terça-feira, 16 de abril de 2013

A Cor do Som e Nico Rezende Cantam Cazuza

Capa do disco ´Nico´, lançado em 1989 por Nico Rezende
Nico Rezende 1989 - Nico

Continuação de...
Cazuza - O Poeta na Boca do Povo: Cássia Eller e Kid Abelha


Barão Vermelho – “Que o Deus Venha” (Frejat, Cazuza, Clarice Lispector)
Adaptação feita por Cazuza sobre texto de Clarice Lispector. Uma parte da melodia é de autoria de Cazuza. A música faz parte do disco “Declare Guerra”, de 1986, do Barão Vermelho. Cássia Eller regravou a música em 1990.

“O Cazuza adorava esse texto da Clarice. E ele já veio para mim com um pedaço da música feito. Não dava para imaginar que era um texto da Clarice, de tão parecida que a letra estava com o jeito dele escrever. A adaptação é perfeita. E eu finalizei a melodia.” (Roberto Frejat)

“O quarto disco do Barão Vermelho começou a ser gravado logo após a repentina saída de Cazuza. Na divisão de repertório entre o primeiro disco solo de Cazuza e o do Barão Vermelho, ‘Que o Deus Venha’ ficou com o Barão”. (Frejat)


Sandra de Sá – “17 Anos de Vida” (Frejat, Cazuza)
A gravação original de Sandra Sá está no disco Sandra Sá, de 1995.



Simone e Frejat – “Seda Pura” (Cazuza, Frejat)
A letra ficou guardada por 18 anos, até Frejat musicá-la, em 2001. “Seda Pura” faz parte do disco homônimo de Simone, lançado em 2001.


A Cor do Som – “Onde Todos Estão?” (Mú, Cazuza)
A gravação original do grupo A Cor do Som foi feita em 1987.



Nico Rezende – “Sonho Estranho” (Cazuza, Nico Rezende)
Patriota à sua própria maneira, Cazuza usa o bom humor para denunciar a injustiça de um país que ele sonhava verde e bonito. A música “Sonho Estranho” foi gravada por Nico Resende, em 1989.


Segue com:
Cazuza - O Poeta na Boca do Povo: Ângela Maria e Ney Matogrosso

Comentários retirados do livro “Preciso Dizer que Te Amo – Todas as Letras do Poeta”

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design