quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Intihuatana, em Machu Picchu

O Intihuatana localiza-se sobre uma pirâmide construída na parte mais alta do setor urbano de Machu Picchu. E sua posição, no alto, confronta todas as montanhas que circundam o sítio arqueológico.

O Intihuatna de Machu Picchu
O Intihuatna de Machu Picchu

A pedra, estranhamente recortada, era usada pelos incas como um pequeno obelisco. Ali, observavam as variações da luz do sol ao longo do ano. Os incas usavam a informação para planejar os ciclos agrícolas.

A pedra que forma a base do Intihuatana mostra um símbolo em forma de escada. Isto representa a pachamama ou mãe terra. Também demonstra a relação do Intihuatana com a fertilidade.

A Pirâmide do Intihuatana de Machu Picchu
A Pirâmide do Intihuatana

O solstício de junho era o dia mais importante do ano. Pois nesta ocasião, o sol incidia diretamente sobre a pedra, sem criar sombras. Daí se origina seu nome Intihuatana, que significa “onde o sol se prende”.

Porém, a simbologia disto é muito maior! Nos seis anteriores ao solstício de inverno, o sol desaparece alguns minutos mais cedo a cada dia. E o solstício de inverno, o dia mais curto do ano, dá fim a esse ciclo.

Intihuatana de Machu Picchu e Construções do Entorno
Intihuatana e Construções do Entorno

O solstício de inverno marca a mudança da morte para a vida! Isto significa que, a partir do dia seguinte, o sol permanece cada vez mais minutos. Com mais luz e calor, esta é a etapa propícia para a agricultura.

O monitoramento das variações de luz do sol é a função mais aceita dentre as atribuídas ao Intihuatana. Há quem defenda, contudo, que ele servisse como um relógio solar ou simplesmente representasse o Huayna Picchu.

Intihuatana de Machu Picchu - "Onde o Sol se Prende"
Intihuatana: "Onde o Sol se Prende"

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design