sábado, 28 de abril de 2012

A Casa Rosada e A Troca da Guarda, em Buenos Aires

Se as visitas à Boca e San Telmo foram mais para “cumprir tabela”, circular pela Casa Rosada e acompanhar a troca da guarda foram os dois pontos altos do dia! São duas atividades que não entrariam, por exemplo, nos pacotes turísticos das agências de viagem. Mas que aproximam muito mais os turistas do dia-a-dia dos argentinos. São duas atividades gratuitas e imperdíveis...


Continuação de...
A Bela Decoração no Interior da Casa Rosada, em Buenos Aires
A Bela Decoração no Interior da Casa Rosada


Visita Guiada na Casa Rosada

É claro: para conhecer a Casa Rosada não basta chegar lá e pedir autorização ao guarda para circular lá dentro. Há horários para visitar o local, mediante o acompanhamento de guia. 

Casa Rosada, em Buenos Aires: A Sede do Governo da Argentina
Casa Rosada: A Sede do Governo da Argentina

Não é necessário agendamento e as visitas são bastante frequentes. Há dois a três horários disponíveis por turno. Assim, esperamos cerca de meia-hora e entramos...

Espelhos, Cristais e Luminárias na Casa Rosada, em Buenos Aires
Espelhos, Cristais e Luminárias na Casa Rosada 


Mármore, Espelhos e Cristais no Interior da Casa Rosada

Como o nome sugere, a construção é toda pintada de rosa! Uma bela escadaria de mármore leva ao segundo andar. Mas se a fachada do palácio é toda rosa, os ambientes internos recebem um tom creme, com detalhes em dourado. 

Escadaria de Mármore dentro da Casa Rosada, em Buenos Aires
Escadaria de Mármore dentro da Casa Rosada

Belas colunas, espelhos, cristais, luminárias e esculturas dão um ar de luxo e glamour à decoração. São heranças da belle époque argentina, no início do século XX, quando Buenos Aires queria ser Paris...

Decoração Glamorosa da Casa Rosada, em Buenos Aires: Herança da Belle Époque
Decoração Glamorosa: Herança da Belle Époque


Fotos de Mulheres Importantes

As lajes do piso formam mosaicos. E os largos corredores oferecem vista para um pátio interno. Em uma das primeiras salas da Casa Rosada, você fotos com mulheres importantes para a história da Argentina. Dentre elas, destacam-se Evita Perón e Las Madres de Plaza de Mayo.

Evita Perón em Um de Seus Discursos
Evita Perón em Um de Seus Discursos


Vista para a Plaza de Mayo

De uma sacada, voltada para a Plaza de Mayo, o presidente fazia seus tradicionais discursos à população. Bem em frente, do outro lado da praça, fica o Cabildo

Cabildo Visto da Casa Rosada, em Buenos Aires
Cabildo Visto da Casa Rosada

Entre a Casa Rosada e o Cabildo, bem no centro da Plaza de Mayo, há um obelisco. Da sacada você poderá ver também a catedral e o Banco de La Nacion Argentina, à sua direita.

Vista Frontal da Casa Rosada, Buenos Aires
Vista Frontal da Casa Rosada, Buenos Aires


O Ritual de Troca da Guarda

A troca da guarda é um espetáculo à parte! Ocorre duas vezes ao dia: de manhã e à tarde. Acompanhamos este ritual na parte da tarde, por volta das 18h. 

Guardas Indo da Casa Rosada para A Catedral, em Buenos Aires
Guardas Indo da Casa Rosada para A Catedral

Os guardas saem da Cosa Rosada, em direção ao túmulo do general Jose de San Martin, o guerreiro da independência da Argentina.

Túmulo do General Jose de San Martin na Catedral de Buenos Aires
Túmulo do General Jose de San Martin

San Martin também foi o libertador do Peru e do Chile. E seu jazigo fica sob a vigilância de guardas no período em que a catedral encontra-se aberta à visitação.

Guardas Vigiando o Jazigo de San Martin na Catedral de Buenos Aires
Guardas Vigiando o Jazigo de San Martin na Catedral

Assim como três guardas partem da Casa Rosada até o túmulo de San Martin, outros três fazem o caminho contrário, partindo da catedral em direção à sede do governo argentino...

Guardas Partindo da Catedral para A Casa Rosada, em Buenos Aires
Guardas Partindo da Catedral para A Casa Rosada

28 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ San Telmo +++

A Segunda Fundação de Buenos Aires ocorreu em 1580.
E a cidade começou a se expandir em terras mais altas.
Em relação às margens do Riachuelo.

O bairro de San Telmo era conhecido como Alto de San Pedro.
O atual nome forjou-se apenas no início do século XIX.
Com o crescente culto a San Pedro González Telmo.
Em 1806, a paróquia local recebeu o nome do santo.

Um mercado ficava no local da atual Plaza Dorrego.
Similar ao que hoje fica na Rua Carlos Calvo.

O bairro cresceu ao receber várias famílias ricas.
Porém, ocorreu uma epidemia de febre amarela, em 1871.
Ela provocou grande mortandade e o êxodo.

Os habitantes de cortiços e alguns artistas retornaram.
E dotaram o bairro de agito e romantismo.
Que sobrevivem e atraem os visitantes.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Um Postal de San Telmo +++

Um postal que resume San Telmo deveria focar nos antiquários.
Nas casas que comercializam objetos e recordações.
E nos artistas que mantêm vivas as tradições e a estética.
Como as que dão a identidade de um bairro que parou no tempo.
Mas que vive em constante movimento...

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Os Antigos Prédios de San Telmo +++

Juan Carlos Castagnino (1908-1972) viveu no bairro.
Em uma casa do século XVIII, cuja fachada se conserva.

Ainda mais antiga é a vivenda de Esteban de Luca.
A do militar e poeta é Monumento Histórico Nacional.

O mesmo mérito recai sobre o Museo Penitenciario Argentino.
Com a singularidade dos diversos usos que o prédio teve.
Retiro de sacerdotes, hospital e asilo de menores.
Depósito, cárcere de devedores e correção de mulheres.
O prédio ainda conserva o pátio interno.

Outros prédios dignos de atenção em San Telmo:
+ antigo edifício da Fundación San Telmo – Defensa, 1344;
+ interior da Galería Del Viejo Hotel Balcarce – Balcarce, 1053;
+ solar do patriota Domingo French – Defensa, 1056.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Antiquários de San Telmo +++

San Telmo tem um dos maiores mercados de arte da América do Sul.
São dezenas de antiquários, que se multiplicam com a feira de domingo.
Eles oferecem todo tipo de objetos para decoração ou coleção.
Em especial, itens dos séculos XVIII e XIX.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Artistas em San Telmo +++

Muitos artistas contam com um ateliê-museu em San Telmo.
É o caso do mestre ourives Juan Carlos Pallarols.
Ele expõe e vende trabalhos em ouro, prata, bronze e pedras preciosas.
Também se pode visitar o ateliê de Martiniano Arce.
O expoente máximo da pintura decorativa portenha.
Uma arte pictórica popular e bem arraigada à identidade local.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Mínima +++

Na Pasaje San Lorenzo 380, fica a famosa Casa Mínima.
Curiosa construção com 2,50 metros de frente e 13 de fundos.
A construção do século XIX tem origem incerta.
Uma teoria diz que pertenceu a um escravo liberto.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Feria de San Telmo +++

A feira ocorre aos domingos, no bairro de San Telmo.
E é uma das maiores atrações da cidade de Buenos Aires.
Tanto para argentinos quanto para estrangeiros.
É tão popular que a prefeitura fechou oito quadras da Rua Defensa.
E abriu, assim, mais espaço para vendedores.
Bem como para cantores, dançarinos, mímicos e músicos.
E, é claro, para caçadores de bugigangas.

Fonte: Guia de Viagem: Argentina - National Geographic, 2010.

Leonardo Brocker disse...

+++ Feira e Casas de Antiguidades +++

Passeio entre peças de arte e objetos variados.
Ao redor da Plaza Dorrego, em San Telmo.
Um local com muitos casarões do século XIX.
Alguns deles transformaram-se em lojas de antiguidades.
E oferecem objetos de diversos tamanhos, origens e valores.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ A Localização da Feira de San Telmo +++

A feira ocorre aos domingos, no bairro de San Telmo.
E estende-se pelas ruas Defensa e Humberto Primo.
E pelas passagens Giuffra e San Lorenzo.
Forma, neste caso, um circuito para se caminhar.

A maioria dos estandes oferece objetos antigos e artesanato.
Há também pontos que vendem todo tipo de produto.
Alguns, de origem irregular.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cabildo de Buenos Aires +++

A construção data de 1775.
Ali, ocorriam as reuniões políticas na época colonial.
Em 1933, tornou-se Monumento Histórico Nacional.
E em 1960, surgiu o Museu Nacional Del Cabildo.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cabildo – Bolívar, 65 +++

Ponto chave do processo político argentino.
Hoje, funciona como museu.
Ingresse no antigo calabouço.
E leia a ordem de fuzilamento do vice-rei Liniers.
Ao sair, inicie o passeio pela Avenida de Mayo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cabildo Nacional: A Construção +++

A construção original data de 1608.
Até então, as reuniões ocorriam no forte contíguo.
Em 1751, concluiu-se uma nova obra.
Esta, em mãos de arquitetos jesuítas.
Em 1763, acrescentou-se a torre central.
E instalou-se o primeiro relógio público.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Cabildo Nacional: Modificações Estruturais +++

O Cabildo foi local chave no processo republicano.
Até 1821, com a revolução consumada.
Então, caiu em desuso.
E sofreu modificações.
A principal, com a abertura da Avenida de Mayo, em 1889.
Na ocasião, o prédio perdeu três arcos.
Também, reduziu-se a torre.
A restauração ocorreu no Bicentenário da Revolução.
Em 1933, o prédio tornou-se Monumento Nacional.

O museu habilitou uma sala de peças históricas, em 2016.
Dentre elas, a ordem de fuzilamento ao vice-rei Liniers.
E a pequena imprensa que o General Belgrano usava nas expedições.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada – Balcarce, 50 +++

Principal sede de governo custodiada por granadeiros.
O último discurso de Evita Perón no balcão ocorreu em 1952.
À esquerda da Casa Rosada fica o Banco de La Nación.
Repare na imponente fachada do prédio.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Área da Casa Rosada +++

Primeiro havia no local uma profunda vala.
Depois, um alto baluarte.
Até, construir-se um amplo forte.
Muito próximo da costa do rio.
Cujas águas adentravam sobre a incipiente cidade.
O forte de alvenaria sobreviveu por 150 anos.
No século XVIII, destruiu-se, enfim, a fortificação.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Histórico da Casa Rosada +++

Durante o século XVIII, construiu-se o novo prédio.
No início, ele serviu de residência a governadores espanhóis.
Mais tarde, às autoridades argentinas.
Bartolomé Mitre foi o primeiro presidente a ocupar o prédio.
Ele instalou-se no local, em 1862.
Domingo Sarmiento, o sucessor, instalou os jardins.
E pintou a fachada que até hoje vemos.
Porém o prédio não era o atual.
A construção da Casa Rosada iniciou em 1873.
E a inauguração ocorreu em 1898.
Ao longo do tempo, houve modificações arquitetônicas.
Como o grande arco de ingresso.
E os pátios cobertos da frente.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Casa Rosada +++

Fica no local onde Juan de Garay inaugurou um forte.
Hoje, ali se encontra a sede do governo argentino.

A imagem de Evita no alto das sacadas tornou-se célebre.
Seja em velhas fotos. Seja no filme de Alan Parker.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Catedral Metropolitana +++

Muita gente passa na frente e não percebe que é uma igreja.
Não há torres, algo pouco comum a um templo católico.
A fachada tem doze colunas, que representam os apóstolos.
E construção ocorreu onde ficava a igreja colonial original.

No interior, veja as pinturas da Via Crucius, nas paredes.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Catedral Metropolitana +++

É o principal templo católico da cidade.
E fica em frente a Plaza de Mayo.
No local, há um museu em honra ao papa Francisco.
Com objetos pessoais e litúrgicos que ele usou.
Durante o longo ministério pastoral.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ O Museu do Papa Francisco +++

Em 2013, Jorge Mario Bergoglio tornou-se papa.
Desde então, a Catedral Metropolitana funciona como museu.
Por quinze anos, Bergoglio desenvolveu ali o trabalho pastoral.

O museu abriga objetos pessoais e litúrgicos.
Como o anel que o distinguia como cardeal.
Também há uma escultura de Bergoglio em tamanho real.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Arquitetura da Catedral Metropolitana +++

O estilo neoclássico é pouco habitual a uma igreja.
E o prédio atual é, na verdade, a sexta versão do templo.
O projeto iniciou em 1752.
A conclusão ocorreu um século mais tarde.
As doze colunas da fachada simbolizam os apóstolos de Jesus.
No interior, a cúpula alcança 41 metros de altura.
E desde 1880, abriga o mausoléu de José de San Martín.
O General é a máxima figura histórica argentina.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo de la Casa Rosada +++

Mostra permanente da história constitucional argentina.
Revela as facetas pública e privada dos presidentes.
O museu reúne retratos, pinturas, documentos.
Há também bustos dos presidentes.
E textos explicativos sobre que ocupou o palácio.
De Bernardino Rivadavia (1826-27) a Héctor José Cámpora (1973).

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Museo Casa Rosada +++

Excelente maneira de reconstruir dois séculos de história.
O Museo Casa Rosada abriga rica coleção de objetos.
Muitos de ex-presidentes.
Há, também, a coleção com restos arqueológicos.
Repare no mural “Ejercicio Plástico”.
Do artista mexicano David Alfaro Siqueiros.
Uma obra-prima da arte latino-americana.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo +++

É a praça mais importante de Buenos Aires.
O nome homenageia a revolução de independência argentina.
Ela ocorreu em maio de 1810.

Na verdade, a cidade surgiu em torno da praça.
Inicialmente, ela se chamava Plaza Mayor.

No centro da praça, fica a Pirâmide de Mayo.
Trata-se de um ponto de encontro de manifestações.
Ali, reúnem-se as Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Guia O Viajante – Argentina, Zizo Asnis, 2009.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: História +++

Local onde Juan de Garay fundou definitivamente a cidade, em 1580.
Em 1810, o local da atual praça foi o cenário da Revolução de Maio.
Em torno dela, surgiram os prédios mais relevantes da vida cívica local.
Muitos deles, ainda existem.
Em 1890, ocorreu o primeiro ato de um partido político organizado.
La Unión Cívica.
A praça nunca mais deixou de ser epicentro das celebrações.
E também dos dissabores da sociedade portenha.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: Manifestações +++

É a caixa de ressonância das grandes manifestações populares.
Desde a história e a política.
Até o festejo de Maradona com a Copa do Mundo.
Desde 1977, é o ponto de encontro das Madres de La Plaza de Mayo.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Pirâmide de Mayo e Prédios Históricos +++

A Pirâmide de Maio data de 1811.
E comemorou o primeiro ano da Revolução de Maio.
Ainda no século XIX, remodelou-se o monumento.

Ao redor da praça, vemos alguns prédios históricos.
Como a Casa Rosada, a Catedral, o Cabildo e a Legislatura.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Leonardo Brocker disse...

+++ Plaza de Mayo: General Belgrano +++

Em frente à Casa Rosada, há um monumento equestre.
Ele homenageia o General Manuel Belgrano.
Belgrano nasceu e morreu no bairro.
E é uma das maiores referências da história argentina.
Ele criou a Bandeira Nacional, emblema que ostenta na estátua.

Fonte: Buenos Aires a Pie - National Geographic, 2016.

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design