terça-feira, 16 de setembro de 2014

Lupicínio Rodrigues: 100 Anos de Nascimento

O compositor Lupicínio Rodrigues nasceu em Porto Alegre, em 16/09/1914. Ele cunhou a expressão “dor de cotovelo”, um lamento pela perda da pessoa amada. A maioria de suas canções se perdeu. Cerca de 150 foram gravadas.

Lupicínio Rodrigues nasceu, em Porto Alegre, em 16 de setembro de 1914
Lupicínio Rodrigues nasceu, em Porto Alegre,
em 16 de setembro de 1914, há 100 anos.


Infância e Exército: Primeiras Músicas
Aos 12 anos, Lupicínio Rodrigues trabalhou como auxiliar de mecânico na Carris, uma empresa de ônibus de Porto Alegre. Durou pouco. Seu negócio era a música. E compôs a primeira, a marchinha “Carnaval”, aos 14 anos.

Lupi, como era conhecido desde a infância, na verdade, não era chegado ao estudo e ao trabalho. E percebendo que o filho, desde jovem, era um boêmio, o pai forjou uma identidade falsa. E Lupi entrou para o Exército, aos 15 anos.


Em 1932, Lupicínio Rodrigues foi enviado para São Paulo. Lá, foi promovido a cabo e transferido para Santa Maria. Em Santa Maria, apaixonou-se por Iná, para quem compôs “Felicidade”, “Nervos de Aço” e “Zé Ponte”.


A “Dor de Cotovelo
Nesta fase da vida, Lupicínio Rodrigues já não compunha mais as marchinhas. Suas músicas passaram a ser melancólicas, com as letras falando sobre o amor perdido. Para o compositor, o amor e a traição sempre andavam juntos.

Lupicínio Rodrigues compunha  assobiando e marcava o ritmo usando uma caixa de fósforos
Lupicínio Rodrigues compunha
assobiando e marcava o ritmo
usando uma caixa de fósforos.
  
Lupi tinha três grandes paixões: a música, o bar e as mulheres. Como elas não toleravam sua vida boêmia, nos bares ele lamentava os amores perdidos. O próprio compositor foi proprietário de diversos bares. Todos faliram.

Lupicínio Rodrigues cunhou a expressão “dor de cotovelo”. Porém muito da sua “dor de cotovelo” era fruto de uma escolha profissional e não de catarse artística. Como viu que o gênero fazia sucesso e vendia, Lupi firmou-se nele.


Ao contrário do que muitos pensam, Lupicínio Rodrigues não tocava qualquer instrumento musical. Ele compunha assobiando e marcava o ritmo com uma caixa de fósforos. Estima-se que tenha composto cerca de 600 músicas.


Iná e Mercedes
Em 1935, Lupicínio Rodrigues deu baixa do Exército e retornou para Porto Alegre. E começou a trabalhar como bedel da Faculdade de Direito da UFRGS. Em 1938, veio o primeiro grande sucesso, "Se Acaso Você Chegasse".

"Se Acaso Você Chegasse": o primeiro grande sucesso do compositor Lupicínio Rodrigues
"Se Acaso Você Chegasse": o primeiro grande
sucesso do compositor Lupicínio Rodrigues.
  
A esta altura, Iná não suportava mais sua vida de boêmio. E, no começo de 1939, rompeu o noivado com Lupicínio Rodrigues. Após o rompimento com Iná, o grande amor de sua vida, Lupi passou uma temporada no Rio de Janeiro.

Lá, conheceu Mercedes, a Carioca. O relacionamento com Mercedes durou 5 anos. Ela acabou trocando Lupi por outro homem. Inspirado em Mercedes, compôs “Briga de Amor”, “Minha Ignorância”, “Nunca” e “Vingança”.


Veja também...

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Lupicínio Rodrigues e O Grêmio +++

Em 1907, surgiu o Rio-Grandense, um time de negros.
Em 1911, ele tentou-se inscrever na Liga de Futebol de Porto Alegre.
Na época, o pai de Lupicínio Rodrigues era o presidente do clube.
E o colorado Henrique Poppe presidia a Liga de Futebol.
O Grêmio votou a favor e foi voto vencido.
O Rio-Grandense não foi aceito.
E criou o torneio de futebol dos negros.
A imprensa apelidou de "Liga da Canela Preta".
E o nome pegou.
Mais tarde, Lupicínio Rodrigues tornou-se gremista.
Eternizou a paixão pelo clube no Hino do Cinquentenário.

Leonardo Brocker disse...

+++ "Lara, O Craque Imortal" +++

Lara era um homem de pouquíssimos recursos financeiros.
Aurelio Py, dirigente gremista, buscou o goleiro em Uruguaiana.
Lara veio a contragosto, mediante transferência militar compulsória.
Chegou ao Grêmio, em 1920, sob resistência de alguns dirigentes.
Paupérrimo, morava no Fortim da Baixada, onde era zelador.
E logo, conquistou lugar nobre, garantindo a aceitação dos dirigentes.
O temperamento sério e a disciplina militar contaram muito.
Lara defendeu o Grêmio até 1935, quando faleceu.
Lupicínio Rodrigues imortalizou o goleiro no Hino do Cinquentenário.

Leonardo Brocker disse...

+++ Hino do Cinquentenário +++

Em 1953, Lupicínio Rodrigues compôs o Hino do Cinquentenário.
Acredita-se que a letra surgiu durante uma greve dos bondes.
Assim, os torcedores precisavam ir a pé aos jogos do Grêmio.
Isto motivou o trecho “Até a pé nós iremos”.

O compositor também adaptou uma frase que a torcida usava.
Trata-se de “Com o Grêmio, onde estiver o Grêmio”.
A frase apareceu pela primeira vez em 11 de agosto de 1946.
Na ocasião, o Grêmio perdeu para o Renner, fora de casa.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design