segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Belas Pinturas e Lustres da Catedral Ortodoxa de São Paulo

Na manhã do dia 31/10, conhecemos a Catedral Ortodoxa. Nossa ideia, quando planejávamos a viagem, era conhecer também a Mesquita Brasil. Acabou que não conseguimos horário para visitar a última.

Quanto à Catedral Ortodoxa, posso dizer que foi o templo mais bonito visitado em Sampa. A Catedral da Sé é maior, possui belas e robustas colunas em seu interior. Porém, a Ortodoxa, com suas inúmeras pinturas acaba chamando mais a atenção.


Mudança de Planos em Função da Chuva...

Quando saímos de Porto Alegre para São Paulo, a previsão era de chuva para todos os dias. Até então, estávamos dando sorte. Afinal, só havia chovido no fim da tarde anterior, quando estávamos acabando o Turismetrô.

O problema é que no dia 31/10, já acordamos com chuva. Não era nenhum temporal! Porém, não havia previsão de que acabasse tão cedo. Ainda em Porto Alegre, havia cogitado planejar uns dois roteiros para dias de chuva. Acabei não organizando nada muito específico...

O Maior Lustre da Catedral Ortodoxa de São Paulo
O Maior Lustre da Catedral Ortodoxa


A Lista de Locais a Visitar

De manhã, na Pousada, reuni alguns locais que poderíamos visitar independente do tempo. A lista incluía a Catedral Ortodoxa, o bairro da Liberdade (Museu e Templo), a Mequita e a Sala São Paulo.

E verificando nos sites, eu percebi que o Museu da Imigração Japonesa estava fechado em segunda-feira. Mas mantive o roteiro na sequência acima, até em função das estações do metrô que desceríamos.

Fachada da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Fachada da Catedral Ortodoxa de São Paulo

Planejando o Roteiro conforme o Metrô

Para a Catedral Ortodoxa, deveríamos pegar a Linha Verde e descer na Estação Paraíso. Para a Liberdade, a Linha Vermelha até a Estação São Joaquim.

E uma funcionária da Mesquita Brasil disse-me que a Estação Armênia (Linha Vermelha) era a mais próxima. Dias depois vim a ficar sabendo que ela ficava a mais de 4km da Mesquita...

Guerreiro e Cavalo na Entrada da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Guerreiro e Cavalo na Entrada da Catedral

Para a Sala São Paulo, bastava descer na Estação Luz, seja pela Linha Azul, seja pela Amarela.

Pois bem, definido o roteiro partimos em direção à Catedral Ortodoxa.


Identificação para Entrar na Catedral Ortodoxa

Chegamos lá por volta das 10h45. E, ao contrário da maioria das igrejas e da Catedral da Sé, a Catedral Ortodoxa fica fechada. 

Há um portão de ferro e um segurança em uma guarita. E é necessário fornecer documento de identidade para se conseguir entrar no local.

Como fui o primeiro a me identificar comecei a tirar umas fotos da fachada do templo. Nisto surgiu um funcionário, abrindo uma das portas frontais. 

"Trono" na Catedral Ortodoxa de São Paulo
"Trono" na Catedral Ortodoxa

Perguntei se era por ali que se entrava para fazer a visitação. Ele comentou que era pela lateral, mas já que estava ali, poderia entrar... 

Disse também que iria ocorrer uma missa fúnebre de 7o dia ao meio-dia.


Colunas, Arcadas e Imagens na Entrada Principal

A Catedral Ortodoxa apresenta uma torre em cada lateral. E, ao centro, um relógio. Na entrada, há duas colunas que acabam em arcadas. 

Atrás delas, três robustas portas de madeira. Sobre elas, imagens pintadas.

Nas laterais, você verá a ilustração de um guerreiro montando um cavalo. Na central, uma reprodução da Catedral Ortodoxa de São Paulo.

Retrato da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Retrato da Catedral Ortodoxa de São Paulo


Pinturas em Cores Vivas no Interior da Catedral

Internamente, o que mais chama a atenção é a enorme quantidade de pinturas. Impressiona a frequência com que são usadas cores vivas, como o amarelo e o laranja. A maior concentração é na área abobadada sobre a área do altar.

Ali também há uma "muralha branca", repleta de imagens de santos, impedindo a visão e a passagem. Na verdade, há quatro portas nesta "muralha". Mas o local não está aberto à visitação...

Pinturas em Cores Vivas no Altar da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Pinturas em Cores Vivas no Altar

O que se destaca ali é um representação da última ceia de Cristo.


Os Belos Vitrais da Catedral Ortodoxa

Olhando para trás, ao entrar na Catedral Ortodoxa, você verá um belo e enorme vitral. Na verdade, são vários vitrais que, em conjunto, formam uma imagem. A imagem central é Cristo de braços abertos. Outros vitrais mostram passagens de sua vida.


Vitral da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Vitral da Catedral Ortodoxa de São Paulo



Os Lustres

Na laterais do templo, há inúmeros lustres pendurados. Mas os que chamarão mais a sua atenção são os dois lustres gigantes presos às duas cúpulas.

As cúpulas também são bastante trabalhadas. No círculo central de uma delas há um homem de vestes brancas sentado.

De seu peito sai o cabo que prende o maior lustre da Catedral Ortodoxa. Em torno, há quatro imagens de santos.

Um pouco mais afastadas, cenas da vida de Cristo e outras passagens bíblicas.

Homem Sentado - Cúpula da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Homem Sentado - Cúpula da Catedral Ortodoxa


Definindo o Próximo Roteiro

Deixamos a Catedral e pegamos uma lista de telefones. De acordo com os sites, haveria duas visitas guiadas na Sala São Paulo durante a tarde. Já a Mesquita e o Templo Busshinji eram duas incógnitas!

Liguei primeiro para o templo. Um japonês que arranhava o português disse que só haveria visitas a partir de 04/11. Quer dizer, o Bairro da Liberdade não seria visitado hoje...

Liguei para a Mesquita Brasil e falei com a Sandra. Segundo ela, o tradutor não estaria lá na segunda-feira. E o Sheike só fala árabe...

Pinturas e Lustre da Catedral Ortodoxa de São Paulo
Pinturas e Lustre

Finalmente, liguei para a Sala São Paulo. Cabreiro, já agendei a visita guiada para não haver erro!

O relato segue com...
Estação Júlio Prestes - Um Marco da Era do Café



Contabilidade do Dia
Metrô Estação Clínicas - Estação Paraíso = R$ 2,90
Gasto Diário = R$ 2,90

0 comentários:

Postar um comentário

 
Free Host | new york lasik surgery | cpa website design