terça-feira, 27 de março de 2012

Ludwig van Beethoven: Primeira e Segunda Fases

Beethoven - Primeira Fase

Pode-se dizer que sua vida realmente começou, ao se mudar para Viena, em 1792. Em Viena, Beethoven conquistou fama como brilhante improvisador ao piano. Mas as suas primeiras composições publicadas causaram um certo mal-estar nos mais conservadores.

Foram anos de vida feliz e despreocupada, no ambiente da aristocracia austríaca. Sonhava com o casamento impossível, com uma condessa da qual se ignora o nome. E da "amada imortal", de quem Beethoven fala em uma carta não datada e sem endereço (Ver A Amada Imortal).

Continuação de...

O Jovem Ludwig van Beethoven
O Jovem Ludwig van Beethoven
 
Esse clima de felicidade e despreocupação marcou a primeira de suas três fases como compositor. Da primeira fase, a bela Sonata ao Luar acabou-se eternizando. A obra foi dedicada à Giulietta Guicciardi, de apenas 17 anos, uma das inúmeras paixões malsucedidas do compositor alemão.

A primeira fase vai de opus 1 a 48. A segunda, de opus 53 a 98. A terceira, de opus 101 a 135. A primeira fase começa com música "galante", de sociedade.


A Amada Imortal

Após a morte de Beethoven, foi encontrada em seus papéis particulares uma carta de amor, escrita a lápis e sem qualquer indicação sobre a sua destinatária. "Meu anjo, meu tudo, meu eu…". "Esqueceu de que você não é inteiramente minha e de que eu não sou inteiramente seu? Oh, Deus!", gemia Beethoven. A história rendeu um filme, Minha Amada Imortal (Immortal Beloved), de 1994.


Beethoven: Segunda Fase

Nunca um artista produziu tantas obras-primas em um espaço tão curto de tempo, como Beethoven na sua segunda fase. Durante ela, foram compostas algumas de suas mais belas obras, como a Sinfonia nº 3 (Eroica) e a Sinfonia nº 6 (Pastoral).

Esta fase, pouco depois do início do novo século, com a sua misteriosa doença nos ouvidos, que lhe inspirou a resolução de suicidar-se. Na ocasião, ele escreveu o testamento (Testamento de Heiligenstadt), um grande documento humano.

Então, Beethoven tomou a resolução heroica: viverá e criará a sua obra! E terá um sucesso triunfal, como poucos compositores o obtiveram em vida. Beethoven é reconhecido como o maior compositor do século XIX. E, como artista, só pode ser comparado a Goethe.

A Segunda Fase de Ludwig van Beethoven
A Segunda Fase de Ludwig van Beethoven

Beethoven foi contemporâneo de poetas do pré-romantismo alemão, como Goethe (Werther) e Schiller (Bandoleiros). Mas os recursos de sua arte já estavam muito melhor desenvolvidos que a literatura alemã de então.

Beethoven foi meio revolucionário e meio sentimental. Sua rebeldia é expressa em modulações audaciosas. O sentimentalismo inspira-lhe os maravilhosos "segundos movimentos", elegíacos, nos quais é mestre incomparável.

A sua situação financeira também era bastante satisfatória. Beethoven foi o primeiro compositor a ditar as condições aos editores. Ele mesmo chamou-se de "Napoleão da música".

Segue com...
Beethoven: Terceira Fase


Veja também...
Beethoven no Cinema: 1930 a 1960
Beethoven no Cinema: 1961 a 1985

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design