quarta-feira, 13 de junho de 2012

Monumento de los Españoles e El Rosedal, em Buenos Aires

Como registrei na postagem anterior, começamos a nossa visita a Palermo pela Plaza Francia, o principal ponto de referência do bairro. Dali, seguimos para o Jardín Botânico Carlos Thais, por onde caminhamos durante meia hora. Então, seguimos para o Rosedal. Todos fazem parte do Parque 3 de Febrero, um dos maiores da cidade de Buenos Aires...

A Belíssima Ponte Grega, no Rosedal, em Buenos Aires
A Belíssima Ponte Grega, no Rosedal

Continuação de...


Do Jardim Botânico para O Rosedal

Ao deixar o Jardim Botânico, passamos em frente ao Jardín Zoológico da Ciudad de Buenos Aires e ao Teatro Sarmiento. Nessa mesma região, também em torno da Plaza Italia, fica a Sociedad Rural Argentina. Ela ocupa o local da Residência Peña, uma das suntuosas residências, construídas em estilo francês, durante a belle époque argentina.

Momunento a Juan Manuel de Rosas, em Buenos Aires
Momunento a Juan Manuel de Rosas

A caminho do Rosedal, passamos por três monumentos. O primeiro deles foi o Monumento a Juan Manuel de Rosas. Trata-se de uma estátua equestre em bronze, sobre um grande pedestal de granito. O brigadeiro e general Don Juan Manuel de Rosas (1793 - 1877) teve importante papel na Guerra do Paraná, em 1846.

Monumento a Luis Maria Drago, em Buenos Aires
Monumento a Luis Maria Drago


Monumento de los Españoles

O Monumento a La Carta Magna y Las Cuatro Regiones Argentinas é o maior e mais importante dos três vistos por ali. Localizado no cruzamento das avenidas Sarmiento e Del Libertador. 

O monumento foi doado pela comunidade espanhola da argentina, em 1910, ano do centenário da Revolução de Mayo. Por isto, é popularmente conhecido como Munumento de los Españoles.

Monumento de los Españoles, em Buenos Aires
Monumento de los Españoles

A obra referente à Carta Magna constitui-se de uma alegoria em pedra branca, localizada ao centro. Em cada um dos cantos, uma escultura em bronze remete a cada uma das regiões da Argentina. Em torno do monumento, um belo espelho de d’água.

Antes de entrarmos no Rosedal, passamos em frente ao Monumento a Luis Maria Drago, pensador e homem de Estado.

Espelho d'água em Torno do Monumento de los Españoles, em Palermo, Buenos Aires
Espelho d'água em Torno do Monumento
de los Españoles, em Palermo, Buenos Aires


El Rosedal

A visita a El Rosedal foi uma surpresa agradável! Confesso que esperávamos mais do Jardim Botânico. E isso, de certa forma, pode explicar o ar de decepção ao deixar o local. Assim, El Rosedal, até certo ponto, serviu como consolo para aplacar essa decepção...

Árvores de Grande Porte na Entrada do Rosedal, em Buenos Aires
Árvores de Grande Porte na Entrada do Rosedal

O Rosedal, assim como o Jardim Botânico, apresenta diferentes pontos de interesse. Podemos citar a Ponte Grega, a Pérgola do Lago, o píer, o Pavilhão com Escultura, o Jardim de Rosas, a Ilha e o Pátio Andaluz.

A Ilha ou La Isla, no Rosedal de Buenos Aires, em Buenos Aires
A Ilha ou La Isla, no Rosedal de Buenos Aires

O que chama a atenção, logo ao entrar no Rosedal, é o cuidado com os canteiros, gramados e jardins. Além, é claro, das árvores de maior porte. Em razão das constantes chuvas, um alagamento entre algumas das árvores proporcionou belas fotos...

Alagamento entre As Árvores do Rosedal, em Buenos Aires
Alagamento entre As Árvores do Rosedal


Ponte Grega

Os caminhos por dentro do Rosedal são de pequenas pedras rosa. E as atrações são todas muito próximas umas das outras. Nosso ponto de partida foi a Ponte Grega...

Escultura de Bronze no Pavilhão com Escultura, em Buenos Aires
Escultura de Bronze no Pavilhão com Escultura

Disposta sobre colunas localizadas próximas às margens do lago, esta ponte branca chama a atenção pela estrutura sobre ela. Se de longe, essa estrutura causa estranheza, ao caminhar sobre a ponte, você se verá em meio a um belo corredor...

O Belo e Bem Cuidado Jardim de Rosas, em Buenos Aires
O Belo e Bem Cuidado Jardim de Rosas


Pavilhão com Escultura, Jardim de Rosas e Pérgola do Lago

À margem do lago, fica o píer e próximo à Ponte Grega, o Pavilhão com Escultura. O nome não poderia ser mais sugestivo. Ali, você verá belas esculturas de bronze. E em torno, o Jardim de Rosas.

A Pérgola do Lago Acompanha o Contorno do Lago, no Rosedal, de Buenos Aires
A Pérgola do Lago Acompanha o Contorno
 do Lago, no Rosedal, de Buenos Aires

Se a Ponte Grega forma uma espécie de corredor, o mesmo pode ser dito da Pérgola do Lago. Assim como a ponte, a Pérgola do Lago é toda branca. Porém, diferentemente da ponte, é sinuoso, acompanhando o contorno do lago.

O relato segue com...
Galerias Pacífico e Centro Cultural Borges, em Buenos Aires

22 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Centro Cultural Borges +++

Fica dentro das Galerías Pacífico.
Juan Carlos I, rei da Espanha, inaugurou-o em 1995.
O local destina espaços a iniciativas artísticas e intelectuais.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico +++

Fica Avenida Córdoba com a Rua Florida.
Na tradicional zona central de Buenos Aires.
O shopping oferece boa parte das marcas mais famosas.
Em um edifício histórico.
Que se distingue pela beleza interior e exterior.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico +++

Uma imponente obra arquitetônica.
Com mais de 150 locais de marcas famosas.
A cúpula central tem obras de cinco artistas históricos.
São pinturas de grandes mestres locais do século XX.
Uma das saídas é pela rua comercial Florida.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico: Monumento Histórico +++

O prédio é um Monumento Histórico.
Pela arquitetura e pelos impactantes murais, de 1946.
Pinturas de Berni, Castagnino, Colmeiro, Spilimbergo e Urruchúa.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo +++

É a praça mais importante de Buenos Aires.
O nome homenageia a revolução de independência argentina.
Ela ocorreu em maio de 1810.

Na verdade, a cidade surgiu em torno da praça.
Inicialmente, ela se chamava Plaza Mayor.

No centro da praça, fica a Pirâmide de Mayo.
Trata-se de um ponto de encontro de manifestações.
Ali, reúnem-se as Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: História +++

Local onde Juan de Garay fundou definitivamente a cidade, em 1580.
Em 1810, o local da atual praça foi o cenário da Revolução de Maio.
Em torno dela, surgiram os prédios mais relevantes da vida cívica local.
Muitos deles, ainda existem.
Em 1890, ocorreu o primeiro ato de um partido político organizado.
La Unión Cívica.
A praça nunca mais deixou de ser epicentro das celebrações.
E também dos dissabores da sociedade portenha.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: Manifestações +++

É a caixa de ressonância das grandes manifestações populares.
Desde a história e a política.
Até o festejo de Maradona com a Copa do Mundo.
Desde 1977, é o ponto de encontro das Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Pirâmide de Mayo e Prédios Históricos +++

A Pirâmide de Maio data de 1811.
E comemorou o primeiro ano da Revolução de Maio.
Ainda no século XIX, remodelou-se o monumento.

Ao redor da praça, vemos alguns prédios históricos.
Como a Casa Rosada, a Catedral, o Cabildo e a Legislatura.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: General Belgrano +++

Em frente à Casa Rosada, há um monumento equestre.
Ele homenageia o General Manuel Belgrano.
Belgrano nasceu e morreu no bairro.
E é uma das maiores referências da história argentina.
Ele criou a Bandeira Nacional, emblema que ostenta na estátua.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Origem do Nome +++

Não está clara a origem do nome do bairro.
A inspiração pode ser a figura de Juan Domínguez Palermo.
No princípio do século XVII, ele era o dono das terras locais.
Outra origem pode ser um oratório.
Nele, venerava-se a imagem de San Benito de Palermo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: História do Bairro +++

Juan Manuel de Rosas foi governador da província de Buenos Aires.
E até 1836, adquiriu grandes porções de campos.
Instalou sua residência nas atuais avenidas Del Libertador e Sarmiento.
Ali, vemos, hoje, o Monumento de los Españoles.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Parques do Bairro +++

Em 1875, Palermo viu surgiu o Parque 3 de Febrero.
E, com o tempo, o Jardín Botánico e o Zoológico.
Assim, o bairro ganhou fama e expandiu-se.
Hoje, o extenso bairro divide-se em zonas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Parque 3 de Febrero +++

É uma das mais populares áreas da cidade para correr.
E jogar uma pelada ou praticar atividades ao ar livre.
Oferece uma variedade de atrações:
+ Campo Argentino de Polo;
+ Club Almán de Equitación – opção para cavalgar;
+ Hipódramo Argentino – pode-se apostar em pôneis;
+ Jardín Botánico – iniciativa de Carlos Thays;
+ Jardín Japonés – bem conservado;
+ Jardín Zoológico – popular para passeios em família;
+ Lagos de Palermo – com trilhas de ciclismo ao redor;
+ Rosedal (jardim de rosas).

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Parque 3 de Febrero +++

Em 11/11/1875, inauguraram-se os Bosques de Palermo
O espaço verde mais representativo da cidade.
Uma iniciativa do presidente Domingo F. Sarmiento.

O local recebeu o nome de Parque 3 de Febrero.
Uma homenagem à Batalha de Caseros.
O local reúne 29 praças em uma área de 370 hectares.

Há quatro lagos.
E em torno deles, ocorrem diferentes atividades:
+ Lago Del Planetario;
+ Lago Del Rosedal;
+ Lago Regatas;
+ Lago Victoria Ocampo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

Fica na Avenida Santa Fe, 3951.
É um harmônico mundo verde.
Entre esculturas, fontes e edificações de estilo.
Com um belo jardim de inverno Art Nouveau.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

Monumento Histórico Nacional.
Pelo caráter cultural.
E por representar um importante reservatório natural.
De localização plenamente urbana.
O Jardín Botánico reúne diversas espécies vegetais.
Locais e de outras regiões.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Jardín Botánico Carlos Thays +++

O Jardín Botánico Carlos Thays abriu em 07/09/1898.
E possui uma área de cerca de 80 mil m2.
O local não é só uma área de lazer para os moradores.
Mas também uma coleção de plantas vivas.

Conta com um Jardim Romano.
Este revive a ambientação dos parques daquele império.
O Jardim Francês inspira-se nos palácios do século XVIII.
E há uma coleção de espécies de diferentes continentes.
Ao longo de um passeio repleto de esculturas artísticas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Prédios do Jardín Botánico +++

O edifício central, em estilo francês, data de 1881.
E abriga a mais bela estufa – ao todo, são cinco no jardim.
Em estilo art nouveau, ela reúne valiosas coleções de plantas.

A Biblioteca Botánica conta com mil livros.
E dez mil publicações do mundo inteiro.
Livremente disponíveis aos visitantes.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Rosedal +++

Coleção de rosas no Parque Tres de Febrero.
É o passeio mais romântico de Buenos Aires.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Paseo Del Rosedal +++

Um local especial aos amantes de flores, poesias.
E de paisagens idílicas.
Pode-se passear de barco no lago.
Caminhar sob as pérgolas.
Ou simplesmente sentar e apreciar a vista.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza Intendente Alvear +++

Obra do arquiteto paisagista francês Carlos Thais.
Abriga tradicional feira de artesanato nos fins de semana.
Em frente à praça, a sombra de um frondoso gomero.
E La Biela, um dos cafés de grife da cidade.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza Torcuato de Alvear (Plaza Francia) +++

É um bom ponto de partida para um passeio pela Recoleta.
Desfrute de um café em La Biela.
Com vista para a Basílica Nuestra Señora Del Pilar.
Dentro, aprecie as fotos de Adolfo Bioy Casares, escritor.
Para um livro do amigo – e também escritor, Jorge Luis Borges.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design