domingo, 9 de setembro de 2012

Dicas para Melhor Compreender a Apresentação do Inti Raymi, em Cusco

Os dois pontos altos da viagem para o Peru seriam a visita a Machu Picchu e o Inti Raymi. É claro, tivemos outros bons momentos em Lima e nas ruínas próximas a Cusco. Mas Machu Picchu e o Inti Raymi foram especiais...

Terceiro Ato do Inti Raymi, em Sacsayhuaman
Terceiro Ato do Inti Raymi, em Sacsayhuaman

Logo de cara, deixo uma dica! Se puder, leia um pouco sobre a festa antes de acompanhá-la. Assim como uma ópera, o Inti Raymi é dividido em atos e falado em uma língua de difícil compreensão...


Na verdade, fiz uma comparação grosseria. Afinal, o Inti Raymi é uma festa popular, sem o refinamento da ópera. Não há o acompanhamento por uma orquestra, tampouco os trechos cantados (árias).

Inti Raymi ou Festa do Sol, em Cusco
Inti Raymi ou Festa do Sol, em Cusco

De qualquer forma, a “língua” do Inti Raymi é o quéshua. Assim, para você compreender algo, é importante ter lido antes. Do contrário, a festa corre o risco de ficar resumida às roupas coloridas e ao som das flautas...



Eu até li algum material antes. Mesmo assim, na hora, acabei-me perdendo. São cerca de 800 figurantes e, no início, eu não sabia quem eram o Inca, o sumo sacerdote e o chefe da guarda...

Ruínas de Sacsayhuaman, em Cusco
Ruínas de Sacsayhuaman, em Cusco

O Inti Raymi é dividido em três atos. O primeiro ocorre no Qoricancha. Dali, você segue para a Plaza das Armas. E o terceiro ato acontece em  Sacsayhuaman. Para saber mais sobre os três atos veja:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design