sexta-feira, 5 de abril de 2013

Primeiro Disco do Barão Vermelho (1982): “Down em Mim”, “Billy Negão” e “Posando de Star”

O primeiro disco do Barão Vermelho foi gravado em 48 horas, na segunda quinzena de maio de 1982. Em 27 de setembro de 1982, o disco, produzido por Guto Graça Mello e Ezequiel Neves foi lançado. Nesta postagem, seguem-se as primeiras cinco músicas do disco “Barão Vermelho”.

Primeiro Disco do Barão Vermelho (1982)
Primeiro Disco do Barão Vermelho (1982)

“Posando de Star” (Cazuza)
“Cazuza desafia a censura na primeira canção do primeiro disco. A letra da música ‘Posando de Star’ foi vetada pela Censura Federal, que não aprovou o verso: ‘Ah, você precisa é dar’”.

“Trocamos o ‘dar’ por ‘dar-se’ e não apresentamos a nova letra aos censores. Portanto, acredito que esteja censurada até hoje. Ligamos o foda-se e gravamos”. (Roberto Frejat)

“Apesar de ela ser creditada como música e letra apenas do Cazuza, tem uma parceria ali de arrumar a casa. Mas nada que a melodia não intuísse”. (Roberto Frejat)


“Down em Mim” (Cazuza)
“A letra foi inspirada na música ‘Down on Me’, gravada por Janis Joplin no primeiro LP (Big Brother & The Holding Company, 1966)”.

“Quando Janis Joplin morreu, eu nem sabia quem ela era... Só fui saber dois anos depois, em 1972, quando saí do Santo Inácio, um colégio de padres, e fui para o Anglo-Americano, mais liberal. Lá a gente ouvia Rolling Stones no recreio. Então, um amigo me mostrou a Janis, que eu conhecia da televisão, entre uma novela da Janete Clair e outra. Estava assim: Jimi Hendrix e Janis Joplin mortos por drogas. Para mim, aquilo era uma coisa horrorosa. Mas quando ouvi aquela mulher descobri que ela era genial. Aí eu entendi o que era o blues. E através da Janis Joplin, eu descobri a Billie Holiday e mesmo a Dalva de Oliveira. Tudo aquilo que eu já curtia, mas achava cafona. Aliás, sou cafona e assumo. Gosto de palavras como ingratidão. Sou meio Augusto dos Anjos: ‘... escarra nessa boca que te beija’”. (Cazuza)


“Conto de Fadas” (Maurício Barros, Cazuza)


“Certo Dia na Cidade” (Guto Goffi, Maurício Barros, Cazuza)


“Billy Negão” (Guto Goffi, Maurício Barros, Cazuza)
“A primeira versão da letra para a música ‘Billy Negão’ foi feita por Guto Goffi e Maurício Barros. E contava a história de um personagem com influência americana, inspirado em ‘Billy the Kid’. Ao ouvi-la, Cazuza os convenceu a abrasileirar, procurando um exemplo mais próximo. Mais exatamente, na violenta Baixada Fluminense. Cazuza mexeu e remexeu. E a letra acabou fotografando poeticamente a figura de um bandido carioca muito folgado, que desfilava pelo baixo Leblon”.

“Essa foi a primeira parceria entre os músicos do Barão Vermelho. O Cazuza ficou incomodado com essa coisa de Velho Oeste da letra original. Cazuza criava histórias para as letras. Nós não éramos poetas. Com o talento dele, o Barão cresceu e apareceu”. (Maurício Barros)


Segue com...
Primeiro Disco do Barão Vermelho (1982): Parte 2

Comentários retirados do livro “Preciso Dizer que Te Amo – Todas as Letras do Poeta”

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design