sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Cauby Peixoto: 81 Anos de Nascimento

O cantor Cauby Peixoto Barros nasceu, em 10 de fevereiro de 1931, em Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Cauby é considerado um dos mais bem-sucedidos cantores da Era do Rádio.

O Cantor Cauby Peixoto
O Cantor Cauby Peixoto


A Família

Cauby nasceu em uma família de músicos. O pai, conhecido como Cadete, tocava violão. E sua mãe, bandolim. Já os irmãos Moacyr e Araken eram pianista e pistonista, respectivamente. E a irmã Andiara, cantora.

O falecido cantor e compositor Ciro Monteiro era seu primo. E Romualdo Peixoto (Nonô), seu tio, era um renomado pianista e homem de rádio. Nonô foi quem ajudou a popularizar o samba no piano. 


Cauby Peixoto estudou, na cidade do Rio de Janeiro, em um colégio de padres salesianos. Na época, de estudante fazia parte do coral da igreja.


Início da Carreira e Conceição

Cauby Peixoto trabalhou no comércio, até 1949, quando participou de um programa de calouros da Rádio Tupi, a Hora dos Comerciários. Em 1951, gravou o seu primeiro disco, destacando-se o samba Saia Branca. 

Em 1952, mudou-se para São Paulo. Recebeu enorme publicidade e, em pouco tempo, tornou-se ídolo, atuando, na Rádio Nacional. Sua imagem foi forjada para agradar, usando roupas extravagantes para a época.


Seu primeiro grande sucesso foi "Blue Gardênia", uma versão da música de Nat King Cole, de 1954. E em 1956, Cauby gravou pela primeira vez "Conceição", de Jair Amorim e Dunga. "Conceição" é, ainda hoje, o maior sucesso de Cauby Peixoto.


Estados Unidos e O Rock

Em meados da década de 1950, esteve pela primeira nos Estados Unidos. E, em virtude de sua voz grave, foi chamado, pelas revistas "Time" e "Life" de "O Elvis Presley Brasileiro".

Em 1957, Cauby Peixoto gravou "Rock and Roll em Copacabana", acompanhado pela banda The Snakes, de Erasmo Carlos. Logo depois, gravou "That's Rock", de Carlos Imperial, e "Neurastênico", de Bentinho e Sua Orquestra.

Cauby, no Bar Brahma, em São Paulo
Cauby, no Bar Brahma, em São Paulo

Em 1959, foi pela segunda vez aos Estados Unidos. Passou 14 meses lá e gravou "I Go", uma versão em inglês da música "Maracangalha", de Dorival Caymmi. E na terceira vez que esteve nos Estados Unidos, participou do filme Jamboreé.

Na década de 1960, apresentou-se, basicamente, em boates. Em 1964, abriu a boate Drink, com os irmãos Moacyr, Araken e Andyara. Cauby Peixoto dedicou-se à administração da boate durante quatro anos.


Bastidores, Ângela Maria e Prêmio Sharp

Em 1970, venceu o Festival de San Remo, na Itália. No início dos anos 70, passou a aparecer frequentemente na televisão. Depois, andou um tanto desaparecido da mídia, apresentando-se mais em clubes, bares e boates.


Em 1980, lançou o álbum Cauby, Cauby, comemorando os 25 anos de carreira. Ele trazia composições de Caetano Veloso, Chico Buarque, Tom Jobim, Roberto Carlos, feitas especialmente para Cauby. Destaque para "Bastidores", de Chico Buarque.

Em 1982, Ângela e Cauby foi o primeiro registro em disco da cantora Ângela Maria com Cauby Peixoto. Dez anos depois, gravou com ela um disco ao vivo. Esses dois trabalhos foram homenageados pelo Prêmio Sharp, em 1993.


Saiba mais sobre Cauby Peixoto.


Veja também

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design