terça-feira, 12 de junho de 2012

Plaza Italia e Jardin Botanico Carlos Thais, em Buenos Aires

Após uma rápida caminhada pelo Retiro, seguimos de táxi (remisse) para o Parque 3 de Febrero, em Palermo. Descemos na Plaza Italia. E o primeiro lugar que nós visitamos foi o Jardín Botânico Carlos Thais. O nome é uma homenagem ao paisagista Carlos Thais, seu idealizador.

Escultura na Fonte da Entrada  do Jardín Botânico Carlos Thais, em Buenos Aires
Escultura na Fonte da Entrada
do Jardín Botânico Carlos Thais

Continuação de...
Iglesia San Nicolas de Bari, em Buenos Aires


O Parque 3 de Febrero

Não sei se o Parque 3 de Febrero é o maior de Buenos Aires, mas a área é respeitável. Só para você ter uma ideia, fazem parte deste parque o hipódromo, o zoológico e o jardim botânico. Além de praças, como a Plaza Itália. Foi justamente a Plaza Itália o local onde descemos do táxi, em Palermo.

A Curiosa Columna Meteorológica, em Buenos Aires
A Curiosa Columna Meteorológica

Esta área do Parque 3 de Febrero era conhecida como Plaza de los Portones, pois ali, em 1875, foram instalados grandes portões. A finalidade deles era mais ornamental. Em 1904, a comunidade italiana de Buenos Aires doou a estátua equestre de Giuseppe Garibaldi, que foi instalada nesta praça. A partir de 1909, a praça passou a se chamar Plaza Italia.

Escultura no Jardim Botânico de Buenos Aires
Escultura no Jardim Botânico de Buenos Aires


Plaza Italia, Jardim Botânico e Jardim Zoológico

A Plaza Italia continua sendo o ponto de referência de Palermo. Ela é a antessala da Sociedade Rural Argentina, do Jardim Zoológico e do Jardim Botânico. E o centro das atenções da praça continua sendo o monumento a Giuseppe Garibaldi

Monumento a Garibaldi na Plaza Italia, em Buenos Aires
Monumento a Garibaldi na Plaza Italia

O mais interessante na estátua de bronze é a sua ideia de movimento. Perceba que Garibaldi olha para a direita, enquanto o cavalo dirige seu olhar para a esquerda. Também fica evidente essa ideia de movimento na pata direita erguida deste cavalo...

Saturnalia, Escultura em Bronze de Ernesto Biondi, em Buenos Aires
Saturnalia, Escultura em Bronze de Ernesto Biondi

Como disse pouco acima, ao redor da Plaza Italia, há diversos pontos de interesse. Optamos por conhecer o Jardín Botânico Carlos Thais, afinal já havíamos visitado o Zoo de Lujan alguns dias antes. E por mais que ouvíssemos elogios sobre o Jardín Zoológico da Ciudad de Buenos Aires, a comparação com Lujan seria inevitável. E a decepção, praticamente, certa...

O Pórtico de Entrada do Jardín Zoológico da Ciudad de Buenos Aires
O Pórtico de Entrada do Jardín Zoológico
da Ciudad de Buenos Aires


O Jardín Botânico Carlos Thais

Seguimos, então, para o Jardim Botânico. Este possui formato, aproximadamente, triangular, com uma entrada em cada lado. Nós entramos pela Avenida Las Heras. Você pode acessar o Jardim Botânico, também, pela Avenida Santa Fé e pela República Árabe Síria. O local funciona, das 8h às 18h, no inverno. E das 8h às 19h, no verão.

Musa no Jardín Botânico Carlos Thais, em Buenos Aires
Musa no Jardín Botânico Carlos Thais

Logo na entrada, deparamo-nos com uma bela fonte. Tudo sugere que uma mulher pousou para que o artista a esculpisse. A escultura mostra uma jovem seminua, com a mão esquerda mexendo nos cabelos e a direita segurando uma espécie bata ou capa. Presa apenas por uma fita, amarrada sobre o quadril, esse pedaço de tecido ameaça cair. Tudo ali transborda sensualidade...

A Loba Romana, no Jardín Romano, em Buenos Aires
A Loba Romana, no Jardín Romano

As Esculturas do Jardín Romano

Bem próxima à fonte e à escultura, fica a Loba Romana. Esta escultura em bronze é como um cartão de visita do Jardín Romano. Como não poderia deixar de ser, o local é repleto de esculturas. Duas chamam mais a atenção. Uma é a alegoria em bronze chamada Saturnalia, de Ernesto Biondi. Ela parece representar uma peça teatral...

Alegoria em Bronze de Ernesto Biondi, em Buenos Aires
Alegoria em Bronze de Ernesto Biondi

A outra obra interessante é a escultura na qual uma criança, sentada ao lado de um ancião, recosta a cabeça sobre o peito dele. É impressionante a precisão em que os sinais da idade são expressos no corpo do homem. A flacidez muscular vista no peito e nas coxas. O rosto denunciando emagrecimento. Apesar de, esse mesmo rosto, não aparentar ter muito mais de 60 anos de idade...

Escultura do Ancião e da Criança no Jardín Botânico Carlos Thais, Buenos Aires
Escultura do Ancião e da Criança no
Jardín Botânico Carlos Thais, Buenos Aires

Próximos ao Jardín Romano, ficam o edifício central e um busto em bronze de Carlos Thays (1849-1934). Mais adiante o Jardín Francês. E depois, a Columna Meteorológica. Ali são explicadas as utilidades dos principais instrumentos para o controle e registro meteorológico. Quer dizer: não são apenas flores, árvores e esculturas que você encontrará no Jardim Botânico...

Edifício Central do Jardim Botânico, em Buenos Aires
Edifício Central do Jardim Botânico

O relato segue com...
Monumento de los Españoles e El Rosedal, em Buenos Aires

14 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Origem do Nome +++

Não está clara a origem do nome do bairro.
A inspiração pode ser a figura de Juan Domínguez Palermo.
No princípio do século XVII, ele era o dono das terras locais.
Outra origem pode ser um oratório.
Nele, venerava-se a imagem de San Benito de Palermo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: História do Bairro +++

Juan Manuel de Rosas foi governador da província de Buenos Aires.
E até 1836, adquiriu grandes porções de campos.
Instalou sua residência nas atuais avenidas Del Libertador e Sarmiento.
Ali, vemos, hoje, o Monumento de los Españoles.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Parques do Bairro +++

Em 1875, Palermo viu surgiu o Parque 3 de Febrero.
E, com o tempo, o Jardín Botánico e o Zoológico.
Assim, o bairro ganhou fama e expandiu-se.
Hoje, o extenso bairro divide-se em zonas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Parque 3 de Febrero +++

É uma das mais populares áreas da cidade para correr.
E jogar uma pelada ou praticar atividades ao ar livre.
Oferece uma variedade de atrações:
+ Campo Argentino de Polo;
+ Club Almán de Equitación – opção para cavalgar;
+ Hipódramo Argentino – pode-se apostar em pôneis;
+ Jardín Botánico – iniciativa de Carlos Thays;
+ Jardín Japonés – bem conservado;
+ Jardín Zoológico – popular para passeios em família;
+ Lagos de Palermo – com trilhas de ciclismo ao redor;
+ Rosedal (jardim de rosas).

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Parque 3 de Febrero +++

Em 11/11/1875, inauguraram-se os Bosques de Palermo
O espaço verde mais representativo da cidade.
Uma iniciativa do presidente Domingo F. Sarmiento.

O local recebeu o nome de Parque 3 de Febrero.
Uma homenagem à Batalha de Caseros.
O local reúne 29 praças em uma área de 370 hectares.

Há quatro lagos.
E em torno deles, ocorrem diferentes atividades:
+ Lago Del Planetario;
+ Lago Del Rosedal;
+ Lago Regatas;
+ Lago Victoria Ocampo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

Fica na Avenida Santa Fe, 3951.
É um harmônico mundo verde.
Entre esculturas, fontes e edificações de estilo.
Com um belo jardim de inverno Art Nouveau.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

Monumento Histórico Nacional.
Pelo caráter cultural.
E por representar um importante reservatório natural.
De localização plenamente urbana.
O Jardín Botánico reúne diversas espécies vegetais.
Locais e de outras regiões.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

O Jardín Botánico Carlos Thays abriu em 07/09/1898.
E possui uma área de cerca de 80 mil m2.
O local não é só uma área de lazer para os moradores.
Mas também uma coleção de plantas vivas.

Conta com um Jardim Romano.
Este revive a ambientação dos parques daquele império.
O Jardim Francês inspira-se nos palácios do século XVIII.
E há uma coleção de espécies de diferentes continentes.
Ao longo de um passeio repleto de esculturas artísticas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Prédios do Jardín Botánico +++

O edifício central, em estilo francês, data de 1881.
E abriga a mais bela estufa – ao todo, são cinco no jardim.
Em estilo art nouveau, ela reúne valiosas coleções de plantas.

A Biblioteca Botánica conta com mil livros.
E dez mil publicações do mundo inteiro.
Livremente disponíveis aos visitantes.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Rosedal +++

Coleção de rosas no Parque Tres de Febrero.
É o passeio mais romântico de Buenos Aires.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Paseo Del Rosedal +++

Um local especial aos amantes de flores, poesias.
E de paisagens idílicas.
Pode-se passear de barco no lago.
Caminhar sob as pérgolas.
Ou simplesmente sentar e apreciar a vista.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Recoleta e Retiro +++

Comunicam-se pelas avenidas Alvear e Del Libertador.
Os bairros caracterizam-se pelo contexto seleto e refinado.
A opulência de muitas edificações coroa este refinamento.
Vemos isso em igrejas, palácios e torres.
E até em um cemitério – um autêntico museu a céu aberto.

As terras altas despertaram o interesse da alta sociedade portenha.
Durante a epidemia de febre amarela, no século XIX.
O temor da enfermidade levou ao êxodo das famílias mais abastadas.
Estas viviam dispersas de sul a norte, pela metrópole.
Isso explica o perfil da área que compreende, hoje, Recoleta e Retiro.
Que passou a ser conhecida como a pequena Paris.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palácios Suntuosos de Recoleta e Retiro +++

Muitas residências do Retiro testemunham a riqueza.
Da Belle Époque do final do século XIX.
O mesmo acontece na Recoleta.
Isso confere a característica de exclusividade destes bairros.
Com elegantes ruas e avenidas que alimentam esse glamour.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ As Mansões do Retiro +++

O Palacio San Martín encabeça as majestosas residências.
Que se localizam em frente a Plaza San Martín.

O destaque é o Palácio Paz, na Avenida Santa Fé, 750.
Desde 1938, o prédio abriga o Círculo Militar.
Ali, também funciona o Museo de Armas de La Nación.

A inspiração da fachada externa foi o Palácio de Chantilly.
E em uma das frentes do Palácio do Louvre.

Outro edifício icônico é o Palacio Haedo, na Santa Fé, 690.
Desde 1935, sedia a Adminstração de Parques Nacionais.
Hoje, o edifício é um Monumento Histórico Nacional.

O Plaza Hotel Buenos Aires fica na Calle Florida, 1005.
O edifício de 1909 é uma joia arquitetônica em aço.
Cuja decoração já se comparou aos salões de Versalles.

Por fim, a Mansão Bencich.
Em estilo eclético e inspiração francesa.
Fica na Calle Maipú, 972, a meia quadra da praça.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design