sábado, 26 de maio de 2012

Congreso de la Nación e Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires

O dia 04 /02/10 foi dividido da seguinte forma: pela manhã, conhecemos a região do Congresso Nacional. À tarde, passeamos pelo bairro Retiro, localizado a poucas quadras do hotel onde estávamos hospedados. 


Sala de Votação do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Sala de Votação do Congresso Nacional

Nesta postagem, eu irei falar sobre o imponente prédio do Congresso e sobre a visita guiada que fizemos ali. Também falarei um pouco sobre o belo Monumento a los Dos Congresos, localizado em frente à sede do legislativo da Argentina...

Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires


Programação para Um Dia Ruim...

O dia não amanheceu dos mais promissores! E a garoa era um prenúncio de que o dia não seria dos mais proveitosos. Assim, não tivemos tanta pressa em deixar a cama. Vencida essa resistência inicial, tomamos um bom café da manhã e aproveitamos para definir o roteiro do dia.

Congreso de la Nación: Congresso Nacional Argentino
Congreso de la Nación: Congresso Nacional Argentino

Pelo tempo ruim, a ideia era privilegiar a visita de locais cobertos. Como pretendíamos assistir, à noite, à peça sobre a Edith Piaf, decidimos ir de manhã à região do Congresso. Ali ficava o teatro onde estava sendo encenada a peça, um musical. À tarde, daríamos um giro pelo Retiro, bairro próximo ao hotel. Assim, se o tempo piorasse, estaríamos por perto...

Close do Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
Close do Monumento a los Dos Congresos

Tomamos o café da manhã e pegamos um táxi (remisse), do Hotel Rochester Concept até a praça em frente ao Congresso. O plano era fazer a visita guiada e depois seguir a caminhada para explorar melhor a região. Chegamos lá, por volta das 11h30. A garoa já havia dado uma trégua. O tempo, porém, persistia nublado...

Vista Geral do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Vista Geral do Congreso de la Nación, Buenos Aires


O Congreso de la Nación

O prédio do Congresso Nacional (Congreso de la Nación) marca o final da Avenida de Mayo, que comunica as duas principais instituições políticas do país: o executivo (Casa Rosada) e o legislativo (Congresso). Assim como a Casa Rosada centraliza as atenções em uma das extremidades da avenida, o prédio do Congresso é a construção mais imponente na outra extremidade...

Fachada do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Fachada do Congresso Nacional da Argentina

Seguimos, então, para lá, para iniciar a visita guiada. O acesso para as visitas é por uma entrada na lateral esquerda do prédio. Não havia muitas pessoas por ali. Apenas um casal de argentinos e um casal de irmãos alemães. Os argentinos eram de Buenos Aires e também não conheciam o Congresso. Os alemães, de Frankfurt, estavam visitando o pai, que morava em Buenos Aires.

Biblioteca do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Biblioteca: Detalhes em Madeira


Biblioteca do Congreso de la Nación

E o primeiro local visitado foi a Biblioteca do Congresso, uma das salas mais belas do prédio. Repare nos belos trabalhos em madeira feitos nas paredes. Veja as molduras entre as estantes de livros. E também acima delas, em direção ao teto. Observa ainda as luminárias, arredondadas nas paredes e sob um longo abajur, sobre as mesas. Um outro destaque é o antigo relógio.

Luminária sobre As Mesas da Biblioteca do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Luminária sobre As Mesas

Deixamos a biblioteca e iniciamos a caminhada rumo à sala de votações, a razão de ser do Congresso. No caminho, passamos pela Sala Eva Perón. As homenagens à ex-primeira-dama argentina parecem não ter fim! Nesta sala, além do busto em bronze de Evita, destacam-se os belos lustres de cristal.

O Antigo Relógio na Biblioteca do Congreso de la Nación, Buenos Aires
O Antigo Relógio na Biblioteca


Sala de Votações do Congreso de la Nación

Na sala de votações, você verá a mesa do presidente bem ao fundo, com as mesas e cadeiras dos deputados dispostas à sua frente, em formato de ferradura. Para quem já viu imagens do Congresso Brasileiro, em Brasília, as mesas e cadeiras são bastante parecidas. O grande diferencial é quando você olha para cima! Aí você verá os belos trabalhos nas colunas, além da magnífica claraboia...

Mesa do Presidente, no Congreso de la Nación, Buenos Aires
Mesa do Presidente, no Congreso de la Nación
  
O interessante no Congreso de la Nación é que o deputado só tem permissão para votar quando estiver sentado sobre sua cadeira. O peso de seu corpo sinaliza que ele está presente. O seu nome aparece, então, no painel, permitindo que ele vote. É uma forma também de diminuir as abstenções... Se bem que essa turma sempre encontra os seus artifícios...

A Magnífica Claraboia do Congreso de la Nación, Buenos Aires
A Magnífica Claraboia do Congreso de la Nación

A biblioteca e a sala de votações são os dois locais mais interessantes do Congresso. E após visitar esta última, deixamos o prédio. No caminho, passamos por alguns quadros, destacam-se um que retrata o general San Martín no Aconcágua. Também tivemos uma visão da sala de votações a partir do segundo andar. Isso proporciona uma vista mais ampla da sala e mais próxima do teto...

Luminárias e Trabalho nas Paredes da Biblioteca do Congreso de la Nación, Buenos Aires
Biblioteca: Luminárias e Trabalho nas Paredes


Plaza del Congreso e Monumento a los Dos Congresos

Deixamos o Congresso e seguimos para a Plaza del Congreso localizada à sua frente. Na verdade, havíamos passado rapidamente por ela pouco mais de uma hora antes. Como não queríamos perder a visita guiada, seguimos direto para o Congresso. Após a visita, pudemos retornar com mais calma à praça.

Plaza del Congreso e Seu Belo Monumento, Buenos Aires
Plaza del Congreso e Seu Belo Monumento

E se o prédio do Congresso destaca-se por sua imponência, a praça à sua frente não faz feio! O maior destaque ali é o Monumento a Los Dos Congresos, um dos mais belos de Buenos Aires. Como se trata de uma alegoria, a quantidade de imagens é bem grande. Assim, facilmente, corre-se o risco de dispersão, perdendo-se tanto a ideia de conjunto como os detalhes da obra...

Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
Monumento a los Dos Congresos




Detalhes do Monumento a los Dos Congresos

Duas coisas devem logo chamar a sua atenção! A primeira é a figura da República. A República é a imagem localizada no topo de um enorme monumento de pedra. Ela é o ponto mais alto de toda a alegoria. E pode ser perfeitamente vista de qualquer ponto da praça. Outra coisa que deve chamar a sua atenção é o belo chafariz localizado em frente ao monumento...

A República: Destaque do Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
A República: Destaque do Monumento

Entre o chafariz e a figura da República, há uma grande quantidade de imagens. Assim como o chafariz, estas imagens ficam na “parte baixa” do monumento. Afinal, para chegar à figura da República, é necessário subir um pequeno lance de escadas. São pouco degraus. Mesmo assim, o suficiente para deixá-la em um plano ainda mais elevado...

"Parte Baixa" do Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
"Parte Baixa" do Monumento a los Dos Congresos

Quanto às imagens da “parte baixa”, ao centro e mais atrás, você verá um homem com o braço direito erguido. Em cada lateral, um homem recostado e apoiando-se sobre vasos. Ao centro, uma série de cavalos. Nos dois lados do homem localizado ao centro, há pequenos chafarizes que lançam a água em direção aos cavalos...

Cavalos e Homem Recostado sobre Vasos no Monumento a los Dos Congresos, Buenos Aires
Cavalos e Homem Recostado sobre Vasos 


O relato segue com...

21 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida de Mayo +++

Primeira avenida de Buenos Aires.
Segue, para muitos, a mais bela e senhorial.
Une a Casa Rosada ao Congresso da Nação.
E por isso, tornou-se uma via cental.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida de Mayo, a Grande Via +++

Nos extremos, dois destaques da vida cívica argentina.
A Casa Rosada e o Congresso da Nação.
Por isso, suas dez quadras são a coluna vertebral da cidade.
Desde a origem da Avenida de Mayo, em 1894.
Ela inicia na Plaza de Mayo.
E acaba na Plaza Del Congreso.
No subsolo funciona a primeira linha de metrô da cidade.
A linha A começou a operar em 1913.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Senhorial Avenida de Mayo +++

A inspiração foram os clássicos bulevares parisienses.
Ao longo da avenida, há pontos comerciais tradicionais.
O Café Tortoni, a confeitaria London e o bar Los 36 Billares.
Teatros históricos, como o Avenida.
Hotéis emblemáticos: Astoria, Castelar, Chile e Majestic.
Sem falar nas belas fachadas e cúpulas.
Como o Palácio de Gobierno Porteño.
A Casa de La Cultura, com peça de bronze de 5,5m de altura.
O Palacio Barolo e a Inmobiliaria.
Pode-se ver a cúpula desta da Plaza Del Congreso.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Esculturas da Avenida de Mayo +++

Ficam na esquina com a Avenida 9 de Julio.
Ali, estão as estátuas da Sabedoria e da Virtude.
Uma fonte monumental francesa de 1850.
Há ainda o monumento a Dom Quixote.
A rainha Sofia, da Espanha, inaugurou-o, em 1980.
Em comemoração aos 400 anos de fundação da cidade.
Desde mesmo ponto, observam-se dois monumentos.
No sentido norte, fica o Obelisco.
Ao sul, uma gigante instalação dedicada a Eva Perón.
Sobre a fachada do Ministerio de Salud e Desarrollo Social.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada – Balcarce, 50 +++

Principal sede de governo custodiada por granadeiros.
O último discurso de Evita Perón no balcão ocorreu em 1952.
À esquerda da Casa Rosada fica o Banco de La Nación.
Repare na imponente fachada do prédio.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Área da Casa Rosada +++

Primeiro havia no local uma profunda vala.
Depois, um alto baluarte.
Até, construir-se um amplo forte.
Muito próximo da costa do rio.
Cujas águas adentravam sobre a incipiente cidade.
O forte de alvenaria sobreviveu por 150 anos.
No século XVIII, destruiu-se, enfim, a fortificação.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Casa Rosada +++

Durante o século XVIII, construiu-se o novo prédio.
No início, ele serviu de residência a governadores espanhóis.
Mais tarde, às autoridades argentinas.
Bartolomé Mitre foi o primeiro presidente a ocupar o prédio.
Ele instalou-se no local, em 1862.
Domingo Sarmiento, o sucessor, instalou os jardins.
E pintou a fachada que até hoje vemos.
Porém o prédio não era o atual.
A construção da Casa Rosada iniciou em 1873.
E a inauguração ocorreu em 1898.
Ao longo do tempo, houve modificações arquitetônicas.
Como o grande arco de ingresso.
E os pátios cobertos da frente.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada +++

Fica no local onde Juan de Garay inaugurou um forte.
Hoje, ali se encontra a sede do governo argentino.

A imagem de Evita no alto das sacadas tornou-se célebre.
Seja em velhas fotos. Seja no filme de Alan Parker.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Congreso de la Nación +++

Obra arquitetônica mais imponente da cidade.
Aprecie a riqueza dos detalhes do parlamento.
Com destaque à cúpula verde a 80 metros de altura.
Sobre as escadas, repare nas esculturas de Lola Mora
E na praça em frente, o Pensador, de Auguste Rodin.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Congreso de la Nación +++

Sede onde atuam deputados e senadores.
Impõe-se como um magnífico fundo da Avenida de Mayo.
Com a imponente cúpula a 80 metros de altura.
Um projeto do arquiteto Victor Meano.
Que se inaugurou em 1906.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza Del Congreso +++

O paisagista Carlos Thays projetou a praça.
A inauguração ocorreu em 1914.
E completou o cenário colossal da obra do Congresso.
No centro da praça, observa-se um monumento.
Ele representa a República, que conduz um arado.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo de la Casa Rosada +++

Mostra permanente da história constitucional argentina.
Revela as facetas pública e privada dos presidentes.
O museu reúne retratos, pinturas, documentos.
Há também bustos dos presidentes.
E textos explicativos sobre que ocupou o palácio.
De Bernardino Rivadavia (1826-27) a Héctor José Cámpora (1973).

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo Casa Rosada +++

Excelente maneira de reconstruir dois séculos de história.
O Museo Casa Rosada abriga rica coleção de objetos.
Muitos de ex-presidentes.
Há, também, a coleção com restos arqueológicos.
Repare no mural “Ejercicio Plástico”.
Do artista mexicano David Alfaro Siqueiros.
Uma obra-prima da arte latino-americana.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo +++

É a praça mais importante de Buenos Aires.
O nome homenageia a revolução de independência argentina.
Ela ocorreu em maio de 1810.

Na verdade, a cidade surgiu em torno da praça.
Inicialmente, ela se chamava Plaza Mayor.

No centro da praça, fica a Pirâmide de Mayo.
Trata-se de um ponto de encontro de manifestações.
Ali, reúnem-se as Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: História +++

Local onde Juan de Garay fundou definitivamente a cidade, em 1580.
Em 1810, o local da atual praça foi o cenário da Revolução de Maio.
Em torno dela, surgiram os prédios mais relevantes da vida cívica local.
Muitos deles, ainda existem.
Em 1890, ocorreu o primeiro ato de um partido político organizado.
La Unión Cívica.
A praça nunca mais deixou de ser epicentro das celebrações.
E também dos dissabores da sociedade portenha.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: Manifestações +++

É a caixa de ressonância das grandes manifestações populares.
Desde a história e a política.
Até o festejo de Maradona com a Copa do Mundo.
Desde 1977, é o ponto de encontro das Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Pirâmide de Mayo e Prédios Históricos +++

A Pirâmide de Maio data de 1811.
E comemorou o primeiro ano da Revolução de Maio.
Ainda no século XIX, remodelou-se o monumento.

Ao redor da praça, vemos alguns prédios históricos.
Como a Casa Rosada, a Catedral, o Cabildo e a Legislatura.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: General Belgrano +++

Em frente à Casa Rosada, há um monumento equestre.
Ele homenageia o General Manuel Belgrano.
Belgrano nasceu e morreu no bairro.
E é uma das maiores referências da história argentina.
Ele criou a Bandeira Nacional, emblema que ostenta na estátua.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Recoleta e Retiro +++

Comunicam-se pelas avenidas Alvear e Del Libertador.
Os bairros caracterizam-se pelo contexto seleto e refinado.
A opulência de muitas edificações coroa este refinamento.
Vemos isso em igrejas, palácios e torres.
E até em um cemitério – um autêntico museu a céu aberto.

As terras altas despertaram o interesse da alta sociedade portenha.
Durante a epidemia de febre amarela, no século XIX.
O temor da enfermidade levou ao êxodo das famílias mais abastadas.
Estas viviam dispersas de sul a norte, pela metrópole.
Isso explica o perfil da área que compreende, hoje, Recoleta e Retiro.
Que passou a ser conhecida como a pequena Paris.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Palácios Suntuosos de Recoleta e Retiro +++

Muitas residências do Retiro testemunham a riqueza.
Da Belle Époque do final do século XIX.
O mesmo acontece na Recoleta.
Isso confere a característica de exclusividade destes bairros.
Com elegantes ruas e avenidas que alimentam esse glamour.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ As Mansões do Retiro +++

O Palacio San Martín encabeça as majestosas residências.
Que se localizam em frente a Plaza San Martín.

O destaque é o Palácio Paz, na Avenida Santa Fé, 750.
Desde 1938, o prédio abriga o Círculo Militar.
Ali, também funciona o Museo de Armas de La Nación.

A inspiração da fachada externa foi o Palácio de Chantilly.
E em uma das frentes do Palácio do Louvre.

Outro edifício icônico é o Palacio Haedo, na Santa Fé, 690.
Desde 1935, sedia a Adminstração de Parques Nacionais.
Hoje, o edifício é um Monumento Histórico Nacional.

O Plaza Hotel Buenos Aires fica na Calle Florida, 1005.
O edifício de 1909 é uma joia arquitetônica em aço.
Cuja decoração já se comparou aos salões de Versalles.

Por fim, a Mansão Bencich.
Em estilo eclético e inspiração francesa.
Fica na Calle Maipú, 972, a meia quadra da praça.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design