sábado, 31 de março de 2012

Montevidéu, Uruguai

Dos três milhões de habitantes do Uruguai, metade mora na capital, Montevidéu. E mesmo ali, a gente se esquece do ritmo de vida de uma grande cidade...

Boa parte das pessoas anda traquilamente pelas ruas tomando mate, com uma garrafa térmica em baixo do braço. 

Nada de buzinas, pessoas esbaforidas ou esbarrões irritantes. Talvez por isto, até no centro da cidade, você pode tomar um bom café da manhã na rua, ouvindo o cantar dos pássaros.


Palacio Salvo, O Primeiro Arranha-céu - Montevidéu, Uruguai
Palacio Salvo, O Primeiro Arranha-céu


E entrar nesse clima dos moradores de Montevidéu é meio caminho andado para curtir a cidade. Desfrute a cidade: caminhe, sem pressa, pelo centro, conhecendo livrarias, cafés e praças.


A grande via de acesso de Montevidéu é a Avenida 18 de Julio. A avenida leva do Palácio Legislativo até a Plaza Independencia, onde ficam os três símbolos da cidade:


# Palácio Salvo, edifício de 95 metros, construído em 1925;

# O Mausoléu de Artigas, localizado abaixo de sua estátua e onde há uma urna com as cinzas do heroi nacional;

# A Porta da Cidade Velha, parte da muralha que protegia Montevidéu, até 1829.

Mausoléu do General Artigas, O Heroi Nacional
Mausoléu do General Artigas, O Herói Nacional


Nos fins de tarde, as temperaturas amenas - mesmo no verão - são um convite um a um passeio pelas ramblas, os calçadões que beiram as praias, como Buceo, Pocitos e Malvín. Escolha um dos diversos bares e aprecie a paisagem do inusitado Rio da Prata, com sua largura de mar e cor de rio.


Parece até que Montevidéu foi feita para isto: jogar conversa fora e passear apreciando a paisagem e a bela arquitetura local. Uma arquitetura dominada por prédios baixos, muitos do final do século XIX e começo do século XX.


Estádio Centenário

Visita obrigatória a amantes de futebol. Declarado monumento histórico pela FIFA, foi construído para a primeira Copa do Mundo, em 1930. 

Estádio Centenário, Palco da 1a Copa do Mundo
Estádio Centenário, Palco da 1a Copa do Mundo

No Estádio Centenário, você encontra um museu dedicado ao esporte. Ali você terá acesso a relíquias, como a chuteira com que Ghiggia marcou o fatídico gol sobre o Brasil, na Copa de 50, no Maracanã.



Teatro Solís

O emblemático teatro, que data de 1856, passou por uma reforma de seis anos. E possui uma programação eclética, que varia da música clássica à eletrônica. No verão, há visitas guiadas fixas de terça-feira a domingo. Nos demais meses, é necessário agendar.


Fachada do Teatro Solis, em Montevidéu
Fachada do Teatro Solis, em Montevidéu

Veja também
Assembleia Legislativa, La Carreta e Estádio Centenário, Montevidéu

Mercado Del Puerto, Montevidéu
Plaza Independencia e General Artigas, Montevidéu

2 comentários:

Leonardo Brocker disse...

+++ "Celui qui Aime a Raison" (2006) +++

Filme francês com locações em:
+ Buenos Aires;
+ Curitiba;
+ Montevidéu;
+ Porto Alegre;
+ São Paulo.

Adaptado de IMDB.

Leonardo Brocker disse...

+++ "Celui qui Aime a Raison" +++

Diretor: Arnold Pasquier
Roteiro: Arnold Pasquier

Elenco:
Marcos Gallon;
Osmar Zampieri;
Walmir Pavam;
Danilo Rabelo;
Diogo Granato;
Fabio Cypriano.

Sinopese:
Marcos e Osmar vivem em São Paulo, Brasil.
Marcos reencontra Walmir.
Eo os três passam a viver juntos.
Um dia Walmir desaparece.
Sua ausência lança dois homens em uma busca sentimental.
Marcos faz experiências para se lembrar de Walmir.
Enquanto que Osmar parte para uma pesquisa.
Ele viaja de São Paulo para o Uruguai e a Argentina.
E finalmente, sua jornada termina na margem de um rio.
E cada um, a seu modo, dá uma resposta para a falta.

Adaptado de Écran Large

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design