terça-feira, 16 de abril de 2013

Ângela Maria e Ney Matogrosso Cantam Cazuza

Capa do disco Ângela Maria lançado em 1987 pela cantora Ângela Maria
Ângela Maria 1987 - Ângela Maria


Continuação de...
Cazuza - O Poeta na Boca do Povo: A Cor do Som e Nico Rezende


George Israel – “A Inocência do Prazer” (Cazuza, George Israel)
“Minha visão de prazer é parecida com a letra de uma canção que fiz para a Dulce Quental: ‘A Inocência do Amor’. Acho que você só consegue ter prazer quando você é completamente puro, ingênuo, inocente. Se você arma de um lado e de outro, o prazer foge. Ou, então, quando consegue a coisa, está exausto. Eu sempre prefiro ficar desarmado frente às pessoas e fatos. Então, chega o prazer”. (Cazuza)



Humberto Gessinger – “Amor Quente” (Cazuza, Gessinger)
‘Amor Quente’ surgiu quando o novelista Gilberto Braga quis incluir uma música de Cazuza na novela ‘O Dono do Mundo’, exibida em 1991, pela Rede Globo. Amigo de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, Braga conseguiu um poema inédito do compositor. E pediu à Rede Globo que a letra fosse musicada pelo mesmo autor da melodia de ‘Faz Parte do Meu Show’. Renato Ladeira foi o parceiro de Cazuza neste sucesso da trilha de ‘Vale Tudo’, a novela anterior de Gilberto Braga. Trata-se de uma parceria póstuma de Renato Ladeira e Cazuza.


A primeira gravação de “Amor Quente” foi de Lela Badaró, cantora indicada pelo diretor da novela, Dênis Carvalho. Humberto Gessinger, líder do grupo Engenheiros do Hawaii regravou a música, mas com outra melodia, para a trilha do vídeo “Isso é Amor”. O programa de prevenção à AIDS foi idealizado pela Sociedade Viva Cazuza, em 1993. Por isso, em algumas edições, o nome de Gessinger consta na parceria.

‘Amor Quente” e ‘Oriental’ são as duas únicas letras de Cazuza que ganharam duas melodias diferentes, compostas autores diferentes. No caso de ‘Oriental’, a letra foi musicada por Rogério Meanda e por Orlando Morais.


Ângela Maria – “Tapas na Cara” (Cazuza)
Rumba feita em 1987 por Cazuza, especialmente, para Ângela Maria, que gravou a música naquele mesmo ano.


“A cada dia que passa, eu estou me sentindo mais compositor. Fiz uma música para Ângela e ela gravou. É engraçado isso. Acho que meu trabalho atingiu dos oito aos oitenta. Agora me considero um compositor profissional. É isso o que me dá prazer. Muito mais até do fazer shows”. (Cazuza)


Ney Matogrosso – “Fratura (não) Exposta” (Cazuza, Pisca, Ezequiel Neves)
A gravação original foi feita por Ney Matogrosso, em 1986.

Segue com...
Cazuza - O Poeta na Boca do Povo: Zizi Possi e Hanoi Hanoi

Comentários retirados do livro “Preciso Dizer que Te Amo – Todas as Letras do Poeta”

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design