domingo, 26 de fevereiro de 2012

Dinossauros e Rochas no Museu de Geociências da Usp - São Paulo

Como dito na postagem anterior, tinha basicamente dois objetivos ao visitar a USP. Um deles era conhecer o Museu de Antropologia. Este estava fechado, sem previsão de reabrir. O outro era visitar o Museu do Crime. Ele fica fora da Cidade Universitária e só abriria à tarde.

Parti, então, para o plano B: visitar outros locais da USP "só para não perder a viagem"... Na verdade, estes locais estavam previstos no meu planejamento da viagem. Eram os locais que eu visitaria "caso sobrasse tempo".

Deles o que mais me impressionou foi o Museu de Geociências. Basicamente, ele reúne pedaços de rochas e pedras semi-preciosas. Talvez, o mais interessante ali seja a área que registra o emprego delas em itens do dia-a-dia...

Cabeça de Dinossauro - Museu de Geociências da Usp - São Paulo
Cabeça de Dinossauro - Museu de Geociências

Continuação de...


Minerais, Rochas e Meteoritos

Na postagem anterior, comentei minha visita ao MAC e à FAU. Entre estas duas visitas, conheci o Museu de Geociências.

Este museu pertence ao Instituto de Geociências da USP. E possui um dos mais importantes e respeitáveis acervos do Brasil. São 45 mil amostras de minerais, minérios, rochas, espeleotemas, meteoritos.

Dentre os meteoritos, você verá o Itapuranga, o terceiro maior do Brasil. Há também uma grande coleção de fósseis, com importantes espécimes brasileiras.

Geodo de Ametista - Museu de Geociências da Usp - São Paulo
Geodo de Ametista - Museu de Geociências


Dolomita, Geodos e Biotita

Dentre as pedras que chamarão a sua atenção, provavelmente estará a dolomita, da Bahia. Com formato esférico e pesando 123kg, lembra uma bola de boliche ou uma bola de bilhar gigante!

Há ainda os geodos de ametista, com suas cores roxo ou violeta... A brasilianita, de Minas Gerais, apresenta uma coloração amarelo-dourada. Já a biotita gnaisse, também de Minas, mescla diferentes tons de marrom.

Na verdade, boa parte do acervo local é procedente do estado de Minas Gerais. Por exemplo, a ágata (marrom), a esmeralda (verde), a cianista no quartzo (roxa). Há também a turmalina bicolor, com tons verdes e morrons...

A Esférica e Gigante Dolomita - Museu de Geociências da Usp - São Paulo
A Esférica e Gigante Dolomita!


Fósseis e Composições de Outros Países

Há também itens provenientes de outros países. Dentre eles, destacam-se três composições provenientes dos EUA. 

A fluorita e a calcita apresentam um tom vermelho transparente. Lembra uma gelatina! O cobre nativo é alaranjado, com um aspecto semelhante ao da argila. Azurita e malaquita mesclam o azul ao verde.


Da Itália, há a composição enxofre, celestita e calcita no calcário.

Escultura em Xisto, da Bahia - Museu de Geociências da Usp - São Paulo
Escultura em Xisto, da Bahia

Dentre os fósseis, há um anonite, molusco extinto do período mesozoico. Há também um fóssil de inseto, do Cretáceo, encontrado no Ceará.


Grutas e Cavernas

No Museu de Geociências, você verá também belas fotos de cavernas e grutas. Em Goiás, destacam-se São Mateus e São Domingos. E a Gruta dos Brejões, no Morro do Chapéu, Bahia, chama a atenção pela enorme sua beleza. 

A região de Iporanga, em São Paulo, também merece menção.


Uso de Minérios no Dia-a-Dia

Pouco depois que eu cheguei ao Museu de Geociências, chegou uma turma de colégio de São Paulo. A turma, antes de circular pelo local, ouviu as explicações e orientações dos professores.

Como eu já havia visto a maior parte das pedras e rochas, estava só registrando informações. Algumas delas, sobre o emprego das rochas, eu compartilho com você abaixo. Para facilitar a compreensão, citarei a rocha ou minério e, ao lado, o seu uso no dia-a-dia.

Geodo de Ametista - Roxo e Violeta - Museu de Geociências da Usp - São Paulo
Geodo de Ametista - Roxo e Violeta

Quartzo - vidro, relógio;
Calcita - giz;
Titânia - marcapasso, próteses;
Cromo - aço inox;
Estanho - bronze (cobre + estanho), extintor de incêndio;
Enxofre - pomadas, fungicidas;
Tungstênio - lâmpada;
Prata - filme de câmera fotogárafica analógica;
Arsênio - inseticidas, raticidas;
Cobre (cromo?) - bronze (cobre + estanho), eletricidade, moedas;
Chumbo - projéteis de armas de fogo;
Petróleo - benzeno, tolueno, gás, gasolina, diesel, óleo;
Zinco - pilhas (agente redutor);
Manganês - pilha seca Duracell (agente oxidante), permanganato de potássio.

O Museu de Geociências da USP fica abeto de terça a sexta-feira, das 8h às 17h. No mesmo prédio, no primeiro piso, há um esqueleto de dinossauro. Eu tirei algumas fotos ali e segui a minha caminhada...

Esqueleto de Dinossauro no Prédio do Museu de Geociências da Usp - São Paulo
Esqueleto de Dinossauro no Prédio de Geociências

O relato segue com...

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design