quinta-feira, 14 de junho de 2012

Galerias Pacífico e Centro Cultural Borges, em Buenos Aires

Como já registrei em outras postagens, dos oito dias que estivemos na Argentina, apenas em um não choveu. Foi o dia que fomos ao Zoo de Lujan. Nos sete dias que passamos em Buenos Aires, tivemos chuva ou garoa. E o tempo nublado foi uma constante. 

Último Andar das Galerias Pacífico, Buenos Aires
Último Andar das Galerias Pacífico, Buenos Aires

No penúltimo dia, já cansados, acabamos retornando mais cedo ao Hotel. Afinal, nós queríamos estar em bom estado para assistir, à noite, ao show de tango no Centro Cultural Borges...

Continuação de...


Manhã no Jardim Botânico e Início da Tarde no Rosedal

Passamos a manhã de 06/02/10 próximos do Hotel Rochester Concept, no Retiro. E logo seguimos para a Avenida Santa Fé. O meu pai e eu partimos para Palermo, enquanto minha mãe e minha irmã ficaram pela Santa Fé fazendo compras. 

Galerias Pacífico: As Belas Pinturas na Cúpula, Buenos Aires
Galerias Pacífico: As Belas Pinturas na Cúpula

Em Palermo, fomos ao Jardim Botânico e ao Rosedal, passando também por diversos monumentos. Dentre eles, o Monumento a Carta Magna e o a Giuseppe Garibaldi. Este último, na Plaza Italia.


Roupa de Ciclismo na Avenida Santa Fé

Meu pai e eu retornamos ao hotel pouco antes das 15h. E algum tempo depois, chegaram minha mãe e minha irmã. Elas compraram para mim uma bermuda de ciclismo. 

Detalhe da Claraboia das Galerias Pacífico, Buenos Aires
Detalhe da Claraboia das Galerias Pacífico

Curioso com o preço pago, perguntei a elas onde ficava a loja. Segui a pé até a Avenida Santa Fé, onde acabei comprando uma calça e uma camisa da seleção neozelandesa de ciclismo. Retornei para o hotel, agora já perto das 17h. Consegui descansar um pouco, antes de tomar banho e sair para jantar.


Jantar e Mais Um Show de Tango

Jantamos em um restaurante próximo ao hotel, onde já havíamos ido outra noite. Comemos um bom prato de massa e seguimos para a Galeria Pacífico, onde fica o Centro Cultural Borges. 

Pinturas no Segundo Andar das Galerias Pacífico, Buenos Aires
Pinturas no Segundo Andar das Galerias Pacífico

Esta seria a última noite em Buenos Aires. E também o nosso terceiro espetáculo de tango. O primeiro, na Esquina Carlos Gardel. E o segundo, no Café Tortoni. Na manhã seguinte, retornaríamos para Porto Alegre...


As Galerias Pacífico

A Galeria Pacífico é um dos mais belos prédios comerciais restaurados de Buenos Aires. O outro é o da Livraria El Ateneo, que em outros tempos, abrigava um teatro. A galeria, além de reunir algumas famosas grifes internacionais, atrai os turistas pela sua bela decoração. 

Belo Interior das Galerias Pacífico, Buenos Aires
Belo Interior das Galerias Pacífico

As irresistíveis pinturas em suas cúpulas, a arquitetura neoclássica, os amplos corredores e as belas escadarias são um grande convite a um passeio por ali. Não bastasse isso, há ainda a Freddo, uma ótima sorveteria, e o Centro Cultural Borges...


Show de Tango no Centro Cultural Borges

Quanto ao espetáculo de tango do Centro Cultural Borges, pode-se dizer que é um meio termo entre o exagero da Esquina Carlos Gardel e a simplicidade do Gran Café Tortoni. 

Tango no Centro Cultural Borges, nas Galerias Pacífico, Buenos Aires
Tango no Centro Cultural
Borges, nas Galerias Pacífico

O tango do Centro Cultural Borges não tem tantos malabarismos e acrobacias como o da Esquina Carlos Gardel. E conta com um número de dançarinos bem maior que o do Tortoni. No café, havia, na verdade, só um casal de dançarinos. Mesmo assim, foi o show de tango que mais me agradou...

Veja também...
Belo Show de Tango no Palco do Centro Cultural Borges
Show de Tango nas Galerias Pacífico
Tango em Bela Apresentação Musical do Centro Cultural Borges

18 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Centro Cultural Borges +++

Fica dentro das Galerías Pacífico.
Juan Carlos I, rei da Espanha, inaugurou-o em 1995.
O local destina espaços a iniciativas artísticas e intelectuais.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico +++

Fica Avenida Córdoba com a Rua Florida.
Na tradicional zona central de Buenos Aires.
O shopping oferece boa parte das marcas mais famosas.
Em um edifício histórico.
Que se distingue pela beleza interior e exterior.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico +++

Uma imponente obra arquitetônica.
Com mais de 150 locais de marcas famosas.
A cúpula central tem obras de cinco artistas históricos.
São pinturas de grandes mestres locais do século XX.
Uma das saídas é pela rua comercial Florida.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Galerías Pacífico: Monumento Histórico +++

O prédio é um Monumento Histórico.
Pela arquitetura e pelos impactantes murais, de 1946.
Pinturas de Berni, Castagnino, Colmeiro, Spilimbergo e Urruchúa.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Café Tortoni +++

Café mais emblemático de Buenos Aires.
Ao qual frequentaram glórias da literatura.
Da pintura, da música e do tango.
Como Gardel, Borges e Cortázar.

Há ainda a atmosfera que rodeia o café histórico.
E o Tortoni tem mais de um século e meio de história.
Ali, o ar portenho evoca o tango, a nostalgia.
E, é claro, o aroma do café.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Celebridades no Café Tortoni +++

Touan, imigrante francês, inaugurou-o, em 1858.
E tomou o nome de um reduto parisiense.
Lá, reuniam-se personagens ilustres e ilustrados.

Logo o Café passou às mãos de Celestino Curutchet.
E o Tortoni passou a exercer o magnetismo do par europeu.
Tornou-se um ambiente artístico e intelectual.
Pintores, escritores e músicos eram assíduos.

Dentre os visitantes famosos, podemos citar:
+ Alfonsina Storni;
+ Jorge Luis Borges;
+ Julio Cortázar;
+ Roberto Arlt.

Carlos Gardel foi um frequentador assíduo do Tortoni.
Sentava-se sempre no mesmo local.
Junto a uma janela, à direita do salão.
Ingressava pela entrada da Rua Rivadavia, hoje fechada.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Gente de Artes y Letras +++

O pintor Benito Quinquela Martin liderava o grupo.
E solicitou, em 1926, a bodega no subsolo do Café Tortoni.
A ideia era realizar as reuniões no local.
A resposta do proprietário foi positiva.
“Os artistas gastam pouco. Mas dão fama ao café”.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Apresentações de Tango no Tortoni +++

Nas paredes, do Café Tortoni podem-se ver quadros.
Dedicados a Juan D’Arienzo, Aníbal Troilo, Edmundo Rivero.
As apresentações ocorriam de segunda a sexta-feira.
Com numerosas opções no final de semana.

Em um salão, havia mesas de bilhar.
O antigo salão hoje se chama “Eladia Bláquez”.
Mas as mesas agora ficam no fundo do corpo principal.
Onde também se pode jogar cartas, dados e dominó

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Sabores Típicos no Café Tortoni +++

No Tortoni, podem-se resgatar sabores típicos de Buenos Aires.
De antigos pratos que ficaram na memória dos portenhos.
Um deles é o chocolate quente com churros.
Também se pode degustar a tradicional merengada.
O sorvete de leite que acompanha os portenhos há mais de século.
Para beber, a cidra, uma bebida de festas de fim de ano.
No Café Tortoni, esta é uma das especialidades da casa.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Livraria El Ateneo Grand Splendid +++

A Ateneo é a segunda mais importante livraria do mundo.
De acordo com eleição do diário britânico The Guardian.
Ela ocupa o prédio do elegante cine-teatro Grand Splendid.
E conserva a cúpula decorada com afrescos.
O antigo palco e o telão.
Além de um estúdio onde Carlos Gardel gravou.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Origem do Nome +++

Não está clara a origem do nome do bairro.
A inspiração pode ser a figura de Juan Domínguez Palermo.
No princípio do século XVII, ele era o dono das terras locais.
Outra origem pode ser um oratório.
Nele, venerava-se a imagem de San Benito de Palermo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: História do Bairro +++

Juan Manuel de Rosas foi governador da província de Buenos Aires.
E até 1836, adquiriu grandes porções de campos.
Instalou sua residência nas atuais avenidas Del Libertador e Sarmiento.
Ali, vemos, hoje, o Monumento de los Españoles.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Parques do Bairro +++

Em 1875, Palermo viu surgiu o Parque 3 de Febrero.
E, com o tempo, o Jardín Botánico e o Zoológico.
Assim, o bairro ganhou fama e expandiu-se.
Hoje, o extenso bairro divide-se em zonas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Rosedal +++

Coleção de rosas no Parque Tres de Febrero.
É o passeio mais romântico de Buenos Aires.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Paseo Del Rosedal +++

Um local especial aos amantes de flores, poesias.
E de paisagens idílicas.
Pode-se passear de barco no lago.
Caminhar sob as pérgolas.
Ou simplesmente sentar e apreciar a vista.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Recoleta e Retiro +++

Comunicam-se pelas avenidas Alvear e Del Libertador.
Os bairros caracterizam-se pelo contexto seleto e refinado.
A opulência de muitas edificações coroa este refinamento.
Vemos isso em igrejas, palácios e torres.
E até em um cemitério – um autêntico museu a céu aberto.

As terras altas despertaram o interesse da alta sociedade portenha.
Durante a epidemia de febre amarela, no século XIX.
O temor da enfermidade levou ao êxodo das famílias mais abastadas.
Estas viviam dispersas de sul a norte, pela metrópole.
Isso explica o perfil da área que compreende, hoje, Recoleta e Retiro.
Que passou a ser conhecida como a pequena Paris.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palácios Suntuosos de Recoleta e Retiro +++

Muitas residências do Retiro testemunham a riqueza.
Da Belle Époque do final do século XIX.
O mesmo acontece na Recoleta.
Isso confere a característica de exclusividade destes bairros.
Com elegantes ruas e avenidas que alimentam esse glamour.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ As Mansões do Retiro +++

O Palacio San Martín encabeça as majestosas residências.
Que se localizam em frente a Plaza San Martín.

O destaque é o Palácio Paz, na Avenida Santa Fé, 750.
Desde 1938, o prédio abriga o Círculo Militar.
Ali, também funciona o Museo de Armas de La Nación.

A inspiração da fachada externa foi o Palácio de Chantilly.
E em uma das frentes do Palácio do Louvre.

Outro edifício icônico é o Palacio Haedo, na Santa Fé, 690.
Desde 1935, sedia a Adminstração de Parques Nacionais.
Hoje, o edifício é um Monumento Histórico Nacional.

O Plaza Hotel Buenos Aires fica na Calle Florida, 1005.
O edifício de 1909 é uma joia arquitetônica em aço.
Cuja decoração já se comparou aos salões de Versalles.

Por fim, a Mansão Bencich.
Em estilo eclético e inspiração francesa.
Fica na Calle Maipú, 972, a meia quadra da praça.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design