quarta-feira, 4 de junho de 2014

Pórtico Central do Cais de Porto Alegre

O Pórtico Central do Cais do Porto de Porto Alegre é uma estrutura de ferro francesa emoldurada com vitreaux. Foi construído entre 1911 e 1922, junto aos 17 armazéns.

Pórtico Central do Cais do Porto, Porto Alegre
Pórtico Central do Cais do Porto, Porto Alegre

O Pórtico Central era a entrada principal de Porto Alegre para os viajantes que chegavam a bordo dos “paquetes”, nos anos 20. E ele foi tombado pelo Patrimônio Nacional em 1983.

Avenida Mauá e Cais do Porto de Porto Alegre, 1940
Avenida Mauá e Cais do Porto, 1940
  
O Cais do Porto de Porto Alegre foi construído entre 1911 e 1947. Além de barcos, hoje ele recebe eventos e feiras. A Bienal do Mercosul e a Feira do Livro são os maiores destaques.

Cais do Porto de Porto Alegre, 1950
Cais do Porto de Porto Alegre, 1950

O Muro da Mauá foi construído, entre 1971 e 1974, para proteger Porto Alegre de enchentes, como a de 1941. Este muro, porém, acabou afastando a população do Cais do Porto. 

A Enchente de 1941 em Porto Alegre
A Enchente de 1941 em Porto Alegre

Cais do Porto de Porto Alegre, 1960
Cais do Porto de Porto Alegre, 1960

Localização: Avenida Mauá, 1050, Centro de Porto Alegre.

Veja também...
Atrações de Porto Alegre por Categoria
Atrações de Porto Alegre por Localização
Praça da Alfândega, MARGS, Memorial do RS e Santander Cultural
Relatos de Porto Alegre

6 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ A Enchente de 1941 +++

De abril a maio de 1941, choveu sem parar em Porto Alegre.
E as águas do Lago Guaíba subiram mais de 4,5 metros.
Isso inundou o Centro da cidade.
Só era possível deslocar-se de barco no local.
A enchente também atingiu outros bairros.
Foi o caso de Azenha, Cidade Baixa e Menino Deus.
Floresta, Navegantes e Santana.
Cerca de 40 mil pessoas ficaram desabrigadas.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ O MARGS +++

Em 1954, Ado Malagoli criou o Museu de Arte do Rio Grande do Sul.
O MARGS é o principal museu de arte do Estado.
E um dos mais importantes do Brasil.
Reúne um acervo com mais de três mil obras.
De artistas locais, nacionais e internacionais.

Desde os anos 70, o MARGS funciona no prédio da Delegacia Fiscal.
Em 1984, ocorreu o tombamento da antiga construção.
Como patrimônio cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cais do Porto de Porto Alegre +++

As primeiras obras iniciaram 1850.
A conclusão do conjunto ocorreu, porém, só em 1962.
O pórtico central é patrimônio cultural nacional, desde 1983.
O edifício sede do DEPREC é patrimônio do município, desde 1996.
Assim como os armazéns A1, A2, A3, B, B1, B2 e B3.

O edifício em concreto armado tem características art-déco.
Os armazéns são estruturas metálicas de origem francesa.

A construção da entrada principal ocorreu entre 1919 e 1922.
O portão central deu ao porto sentido de monumentalidade.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Praça da Alfândega +++

Surgiu com o núcleo inicial da cidade.
Ficava junto ao Lago Guaíba.
Até que se construiu um cais de pedra com ancoradouro.
Isso facilitou o trânsito de pessoas e de mercadorias.
Era o núcleo da parte nobre do velho Centro.
Em torno dela, observava-se a vida social da cidade.
E ali, surgiram imponentes prédios no início do século XX.
Como os Correios e Telégrafos e a Delegacia Fiscal.
E a partir 1954, ali se instalou a Feira do Livro.

Em 2003, foi tombada como patrimônio nacional.
E passou por recente restauração.
Parte do Programa Monumento.
Hoje, PAC das Cidades Históricas.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Monumentos da Praça da Alfândega +++

+ Monumento do Barão do Rio Branco (A. Adloff, 1916);
+ Monumento ao Marechal Osório (Leão Velloso, 1933);
+ Estátua-chafariz da Samaritana (A. Adloff, 1925-36).

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Santander Cultural +++

O Banco da Província, o primeiro do RS, surgiu em 1858.
O Banco Nacional do Comércio o sucedeu.
Theodor Wiederspahn projetou a sede, na Praça da Alfândega.
A ornamentação ficou a cargo de Fernando Corona.
E a construção se estendeu de 1927 a 1931.

Destacam-se os ricos detalhes artísticos.
Em uma linguagem arquitetônica eclética.
Com elementos neoclássicos.
No interior, sobressaem-se os vitrais franceses.

Em 1987, o Estado tombou o prédio patrimônio cultural.
A construção passou por restauro e adaptações.
E, hoje, sedia o Santander Cultural.
Com cinema, sala de exposições e palestras.
Além de bar e restaurante.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design