segunda-feira, 23 de abril de 2012

Reserva Ecológica Costanera Sur, Buenos Aires

A Reserva Ecológica Costanera Sur é uma área de proteção ambiental, que pode ser desfrutada de diversas maneiras. Você pode observar os animais e escutar seus sons ou descobri-los escondidos em meio à vegetação. Procure identificar tanto os animais como os ambientes que habitam. Registre suas características.

Reserva Ecológica Costanera Sur: Monumento a Virgen Stella Marins
Reserva Ecológica Costanera Sur:
Monumento a Virgen Stella Marins

Você também poderá observar a vegetação. Descubra os diferentes tons de verde das diferentes espécies. Repare nas características das folhas e os animais que se alimentam de seus frutos. Verifique ainda as modificações da paisagem conforme as estações do ano. 

Por fim, você pode procurar a Reserva Ecológica simplesmente para caminhar e desfrutar do silêncio e da tranquilidade que este passeio oferece. Para isto há dois circuitos recomendados. 


Localização: Avenida Tristán Achaval Rodríguez, 1550, Buenos Aires.
Horários: 08h às 18h (abril a outubro) e 08h às 19h (novembro a março)
Visita Guiada: sábados, domingos e feriados, às 10h30 e às 15h30
Visitas Noturnas: geralmente, na última sexta-feira do mês, com inscrição feita na segunda-feira que antecede a visita. A inscrição pode ser feita no local ou pelo telefone 0800 444 5343 op. 2.

Veja também...
City Tour em Buenos Aires: Avenida 9 de Julio e Obelisco, San Telmo, La Boca e Reserva Ecológica

18 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ Circuito 1: Circuito Lagoa dos Patos (3.300 m) +++

Acesso pela Calle Brasil.
Duração de 2 a 3h.

O passeio inicia pelo Caminho dos Lagartos.
Passa entre as lagoas dos Patos (à direita).
E do Ratão-do-Banhado (esquerda).
Então, você seguirá, à direita, pelo Caminho do Meio.
Em direção ao Rio da Prata.
À sua esquerda, você verá a Lagoa das Gaivotas.

Ao final dela, um grande mirante.
Ele oferece um panorama do Bosque dos Alisos.
E à direita, há uma pastagem apreciada pelos pássaros.
Em frente ao Ponto de Encontro, o Rio da Prata.

Você poderá observar as gaivotas.
E acompanhar o movimento dos barcos que entram e saem do porto.

Então, você retorna pelo Caminho dos Pampas.
E à esquerda, você verá o Bosque dos Salgueiros.
Mais adiante, à direita, novamente a Lagoa dos Patos.
E, por fim, o banhado.

Uma outra opção é seguir pelo Caminho dos Salgueiros.
Quando você estiver no Ponto de Encontro.
O Caminho acompanha o Rio da Prata.

Leonardo Brocker disse...

+++ Circuito 2: Circuito do Rio (2.200 m) +++

Acesso pela Calle Viamonte.
Com duração de 1h.

O passeio inicia pelo Caminho dos Alisos.
À esquerda, estendia-se um canal.
Antigamente, ele se comunicava com o Rio da Prata.
Você seguirá até os juncos.
E retornará pelo mesmo caminho.

Leonardo Brocker disse...

+++ San Telmo +++

A Segunda Fundação de Buenos Aires ocorreu em 1580.
E a cidade começou a se expandir em terras mais altas.
Em relação às margens do Riachuelo.

O bairro de San Telmo era conhecido como Alto de San Pedro.
O atual nome forjou-se apenas no início do século XIX.
Com o crescente culto a San Pedro González Telmo.
Em 1806, a paróquia local recebeu o nome do santo.

Um mercado ficava no local da atual Plaza Dorrego.
Similar ao que hoje fica na Rua Carlos Calvo.

O bairro cresceu ao receber várias famílias ricas.
Porém, ocorreu uma epidemia de febre amarela, em 1871.
Ela provocou grande mortandade e o êxodo.

Os habitantes de cortiços e alguns artistas retornaram.
E dotaram o bairro de agito e romantismo.
Que sobrevivem e atraem os visitantes.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Um Postal de San Telmo +++

Um postal que resume San Telmo deveria focar nos antiquários.
Nas casas que comercializam objetos e recordações.
E nos artistas que mantêm vivas as tradições e a estética.
Como as que dão a identidade de um bairro que parou no tempo.
Mas que vive em constante movimento...

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Os Antigos Prédios de San Telmo +++

Juan Carlos Castagnino (1908-1972) viveu no bairro.
Em uma casa do século XVIII, cuja fachada se conserva.

Ainda mais antiga é a vivenda de Esteban de Luca.
A do militar e poeta é Monumento Histórico Nacional.

O mesmo mérito recai sobre o Museo Penitenciario Argentino.
Com a singularidade dos diversos usos que o prédio teve.
Retiro de sacerdotes, hospital e asilo de menores.
Depósito, cárcere de devedores e correção de mulheres.
O prédio ainda conserva o pátio interno.

Outros prédios dignos de atenção em San Telmo:
+ antigo edifício da Fundación San Telmo – Defensa, 1344;
+ interior da Galería Del Viejo Hotel Balcarce – Balcarce, 1053;
+ solar do patriota Domingo French – Defensa, 1056.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Antiquários de San Telmo +++

San Telmo tem um dos maiores mercados de arte da América do Sul.
São dezenas de antiquários, que se multiplicam com a feira de domingo.
Eles oferecem todo tipo de objetos para decoração ou coleção.
Em especial, itens dos séculos XVIII e XIX.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Artistas em San Telmo +++

Muitos artistas contam com um ateliê-museu em San Telmo.
É o caso do mestre ourives Juan Carlos Pallarols.
Ele expõe e vende trabalhos em ouro, prata, bronze e pedras preciosas.
Também se pode visitar o ateliê de Martiniano Arce.
O expoente máximo da pintura decorativa portenha.
Uma arte pictórica popular e bem arraigada à identidade local.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida 9 de Julio e Corrientes +++

Buenos Aires encontra em suas ruas ícones históricos.
Isso acaba por dotar de caráter a cidade.
É o caso destas duas tradicionais avenidas.
Uma é motivo de orgulho pela sua amplitude.
A outro ostenta a maior oferta teatral de Buenos Aires.
E no encontro das duas artérias ergue-se o Obelisco.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida 9 de Julio +++

As 14 faixas de trânsito feroz separam o Microcentro de San Nícolas.
Atravessar essas 14 faixas não é das tarefas mais simples.
A maioria dos pedestres precisa aguardar duas mudanças de semáforos.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida 9 de Julio: História +++

Mítica artéria que corta a cidade de Norte a Sul.
E homenageia a data da declaração da Independência Nacional.
Tem pouco mais de 3 km e sentido duplo de circulação.
E conecta duas importantes cabeceiras ferroviárias: Constitución e Retiro.

Em 1912, a construção recebeu luz verde.
Mas a inauguração ocorreu apenas em 1937.
Com uma extensão bem menor.
Entre as ruas Bartolomé Mitre e Viamonte.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida 9 de Julio: Ônibus e Metrô +++


O transporte público permite uma vista distinta da avenida.
A linha C do metrô segue o curso sob a Avenida 9 de Julio.
Enquanto o Metrobus 9 de Julio passa pela superfície da avenida.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Avenida 9 de Julio: Prédios Importantes +++

Ao longo da Avenida 9 de Julio encontra-se o célebre Teatro Colón.
E o Edificio Del Plata, com gigantografias populares na fachada.
O prédio antigo Ministério de Obras Públicas.
Este exibe a imagem de Evita sobre duas de suas fachadas.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cruzar a Avenida 9 de Julio +++

Para cruzar a Avenida 9 de Julio, deve-se atravessar 140 metros.
Uma das maneiras de fazer isso é pelas passagens subterrâneas.
Elas conectam Carlos Pelegrini e Cerrito, na altura do Obelisco.
Ali, confluem as linhas dos subterrâneos B, C e D.
Onde ficam numerosos pontos comerciais.

Pela extensão, na avenida já ocorreram atos políticos e artísticos.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reserva Ecológica +++

Primeira Área Natural Protegida da cidade de Buenos Aires.
A poucas quadras do centro político e cultural.
Um local para relaxar à margem do Rio da Prata.
E percorrer trilhas entre a flora e a fauna típica.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reserva Ecológica Costanera Sur +++

Aprecie a Fuente de Las Nereidas.
E desfrute de um passeio entre as lagoas e banhados.
Há passeios noturnos guiados.
Quando a luz da lua ilumina a paisagem da reserva.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reserva Ecológica: Estátua de Ícaro +++

Na entrada da Reserva Ecológica, veja a estátua de Ícaro.
Ela comemora a travessia do hidroavião Plus Ultra.
O voo uniu, pela primeira vez, Espanha e América.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reserva Ecológica: Animais e Plantas +++

Área natural de 350 hectares, com quatro lagoas.
Abriga centenas de espécies de aves, anfíbios, répteis, mamíferos.
E 575 espécies de plantas.
Algumas espécies se reproduzem no viveiro da reserva.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Reserva Ecológica: Visitação +++

A reserva recebe cerca de um milhão de visitantes por ano.
No verão, até 40 mil pessoas visitam a reserva nos fins de semana.
E percorrem as trilhas locais de bicicleta ou a pé.
Dos pontos mais altos, você terá a vista da cidade.
E avistará as torres dos grandes edifícios.
Que se destacam por trás das copas das árvores.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design