do singleWe Are the Word”.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design