domingo, 27 de maio de 2012

O Pensador de Rodin e Basílica Nossa Senhora da Piedade, Buenos Aires

Após concluirmos a visita guiada no Congresso Nacional e circularmos pela praça à sua frente, começamos a explorar melhor a região. O primeiro item foi a escultura O Pensador, do francês Rodin. Tiramos algumas fotos dos prédios da região, como o do Senado e seguimos para o Museu Parlamentar. Concluímos nosso giro pela região do Congresso na Basílica Nossa Senhora da Piedade, uma das igrejas com mais bela decoração na região central de Buenos Aires...

Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad, Buenos Aires
Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad

Continuação de...

O Pensador, de Auguste Rodin

É sempre difícil elaborar listas com os maiores destaques em uma área. De qualquer forma, se fosse elaborada uma relacionando as esculturas mais famosas de todos os tempos é muito provável que estas três figurassem nela: “Pietá” e “Davi” (Michelangelo) e “O Pensador” (Rodin). E em Buenos Aires, você poderá conferir esta última.

O Pensador, de Rodin, em Buenos Aires
O Pensador, de Rodin

Perfil de O Pensador, de Rodin, em Buenos Aires
Perfil de O Pensador, de Rodin

A obra “O Pensador”, do francês Auguste Rodin, capta a expressão do corpo humano com vigor impressionante. Rodin conseguiu demonstrar com precisão a agitação interior de um homem pensando. Há diversas réplicas autorizadas desta escultura espalhadas por parques e museus do mundo todo.

Close de O Pensador, Obra-prima de Rodin, em Buenos Aires
Close de O Pensador, Obra-prima de Rodin

Lateral Esquerda de O Pensador, em Buenos Aires
Lateral Esquerda de O Pensador

A escultura em bronze “O Pensador” fica na Praça do Congresso. Ele divide as atenções com o Monumento a Los Dos Congresos, descrito na postagem anterior. Há muito pouco – quase nada – a ser dito sobre a obra tão consagrada. Assim, o que fiz foi tirar uma série de fotos, procurando encontrar ângulos pouco explorados de “O Pensador”...

O Pensador: Vista Frontal, em Buenos Aires
O Pensador: Vista Frontal

Lateral Direita de O Pensador, em Buenos Aires
Lateral Direita de O Pensador


Senado e Confeitaria Molino

Além desta escultura e do monumento, a praça é como um satélite em torno da qual orbitam alguns prédios importantes. É bem parecido com o que ocorre com a Plaza de Mayo. No caso da Praça do Congresso, o prédio mais importante localizado à sua volta é, evidentemente, o do Congresso.

Senado da Argentina, em Buenos Aires
Senado da Argentina, em Buenos Aires

Porém, outros prédios ali localizados também merecem destaque. Dentre eles, o mais relevante é o do Senado. Se não possui a mesma beleza do Congresso, sua importância política é da mesma grandeza. Por ali também fica o prédio da antiga Confeitaria Molino, uma das primeiras de Buenos Aires.

A Confeitaria Molino, em Buenos Aires
A Confeitaria Molino


Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento

A poucos passos dali, fica o Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento. Verdade seja dita: o nome é muito maior que o acervo! Mas como você já estará por ali mesmo e a entrada é franca, não custa nada dar uma conferida... 

Maquinário Antigo no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Maquinário Antigo

Escrivaninha Exposta no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Escrivaninha Exposta no Museu Parlamentar

Neste museu você verá alguns móveis e objetos pessoais de algumas personalidades políticas, como um vestido de Eva Perón, por exemplo.

Armário com Artesanatos no Museo Parlamentario Senador Domingo Faustino Sarmiento, em Buenos Aires
Armário com Artesanatos



Basílica Nuestra Señora de La Piedad

Deixamos o museu e seguimos em direção à Basílica Nuestra Señora de La Piedad. Como registrei no início desta postagem, essa é uma das mais belas igrejas da região central de Buenos Aires. Externamente, chamam a atenção as suas colunas clássicas que dão à construção um ar mais de prédio público que de instituição religiosa.

Cúpula sobre o Altar Principal da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Cúpula sobre o Altar Principal da Basílica

Um dos Altares Laterais da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Um dos Altares Laterais da Basílica

Se as colunas poderiam geram alguma confusão, as imagens de São Pedro e de São Paulo, uma a cada lado da porta de entrada, não deixa dúvidas de que se trata de uma igreja. E bem ao alto, ainda na fachada, uma imagem da virgem com o Cristo morto deitado em seu colo. A cada lado, um anjo. E abaixo, você lê mater pietatis...

Pietà, Atrás do Altar Principal da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Pietà, Atrás do Altar Principal da Basílica 

Close da Escultura Pietà, na Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Close da Escultura Pietà, na Basílica

Internamente, a igreja se mostra ainda mais bela. Novamente, uma série de colunas. Mas agora, acompanhadas de arcadas e de uma bela cúpula. Logo ao entrar ali, a imagem que mais deve chamar a sua atenção é a escultura, em mármore, da Pietà, atrás do altar. Repare na imagem do Cristo desfalecido apoiado sobre o joelho da Virgem. Enquanto ela olha desconsolada para seu rosto...

São João, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São João, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad

São Lucas, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Lucas, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 

Ao caminhar até a área do altar, você passará por outras imagens nas laterais da igreja. Então pare sob a cúpula e olhe para cima. Além do lustre, há oito janelas permitindo a entrada de luz. E ao redor, as pinturas dos quatro evangelistas: São João, São Lucas, São Marcos e São Mateus. Sobre o altar, uma arcada e uma pequena cúpula, com novas pinturas...

São Marcos, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Marcos, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 

São Mateus, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
São Mateus, na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de la Piedad 


Por que visitar a região do Congresso?

Como disse no início da postagem anterior, decidimos conhecer a região do Congresso, por duas razões. A primeira é que à noite pretendíamos ir à peça de teatro sobre a Edit Piaf. Apesar de não ter registrado em nenhuma das postagens, passamos no Teatro Liceo e compramos o ingresso. A outra razão era o tempo chuvoso, o que privilegiava a visitação a lugares fechados...

Belas Colunas no Interior da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Belas Colunas no Interior da Basílica

A visita ao Congresso até estava prevista. Mas naquele caso de “se sobrar tempo”... Após conhecer o local, posso dizer que visitá-lo complementa a visita à Casa Rosada. Teríamos perdido “boa parte da história” se tivéssemos o deixado de lado. Além do prédio do Congresso, você também poderá conferir ali o Monumento a Los Dos Congresos, O Pensador e a basílica. Todos valem à pena...

Pintura na Cúpula da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Pintura na Cúpula da Basílica 

Virgem na Lateral da Basílica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires
Virgem na Lateral da Basílica

O relato segue com...
Palácios, Plaza San Martín e Torre Inglesa, em Buenos Aires

22 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada – Balcarce, 50 +++

Principal sede de governo custodiada por granadeiros.
O último discurso de Evita Perón no balcão ocorreu em 1952.
À esquerda da Casa Rosada fica o Banco de La Nación.
Repare na imponente fachada do prédio.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Área da Casa Rosada +++

Primeiro havia no local uma profunda vala.
Depois, um alto baluarte.
Até, construir-se um amplo forte.
Muito próximo da costa do rio.
Cujas águas adentravam sobre a incipiente cidade.
O forte de alvenaria sobreviveu por 150 anos.
No século XVIII, destruiu-se, enfim, a fortificação.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Casa Rosada +++

Durante o século XVIII, construiu-se o novo prédio.
No início, ele serviu de residência a governadores espanhóis.
Mais tarde, às autoridades argentinas.
Bartolomé Mitre foi o primeiro presidente a ocupar o prédio.
Ele instalou-se no local, em 1862.
Domingo Sarmiento, o sucessor, instalou os jardins.
E pintou a fachada que até hoje vemos.
Porém o prédio não era o atual.
A construção da Casa Rosada iniciou em 1873.
E a inauguração ocorreu em 1898.
Ao longo do tempo, houve modificações arquitetônicas.
Como o grande arco de ingresso.
E os pátios cobertos da frente.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada +++

Fica no local onde Juan de Garay inaugurou um forte.
Hoje, ali se encontra a sede do governo argentino.

A imagem de Evita no alto das sacadas tornou-se célebre.
Seja em velhas fotos. Seja no filme de Alan Parker.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Congreso de la Nación +++

Obra arquitetônica mais imponente da cidade.
Aprecie a riqueza dos detalhes do parlamento.
Com destaque à cúpula verde a 80 metros de altura.
Sobre as escadas, repare nas esculturas de Lola Mora
E na praça em frente, o Pensador, de Auguste Rodin.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Congreso de la Nación +++

Sede onde atuam deputados e senadores.
Impõe-se como um magnífico fundo da Avenida de Mayo.
Com a imponente cúpula a 80 metros de altura.
Um projeto do arquiteto Victor Meano.
Que se inaugurou em 1906.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza Del Congreso +++

O paisagista Carlos Thays projetou a praça.
A inauguração ocorreu em 1914.
E completou o cenário colossal da obra do Congresso.
No centro da praça, observa-se um monumento.
Ele representa a República, que conduz um arado.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo de la Casa Rosada +++

Mostra permanente da história constitucional argentina.
Revela as facetas pública e privada dos presidentes.
O museu reúne retratos, pinturas, documentos.
Há também bustos dos presidentes.
E textos explicativos sobre que ocupou o palácio.
De Bernardino Rivadavia (1826-27) a Héctor José Cámpora (1973).

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo Casa Rosada +++

Excelente maneira de reconstruir dois séculos de história.
O Museo Casa Rosada abriga rica coleção de objetos.
Muitos de ex-presidentes.
Há, também, a coleção com restos arqueológicos.
Repare no mural “Ejercicio Plástico”.
Do artista mexicano David Alfaro Siqueiros.
Uma obra-prima da arte latino-americana.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo +++

É a praça mais importante de Buenos Aires.
O nome homenageia a revolução de independência argentina.
Ela ocorreu em maio de 1810.

Na verdade, a cidade surgiu em torno da praça.
Inicialmente, ela se chamava Plaza Mayor.

No centro da praça, fica a Pirâmide de Mayo.
Trata-se de um ponto de encontro de manifestações.
Ali, reúnem-se as Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: História +++

Local onde Juan de Garay fundou definitivamente a cidade, em 1580.
Em 1810, o local da atual praça foi o cenário da Revolução de Maio.
Em torno dela, surgiram os prédios mais relevantes da vida cívica local.
Muitos deles, ainda existem.
Em 1890, ocorreu o primeiro ato de um partido político organizado.
La Unión Cívica.
A praça nunca mais deixou de ser epicentro das celebrações.
E também dos dissabores da sociedade portenha.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: Manifestações +++

É a caixa de ressonância das grandes manifestações populares.
Desde a história e a política.
Até o festejo de Maradona com a Copa do Mundo.
Desde 1977, é o ponto de encontro das Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Pirâmide de Mayo e Prédios Históricos +++

A Pirâmide de Maio data de 1811.
E comemorou o primeiro ano da Revolução de Maio.
Ainda no século XIX, remodelou-se o monumento.

Ao redor da praça, vemos alguns prédios históricos.
Como a Casa Rosada, a Catedral, o Cabildo e a Legislatura.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: General Belgrano +++

Em frente à Casa Rosada, há um monumento equestre.
Ele homenageia o General Manuel Belgrano.
Belgrano nasceu e morreu no bairro.
E é uma das maiores referências da história argentina.
Ele criou a Bandeira Nacional, emblema que ostenta na estátua.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza San Martín +++

Em torno dela estão algumas das mais extravagantes mansões.
Da época de ouro da Argentina.
De pessoas como o magnata da imprensa José C. Paz.
Ele inspirou-se no Louvre para construir seu palacete.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza San Martín +++

Fica em um terreno em declive.
Num dos extremos da praça, fica o monumento a San Martín.
É o primeiro monumento equestre da cidade de Buenos Aires.
Suba as escadarias do parque e aprecie a Torre de Los Ingleses.
Já na Avenida Del Libertador fica o monumento em tributo.
Aos combatentes que morreram na Guerra das Malvinas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza San Martín +++

É um das mais belas praças da cidade.
Estende-se sobre um barranco, que já margeou o Rio da Prata.
Hoje, oferece vista a pontos que se sobressaem no horizonte.
São torres, edifícios e palácios.
Além de dois monumentos em homenagem aos Heróis da Pátria.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza San Martín: História +++

Este ponto da cidade viveu sucessivas transformações.
Desde que um monge se retirou, ali, para meditar.
E isto originou o nome do bairro portenho do Retiro.

A praça, primeiro, serviu como mercado e alojamento de escravos.
Mais tarde, o local foi uma concorrida praça de touros.
E depois, abrigaria o Regimiento de Granaderos a Caballo.

No fim do século XIX, começou a ganhar a atual fisionomia.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza San Martín: Monumentos +++

O cenotáfio fica na Avenida Del Libertador.
E homenageia os mortos na Guerra das Malvinas, em 1982.
As 25 placas de mármores têm os nomes dos 649 combatentes.
Soldados guarnecem a Chama Eterna.

No outro extremo da praça, fica o monumento a San Martín.
A obra de 1862 é o primeiro monumento equestre da Argentina.
O General San Martín aponta a Cordilheira dos Andes.
E mostra a rota da campanha libertadora argentina.
O monumento fica na Avenida Santa Fé.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Torre de los Ingleses +++

A torre de relógio fica na antiga Plaza Britania.
E a comunidade inglesa doou-a durante a I Guerra Mundial.
Com a Guerra das Malvinas, em 1982, a praça mudou de nome.
Passou a se chamar Plaza Fuerza Aérea Argentina.
Uma referência à força aérea.
Único braço das forças armadas com desempenho louvável na guerra.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Torre Monumental: O Presente Britânico +++

O monumento foi um presente dos britânicos residentes no país.
Por ocasião do primeiro centenário da Revolução de Maio de 1810.
Fica na Plaza Fuerza Aérea Argentina.
Era conhecido como Torre de Los Ingleses.
E mudou o nome após a Guerra das Malvinas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Torre Monumental: A Construção +++

Com 60 metros de altura, tem estilo renascentista.
E um mirante que permite avistar o bairro e o terminal ferroviário.
No piso acima, instalaram os relógios da torre.
São pequenas réplicas dos que estão no Big Ben, em Londres.
A inauguração ocorreu em 24 de maio de 1916.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design