domingo, 16 de março de 2014

Fito Páez, Década de 1990: "El Amor Después Del Amor" (1992) e "Circo Beat" (1994)

Tercer Mundo
Em 1990, Fito Páez lança “Tercer Mundo”, inspirado por suas viagens pela América Latina. Destacam-se “B. Ode y Evelyn”, “Religion Song” e “Tercer Mundo” a música que acabou dando nome ao álbum.

Fito Páez - "Tercer Mundo" (1990)
Fito Páez - "Tercer Mundo" (1990)


El Amor Después Del Amor
Em 1992, Fito Páez lançou “El Amor Después Del Amor”, o álbum mais vendido da história do rock argentino. A revista Rolling Stone considera “El Amor Después Del Amor” o 13º melhor disco de rock da Argentina.

Fito Páez - "El Amor Depués Del Amor" (1992)
Fito Páez - "El Amor Depués Del Amor" (1992)

As músicas foram compostas após o fim do relacionamento de Fito com a cantora Fabiana Cantilo. Na época, ele iniciava a relação com a atriz Cecilia Roth. Daí vem o nome do álbum “El Amor Después Del Amor”.

Foi o primeiro disco de Fito Páez a fazer sucesso no Brasil. Isso aproximou-o de músicos brasileiros. Caetano Veloso regravou “Un Vestido y Un Amor” em “Fina Estampa” (1994), acompanhado do violoncelista Jacques Morelenbaum.


Outras canções que se destacaram foram "Dos Días en La Vida", "Brillante sobre el Mic", “Tumbas De La Gloria” e "A Rodar mi Vida". Já "Balada de Donna Helena" deu origem a um média-metragem escrito e dirigido por Fito.

O álbum “El Amor Después Del Amor” contou com a participação de vários músicos convidados. Dentre eles, destacam-se Fabiana Cantilo, Mercedes Sosa, Luis Alberto Spinetta, Charly García, Andrés Calamaro, Gustavo Cerati.


Circo Beat
O álbum “Circo Beat” foi lançado em 1994. Tamanho o seu sucesso sua turnê durou três anos. Um destaque foi o recital realizado nos bosques de Palermo, em Buenos Aires, com a presença de aproximadamente 50 mil pessoas.

Fito Páez - "Circo Beat" (1994)
Fito Páez - "Circo Beat" (1994)

O disco “Circo Beat” parece ter sido inspirado em “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band”, lançado pelos Beatles em 1967. Ambos os discos possuem 13 músicas que se articulam sendo a última delas uma canção reflexiva.

O grande destaque de “Circo Beat” é a música “Mariposa Tecknicolor”, o maior êxito pop da Argentina na década de 1990. “Mariposa Tecknicolor” talvez seja também a música de maior sucesso da carreira de Fito Páez.


Outros destaques do álbum foram são as músicas “Circo Beat” e “Tema de Piluso”. "Tema de Piluso" foi composta em homenagem ao humorista Alberto Olmedo. Este humorista, assim como Fito Páez, nasceu em Rosário.

No Brasil, “Circo Beat” trouxe versões em português. “Mariposa Tecknicolor” foi cantada por Caetano Veloso. “She's Mine”, por Djavan. E “Nas Luzes de Rosario” (Tema de Piluso), por Herbert Vianna.


Em 1994, Os Paralamas do Sucesso gravaram “El Vampiro Bajo el Sol”, parceria de Fito Páez e Herbert Vianna, no disco “Severino”. Em 2001, Cláudia Amorim gravou a canção “Mariposa Tecnicolor”, no disco “Dia Branco”.


Euforia
Em 1996, Fito Páez lança “Euforia”, seu primeiro disco ao vivo. Em “Euforia”, ele canta seus sucessos em versões acústicas. Há três músicas inéditas: “Cadáver Exquisito”, “Dar es Dar” e “Tus Regalos Deberían de Llegar”.

Fito Páez - "Euforia" (1996)
Fito Páez - "Euforia" (1996)




Enemigos Íntimos
Em 1998, é lançado “Enemigos Íntimos”. O álbum é uma parceria de Fito Páez com o espanhol Joaquín Sabina. “Enemigos Íntimos” marcou a desavença entre os músicos, que só viriam a conversar novamente 10 anos depois.

Sabina y Páez - "Enemigos Intimos" (1998)
Sabina y Páez - "Enemigos Intimos" (1998)


Abre
Em 1999, Fito Páez lança o álbum “Abre”. “Al Lado del Camino” recebe o Grammy Latino de melhor canção de rock e de melhor performance vocal masculina de rock. “Abre” foi indicado ainda como melhor álbum de rock.

Fito Páez - "Abre" (1999)
Fito Páez - "Abre" (1999)

Também em 1999, Fito Páez faz uma pequena participação, não creditada, no filme “Tudo Sobre Minha Mãe” do diretor espanhol Pedro Almodovar. No filme "Tudo Sobre Minha Mãe", Fito Páez fez o papel de um espectador.

Veja também...
Fito Páez, na Década de 1980: Grupo de Charly Garcia e Carreira Solo
Fito Páez, Anos 2000: Rodolfo e 20 Anos de El Amor Depués del Amor

3 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Origem do Nome +++

Não está clara a origem do nome do bairro.
A inspiração pode ser a figura de Juan Domínguez Palermo.
No princípio do século XVII, ele era o dono das terras locais.
Outra origem pode ser um oratório.
Nele, venerava-se a imagem de San Benito de Palermo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: História do Bairro +++

Juan Manuel de Rosas foi governador da província de Buenos Aires.
E até 1836, adquiriu grandes porções de campos.
Instalou sua residência nas atuais avenidas Del Libertador e Sarmiento.
Ali, vemos, hoje, o Monumento de los Españoles.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Parques do Bairro +++

Em 1875, Palermo viu surgiu o Parque 3 de Febrero.
E, com o tempo, o Jardín Botánico e o Zoológico.
Assim, o bairro ganhou fama e expandiu-se.
Hoje, o extenso bairro divide-se em zonas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design