segunda-feira, 21 de maio de 2012

Palácio Alcorta, em Palermo e Andy Wahrol - Mr America, no Malba

Após conhecermos Montserrat, região onde a cidade de Buenos Aires começou a se desenvolver, pegamos um táxi até a Recoleta. Dali, seguimos caminhando até o Malba, em Palermo. Havíamos planejado visitar o museu na quarta-feira, quando a entrada é gratuita. O que mais chamou a atenção no Malba foi uma exposição de obras do artista estadunidense Andy Warhol.

Continuação de...
Museo de la Cidad e Convento de San Francisco, Buenos Aires

O Belo Palácio Alcorta, em Palermo, Buenos Aires
O Belo Palácio Alcorta



De Montserrat até A Recoleta

Ao deixarmos Montserrat, a chuva havia dado uma trégua. Assim, seguimos de táxi (remisse) para a Recoleta e caminhamos em direção ao bairro de Palermo. Passamos, novamente, em frente ao prédio da Faculdade de Direito e tiramos fotos de outros ângulos. Desta vez, contemplando a Floralis Genérica, um dois mais novos cartões-postais de Buenos Aires. Então, atravessamos a Avenida Figueroa Alcorta e cruzamos a praça que fica ao lado do MNBA, visitado no dia anterior.

Faculdade de Direito e Floralis Genérica, Buenos Aires
Faculdade de Direito e Floralis Genérica (E)


Recoleta e Palermo
Recoleta e Palermo são dois bairros bem tranquilos para se caminhar. Além disso, na região há uma grande quantidade de prédios antigos em ótimo estado de conservação. Muitos dos antigos palácios foram transformados em museus ou embaixadas. Nos dois bairros, você verá também diversas praças, parques e monumentos. Um dos prédios que chamou a nossa atenção foi o Palácio Alcorta, já em Palermo.

Palacete na Avenida Figueroa Alcorta, Buenos Aires
Palacete na Avenida Figueroa Alcorta


MNBA x Malba

O MNBA e o Malba são os dois mais importantes museus de Buenos Aires. O MNBA é o principal museu da cidade. E o Malba, o mais querido pelos argentinos. Particularmente, preferi o MNBA...

Não sou nenhum crítico de arte. E meus conhecimentos técnicos na área são restritos. O que tenho é, simplesmente, o meu gosto pessoal. E neste sentido, acredito que nada se compare à arte do Renascimento. A precisão técnica, o estudo dos corpos e das formas, a ideia de profundidade...

Praça ao Lado do MNBA, na Recoleta, Buenos Aires
Praça ao Lado do MNBA, na Recoleta


Obras de Grandes Artistas no Malba 

Isto não quer dizer que o Malba não tenha o seu valor. Longe disto! Seu acervo de obras latino-americanas – dos séculos XIX e XX – é respeitável. Invejável. Talvez, por isso, seja o museu preferido dos argentinos...

No Malba você verá obras de Frida Kalo, Tarsila do Amaral, Antonio Berni. No entanto, o que mais despertou a minha curiosidade foi a exposição “Andy Wahrol – Mr America”, com obras do inovador e polêmico artista estadunidense.

Monumento da Praça do MNBA, Buenos Aires
Monumento da Praça do MNBA


Andy Wahrol - Mr America

Claro: a exposição “Andy Wahrol – Mr America”, como tudo na vida, tem um lado bom e um ruim. O lado bom foi a oportunidade de conferir de perto algumas das obras mais relevantes do artista. Estavam no Malba os trabalhos multicoloridos sobre as fotos de grandes personalidades, como Marilyn Monroe, Mao Tsé Tung. 

Andy Wahrol - Mr America, no Malba, Buenos Aires
Malba: Andy Wahrol - Mr America

Há também um lado negativo! Afinal, a exposição de Andy Wahrol acabou ofuscando o acervo permanente do Malba, que, como registrei acima, consta de artista de enorme relevância...



A Obra de Andy Wahrol

Andy Wahrol é um dos artistas mais importantes e influentes do século XX. Sua vida e sua obra encarnam as tensões, contradições e ideais dos Estados Unidos. Seu foco eram temas de grande interesse popular: sexo, morte, poder e celebridade. 

Palácio Alcorta, em Palermo, Buenos Aires
Palácio Alcorta, em Palermo

Sua obra é o retrato da cultura estadunidense. Suas fotos documentam o narcisismo, o voyeurismo e o exibicionismo. Assim, são comuns as imagens impactantes, como acidentes de carro ou de uma cadeira elétrica.

Algo recorrente na obra de Andy Wahrol é o uso do travestismo. O artista usava isso tanto para explorar as questões relativas à sexualidade e identidade, como para desafiar os ideais de “bom gosto” na arte. 

O Belo Prédio da Faculdade de Direito, Recoleta, Buenos Aires
O Belo Prédio da Faculdade de Direito, Recoleta

Neste contexto, insere-se um ensaio com fotos de si próprio vestido de Tio Sam e de mulher. Há ainda os vídeos amadores com celebridades, como o, ainda naquela época fisiculturista, Arnold Schwarzenegger. Após conferirmos a exposição de Andy Wahrol, demos uma olhada rápida no acervo permanente do Malba.

O relato segue com...
Esquina Carlos Gardel, Buenos Aires

17 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Origem do Nome +++

Não está clara a origem do nome do bairro.
A inspiração pode ser a figura de Juan Domínguez Palermo.
No princípio do século XVII, ele era o dono das terras locais.
Outra origem pode ser um oratório.
Nele, venerava-se a imagem de San Benito de Palermo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: História do Bairro +++

Juan Manuel de Rosas foi governador da província de Buenos Aires.
E até 1836, adquiriu grandes porções de campos.
Instalou sua residência nas atuais avenidas Del Libertador e Sarmiento.
Ali, vemos, hoje, o Monumento de los Españoles.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palermo: Parques do Bairro +++

Em 1875, Palermo viu surgiu o Parque 3 de Febrero.
E, com o tempo, o Jardín Botánico e o Zoológico.
Assim, o bairro ganhou fama e expandiu-se.
Hoje, o extenso bairro divide-se em zonas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ MALBA +++

Museu moderno e luminoso.
Com obras dos mais importantes artistas latino-americanos.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Coleções do MALBA +++

Abriga uma das coleções mais importantes do continente.
Com pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, colagens, fotografias.
De artistas da América Latina.
Desde o México e o Caribe até a Argentina.

O patrimônio é parte da Coleção de Arte da Fundação Costantini.
Com cerca de 400 obras.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ MALBA: Modernidade e Vanguarda +++

Os grandes movimentos europeus são uma referência mundial.
No século XIX, os artistas latinoamericanos sintonizaram-se a eles.
Essa inclinação seguiu ao longo do século XX.
Podemos ver tendências expressionistas, cubistas e futuristas em:
+ “La Canción Del Pueblo”, de Emilio Pettoruti;
+ “Neocriollo”, de Xul Solar;
+ “Antropofagia”, de Tarsila do Amaral.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ MALBA: Arte e Política +++

Nos anos 30, firmou-se o exercício arte-política.
Sob os conceitos de “realismo social”, “nativismo”.
E de “novo realismo” e “arte crítica”.
Antonio Berni foi a clara referência deste compromisso.
No MALBA, há a obra “Manifestación”, de Berni.
E trabalhos dos mexicanos Diego Rivera e David Alfaro Siqueiros.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ MALBA: Surrealismo +++

Desde a década de 1920.
Os artistas investigaram o mundo do mágico e do fantástico.
Com técnicas de colagem e de fotomontagem.
Um exemplo é “La Decadencia Del Misticismo”.
Obra de 1942, de Roberto Matta.
Também há trabalhos de Maria Martins e Frida Kahlo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ MALBA: Arte Conceitual e Pop +++

Com o passar do tempo, surgiram novas disciplinas e suportes.
Construções, instalações, objetos e vídeos.
Ambientações, intervenções e performances.
Como na obra “Pruebe de Nuevo” (1963).
De Jorge de La Vega.
Ou nas obras de Fernando Botero e León Ferrari.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Recoleta e Retiro +++

Comunicam-se pelas avenidas Alvear e Del Libertador.
Os bairros caracterizam-se pelo contexto seleto e refinado.
A opulência de muitas edificações coroa este refinamento.
Vemos isso em igrejas, palácios e torres.
E até em um cemitério – um autêntico museu a céu aberto.

As terras altas despertaram o interesse da alta sociedade portenha.
Durante a epidemia de febre amarela, no século XIX.
O temor da enfermidade levou ao êxodo das famílias mais abastadas.
Estas viviam dispersas de sul a norte, pela metrópole.
Isso explica o perfil da área que compreende, hoje, Recoleta e Retiro.
Que passou a ser conhecida como a pequena Paris.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Faculdade de Direito: Prédio Neoclássico +++

O prédio monumental fica em frente a Plaza Francia.
E começou a ganhar forma em 1946.
Logo chamou a atenção pela fachada neoclássica.
Com catorze imponentes colunas dóricas.
Influência dos templos Greco-romanos.

A decisão estética despertou críticas.
Afinal, o desenho alinhava-se aos regimes totalitários.
Que acabavam de ruir na Europa.

Desde 21/09/1949, o prédio está em funcionamento.
Apesar da conclusão da construção só ocorrer nos ano 1960.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Faculdade de Direito: Esculturas +++

Duas esculturas decoram o imponente hall de ingresso.
Ambas datam de 1953 e representam a Justiça e a Liberdade.
O hall ficou conhecido como Salón de Los Pasos Perdidos.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Floralis Generica: O Espetáculo +++

Uma monumental flor mecânica de 20 metros de altura.
Ao meio-dia, ela aparece em seu apogeu.
E ao entardecer, as cinco pétalas começam a se fechar.
Um belo espetáculo, no amanhecer e no crepúsculo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Floralis Generica: Informações Técnicas +++

O arquiteto Eduardo Catalano concebeu e doou, em 2002.
A flor de aço inoxidável tem armação de alumínio e concreto.
Pesa 18 toneladas.
Possui 23 metros de altura.
E, aberta, alcança 32 metros de diâmetro.
É a única escultura com movimento na cidade.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Floralis Generica: Funcionamento +++

Imita a abertura e o fechamento de pétalas de uma flor.
Para isso, conta com um sensor.
Este mede a intensidade dos raios do sol.
Ao detectar os primeiros raios, ao amanhecer, as pétalas abrem.
Ao anoitecer, elas se fecham.
A escultura também conta com um sistema para detectar tormentas.
Nesse caso, as pétalas fecham de maneira preventiva.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palácios Suntuosos de Recoleta e Retiro +++

Muitas residências do Retiro testemunham a riqueza.
Da Belle Époque do final do século XIX.
O mesmo acontece na Recoleta.
Isso confere a característica de exclusividade destes bairros.
Com elegantes ruas e avenidas que alimentam esse glamour.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

++++ Palácios na Recoleta ++++

O Palacio Ortiz Basualdo, desde 1939, abriga a Embaixada da França.
O notável edifício, originalmente, foi uma mansão aristocrática.
Este “hotel particular” pertenceu à família Ortiz Basualdo.

Com projeto de 1912, a construção prolongou-se até 1918.
Em 1925, serviu de residência oficial a um ilustre visitante.
Eduardo de Windsor, Príncipe de Gales, passou uma temporada ali.

Até a primavera de 2014, foi mais de um ano de restauração.
Para o prédio recuperar todo o explendor de suas fachadas.
A entrada principal, os salões de recepção e o mobiliário.

A antiga residência fica a poucos metros de outros palácios.
Como Álzaga Unzué, Casey, Fernández Anchorena e Pareda.
Todos na zona norte da cidade de Buenos Aires.

Para muitos o Palacio Dahau é o expoente máximo de um período.
A residência é o maior representante da Belle Époque portenha.
Um dos últimos exemplos de prédios posteriores ao neoclassicismo.

O Palacio Dahau insere-se no estilo vitoriano tardio.
Com inspiração no castelo de Marais (Ile-de-France).

Palacio Ortiz Basualdo – Calle Cerrito, 1399.
Palacio Dahau – Avenida Alvear, 1661.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design