terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Catedral Ortodoxa de São Paulo

A majestosa arquitetura bizantina está muito bem representada na cidade de São Paulo pela Catedral Metropolitana Ortodoxa. Ela reproduz, em uma escala sete vezes menor, a magnífica Igreja de Santa Sofia, de Istambul, Turquia.

Pinturas no Teto da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Pinturas no Teto da Catedral Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa reúne as Igrejas Católicas Apostólicas do Oriente. Elas foram separaram da Igreja Católica Apostólica Romana, em 1054. Ao longo dos séculos, desenvolveu liturgias próprias.

Em São Paulo, estas liturgias são respeitadas à risca. Fiéis ao rito bizantino, as missas são cantadas em árabe e grego. E o celebrante fica voltado para o sol nascente, de costas para os fiéis.

A Fachada da Catedral Ortodoxa de São Paulo
A Fachada da Catedral Ortodoxa

A catedral paulistana, localizada no bairro Paraíso, foi projetada pelo engenheiro Paulo Taufick Camasmie e construída entre 1934 e 1958. Foram usadas colunas de granito e lustres de cristal trazidos da Síria e do Líbano. 

A catedral foi decorada por pintores russos. Belos vitrais e cúpulas atraem o olhar para cima. No teto, destacam-se os afrescos do libanês José Trabulsi, escolhido pessoalmente pelo rei Faruk do Egito.

Pinturas no Altar da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Pinturas no Altar da Catedral Ortodoxa

Nada é mais deslumbrante, porém, que o iconostácio, todo esculpido em mármore de Carrara, ao fundo do altar. Os ícones de madeira expostos, pintados à mão, vieram da Grécia, Rússia, Síria e Líbano.

Pinturas numa das Cúpulas da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Pinturas numa das Cúpulas da Catedral
 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design