quinta-feira, 12 de junho de 2014

Lago Guaíba, Porto Alegre

O Lago Guaíba é formado pelos rios Jacuí, Caí, Sinos e Gravataí e possui 72 km de extensão. Banha o município de Porto Alegre e desemboca na Lagoa dos Patos. E o pôr-do-sol às suas margens tornou-se um símbolo da cidade.

Barco navegando no Lago Guaíba, Porto Alegre
Barco navegando no Lago Guaíba, Porto Alegre

É possível fazer passeios de barcos por suas águas, conhecendo algumas das ilhas do Parque Delta do Jacuí. Alguns barcos partem de um pequeno terminal localizado nos fundos do Centro Cultural Usina do Gasômetro.

O Lago Guaíba é, também, uma espécie de cartão-postal da Zona Sul da cidade. E o melhor local para se apreciar o pôr do sol em Porto Alegre é a Praia de Ipanema. Calma durante a semana, enche nas tardes de domingo.

Ponte Móvel do Guaíba - construção, 1955
Ponte Móvel do Guaíba - construção, 1955


Ponte Móvel do Guaíba

A rodovia Régis Bittencourt possui quatro pontes na saída de Porto Alegre. A primeira delas é a Ponte Móvel do Guaíba, que liga Porto Alegre a Guaíba. Ela começou a ser construída no início dos anos 50 e foi inaugurada em 1958.

A Ponte Móvel do Guaíba tem 58 metros de extensão e pesa 400 toneladas. É erguida a uma altura de 24 metros. Em 2010, a ponte foi içada 358 vezes. Assim, ela ficou fechada para automóveis durante 7.378 minutos.

Ponte Móvel do Guaíba, em 1958
Ponte Móvel do Guaíba, em 1958



Veja também...
Atrações de Porto Alegre por Categoria
Atrações de Porto Alegre por Localização
Passeio de Barco no Lago Guaíba
Relatos de Porto Alegre

8 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Guaíba: Rio ou Lago? +++

Os rios que nele desembocam formam um delta.
Para isso ocorrer, são necessárias duas condições:
+ Um volume de água confinado por canais;
+ O encontro deste com um grande corpo d’água.
Os rios carregam material arenoso e argiloso.
O rápido desconfinamento leva ao depósito do material.
Com isso, formam-se ilhas.
Em torno delas, há canais sinuosos (distributários).
Com o tempo, as ilhas crescem em direção ao lago.

Cerca de 85% da água do Guaíba fica no reservatório.
O escoamento da água é bidimensional.
E forma áreas com velocidades diferenciadas.
Isso é típico de um lago.
Os depósitos sedimentares das margens têm características lacustres.
E a vegetação da margem é de matas de restinga.
Estas identificam os cordões arenosos lacustres ou oceânicos.

Leonardo Brocker disse...

+++ Curiosidades sobre o Lago Guaíba +++

+ A profundidade média é de 2m;
+ A profundidade máxima é de 31m, na Ponta de Itapuã;
+ Quatro rios formam o Lago: Caí, Gravataí, Jacuí e Sinos;
+ Eles despejam 38 mil m3/s de água no Lago;
+ Isso daria 1L de água a cada 3h para cada habitante do planeta;
+ O Lago tem 50km do Delta do Jacuí (norte) à Ponta de Itapuã (sul);
+ 16 das 19 ilhas do norte pertencem a Porto Alegre;
+ No Parque do Delta do Jacuí, vê-se o jacaré-do-papo-amarelo.

Leonardo Brocker disse...

+++ Passeio de Barco pelo Delta do Jacuí +++

O Delta do Jacuí forma-se em torno do Lago Guaíba e seus afluentes.
São eles os rios Jacuí, Gravataí, dos Sinos e Caí.
O delta é um belo motivos para entrar na água.
E aproveitar o serviço de barcos, escunas e veleiros.
Elas fazem passeios por um verdadeiro arquipélago.
Num equilíbrio entre a natureza primitiva e a ação do homem.

Adaptado de Prefeitura Municipal de Porto Alegre

Leonardo Brocker disse...

+++ Lago Guaíba +++

Para ele convergem os rios da metade norte do RS.
E através dele, as águas destes rios chegam à Lagoa dos Patos.
Esta, enfim, conduz as águas ao Oceano Atlântico.
O Lago Guaíba teve importância fundamental.
Quando a maior parte do transporte era por rotas fluviais.
Importações e exportações da metade norte passavam por ele.
Em virtude disso, Porto Alegre tornou-se capital da província.
Dali controlava-se o tráfego do interior e da Lagoa dos Patos.
A península também oferecia um porto natural no lado norte.
Este era razoavelmente fundo.
E protegido dos ventos dominantes que vêm do sul.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Ponte do Guaíba +++

Em 1941, iniciou o serviço de barcas entre Porto Alegre e Guaíba.
O porto ficava na Ponta do Dionísio, hoje, na Vila Assunção.
Em decorrência dele, formou-se a Vila dos Pescadores.
Também chamada Vila Guaíba, ela ficava à margem do Lago.
As barcas operaram até 1958, quando se inaugurou a ponte.

A Ponte sobre o Lago Guaíba fica no bairro Navegantes.
E dinamizou os contatos rodoviários no Estado.
Da capital com as regiões Sul e Nordeste do RS.
Repercutiu na imprensa como indício de otimismo da sociedade.
E do governo com a modernização e o crescimento da cidade.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Usina do Gasômetro +++

A usina termelétrica ficava na Volta do Gasômetro.
A construção iniciou em 1926 e se prolongou até 1928.
Um prédio com características da arquitetura industrial.
E que teve grande papel no fornecimento de energia elétrica.
Até 1974, quando a usina deixou de operar.

Uma mobilização popular evitou a demolição, em 1987.
Apesar do tombamento como bem cultural, em 1982.
E como patrimônio do Rio Grande do Sul, no ano seguinte.
A Prefeitura Municipal, enfim, revitalizou o prédio.
E este passou a abrigar o Centro Cultural Usina do Gasômetro.

O complexo cultural possui:
+ Salas de exposição: Iberê Camargo, Lunara e dos Arcos;
+ Cinema: Sala P. F. Gastal;
+ Teatro: Sala Elis Regina;
+ Espaço para eventos, oficinas e palestras.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ Porto Alegre na Virada do Século XX +++

Um bonde puxado a burro ia do Centro para o Menino Deus.
No caminho, este bonde passava pela Ponta da Cadeia.
No local, hoje fica o Centro Cultural Usina do Gasômetro.
Dali, ele seguia pelo Caminho de Belas (Praia de Belas).
Até o Asilo da Mendicidade, que ainda hoje existe.
Ele fica quase em frente ao Estádio Beira-Rio.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Origem do Rio Grande do Sul +++

O Memorial do Rio Grande do Sul fala sobre a origem do RS.
Ou seja: as Missões Jesuíticas.
Historiadores comentam sobre a Guerra Guaranítica.
E o massacre dos índios.
Um dado reafirma este episódio como marco fundador.
Porto Alegre surge da espera dos açorianos pelo fim da guerra.
Afinal, os imigrantes povoariam a região missioneira.
Após a expulsão dos índios.
Enfim: a Guerra Guaranítica gerou Porto Alegre.

Fonte: “Viva o Centro a Pé”, Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, 2014.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design