sexta-feira, 24 de maio de 2013

Visita à Mina Ativa de Ametista do Sul

Assim como no dia anterior, havia definido um plano A e um plano B. O plano A era ir a Derrubadas, para conhecer o Salto do Yucumã. Mas isso dependia de o dia nascer com sol. Se chovesse, seguiria o plano B, que era acabar de conhecer Ametista do Sul e partir para Iraí.

Extração de Geodo de Ametista, na Mina Dutra
Extração de Geodo de Ametista, na Mina Dutra

Loja de Pedras Preciosas LP

O dia amanheceu com sol. E a perspectiva era de que o dia assim se mantivesse. Mas, ressabiado com os últimos dias, nos quais sempre choveu, optei pelo plano B. Iniciei minha peregrinação conhecendo a LP, uma fábrica e loja de produtos feitos de pedras.

A loja impressiona tanto pelo tamanho como pela variedade de itens criados a partir das pedras. Predominam os geodos de ametista, em estado bruto. Você verá, também, esculturas com ônix, pedra sabão e até com madeira. Algumas não são confeccionadas ali...

Há as esculturas retratando animais, como araras, elefantes, cavalos corujas. Cada uma delas com diferentes tipos de pedra. Chamaram a minha atenção as esculturas de vasos feitos com ônix. Esta pedra é encontrada na Argentina e no Paquistão.


Visita à Mina Dutra

Deixei a loja e parti para a Secretaria de Turismo. Ali perguntei se a visitação à mina poderia ser feita naquela manhã. Geralmente, essas visitas são feitas à tarde e com grupos maiores. Mesmo assim, elas conseguiram viabilizar a empreitada.

Uns poucos minutos depois, apresentei-me ao Valdir. Ele acompanha os grupos que visitam a mina (garimpo). Como eu estava sozinho, o passeio foi reduzido. Conheci a mina menor. Os grupos conhecem a maior e o Valdir demonstra como é feita a explosão.

Percorre-se uma pequena trilha em meio à mata, até a entrada desta mina. São somente 300 metros de caminhada. A mina menor é a da esquerda. Em função das fortes chuvas, havia um gotejar na entrada. Um gotejar que praticamente nem molha a roupa...

Um minerador estava perfurando um geodo de ametista. O barulho é intenso. O Valdir pediu que ele vestisse uma capa amarela antes de eu fotografar. Tipo uma capa de cozinheiro. Pelo visto, o minerador não usava todos os equipamentos de segurança...


Para furar os geodos, eles usam uma ferramenta a qual chamam de martelo. Mas ela parece mais uma pequena britadeira ou uma grande furadeira. Deve-se ter cuidado com a força aplicada. Alguns geodos têm uma "casca" grossa. Outros, uma "casca" fina.

Dezenas de minas da cidade e da região foram fechadas por não se adequarem às novas normas de segurança. O teto deve ter ao menos 1,90 metros de altura. A iluminação deve ficar junto ao teto. E o uso de água é obrigatório para evitar a silicose.

Retornamos por uma estrada de terra. Ali passam os caminhões para levar os geodos. Fiquei conversando ainda por uns 20 ou 30 minutos. Deixei o local e retornei para Frederico Westphalen, para seguir até Iraí. Antes de deixar Ametista do Sul, comprei uma água.

O relato segue com...
Parque e Balneário Osvaldo Cruz, em Iraí

Contabilidade do Dia
Água Mineral com Gás 2 L = R$ 2,60
Total = R$ 2,60

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design